Convivendo Educação dos filhos Mãe Solo Maternidade Consciente

O que sua filha ouve quando você critica o seu corpo

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Por mais que o empoderamento e o feminismo estejam em alta, peço que atire a primeira pedra a mulher que nunca teve problemas com sua aparência e que está totalmente satisfeita com seu corpo. Eu, ao menos, nunca tive a felicidade de conhecer nenhuma. Sempre temos uns quilos dos quais queremos nos livrar, um cabelo que não nos agrada, a celulite que insiste em aparecer e as comparações intermináveis que fazemos umas com as outras. Isso por si só já é um baita problema, mas pode ser ainda pior quando, mesmo sem nos dar conta, passamos isso para as novas gerações.

Por se tratar de um problema já tão enraizado na classe feminina, os padrões de beleza e o julgamento constante do próprio corpo são feitos na frente de crianças que não tem o menor discernimento sobre o que estamos ensinando. Sim, digo ensinando porque mulheres próximas são os principais espelhos para as meninas, ou você não se lembra de admirar intensamente sua mãe, sua irmã mais velha ou aquela namorada antiga do seu irmão?

Nós temos em nossa essência o costume de admirar as outras mulheres e criamos em nossa mente o objetivo de ser como elas no futuro. Dessa forma, quando criticamos nossa aparência e nos achamos feias ou gordas estamos mostrando para as ingênuas menininhas que elas também precisam agir dessa forma. Por isso, cada vez mais novas vemos crianças tão preocupadas com a imagem e fazendo tratamentos estéticos que não condizem em nada com a idade delas.

Por isso é necessário tomar cuidado com a autoimagem e com o que passamos para os outros. Afinal, prefiro nem entrar no assunto das mulheres que criticam diretamente suas filhas, sobrinhas e primas menores. Devemos, ao contrário, ensiná-las a valorizar a própria imagem e a se amar acima de qualquer coisa. É importante mostrar a elas que todas são belas de sua forma e que não existe nenhum padrão de beleza que devemos almejar ou mesmo aceitar. A beleza está exatamente na diversidade e na forma com que você se sente bem consigo mesma.

A beleza está exatamente na diversidade e na forma com que você se sente bem consigo mesma.

Aprenda isso o quanto antes, se não for por você, que seja ao menos pelas próximas gerações de mulheres. Que elas não sejam tão neuróticas como nós fomos ensinadas a ser. Que elas saibam se olhar no espelho e enxergar a mulher mais bela que já viram.


Escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]ronteiras.com.br