Autoconhecimento Comportamento

O sentido da vida

Mulher de costas no meio do trigo
Roberto Guelfi
Escrito por Roberto Guelfi
Criado à semelhança de Deus, o homem É potencialmente integral: corpo, alma e espírito conscientes. Mas, em meio ao seu processo evolutivo, e ainda focado apenas o corpo (físico/orgânico) e a alma (pensamentos e emoções), o ser humano ESTÁ limitado ao nível de sua consciência. Ele pode perceber seu corpo, seus pensamentos e suas emoções, mas ainda não percebe o espírito, pois este está “encarnando” lentamente na alma humana, num parto difícil e doloroso, mas muito esperado e festejado.

Na fase de transição cíclica que vivemos, a presença do Cristo amplifica a potência vibratória da alma, que começa a introjetar a consciência do espírito (“…venha a nós o vosso reino…”). É o processo de evolução do ser, que, ao incorporar o espírito em sua consciência, torna-se integral.

Mulher deitada no meio da estrada

Atraídos pela conspiração cósmica de resgatar os seres de sua “egocidade”, conduzindo-os, pela evolução, à sua natureza original de Ser Único e, diante da sua limitação de consciência, o homem quer entender o espírito a partir da lógica da alma: conceitos (pensamentos), devoção (emoções) e incursões astrais (paranormalidade); mas ela, a alma, sem o foco do espírito, não poderá entendê-lo, pois sua percepção emana dele mesmo, e, em essência, a alma é apenas razão, sentidos e sentimentos.

O que pode ligar a alma ao espírito é o deslocamento da consciência, por meio de transmutação quântica. Só entenderemos o espírito quando formos o próprio espírito; quando nossa consciência estiver ancorada nele. Aí, o espírito é que terá consciência da alma, como a alma tem consciência do corpo. Só conseguiremos enxergar toda a cidade quando estivermos no topo de seu edifício mais alto. Apenas olhar, do chão – como prega a cultura sociorreligiosa – o topo do edifício não nos leva até ele.

Mão para cima com fundo de árvores

Você também pode gostar de:

Quando razão e emoção (atributos da alma) estiverem plenamente permeadas de Amor, Sabedoria e Vontade (atributos do espírito), a consciência humana fluirá entre matéria e espírito com a leveza com que os pássaros se movem entre a terra e as alturas. O Ser Humano estará pronto!

Que sentido maior pode ter a Vida?

Sobre o autor

Roberto Guelfi

Roberto Guelfi

Espiritualista, escritor, revisor literário, músico amador. Seu trabalho é divulgado na mídia digital e por meio de livros que propaguem a Luz.

De formação profissional na área de gestão de empresas e na área acadêmica, particularmente em finanças, desde muito jovem tem se lançado ao desafio de seguir o roteiro, imposto pela consciência de olhar para cima, para fora do sistema socioeconômico-cultural (a matrix), fazendo do desenvolvimento da consciência seu projeto de vida, o que só parece fazer sentido se compartilhado com quem quer que se coloque na trajetória dessa intenção.

Contatos:
Email: [email protected]
Facebook: Roberto Guelfi
Página do Facebook: ousarsaber.rguelfi
Livro: Ousar Saber