Autoconhecimento

O Tempo é o presente

Eternas, constantes e fortemente impregnadas pelos profundos mistérios da vida. Infinitas, sagradas, às vezes, implacáveis… Assim são as areias do tempo. Sempre a correr; a escorrer pelos dedos humanos ávidos por segurá-las como se possível fosse controlar o compasso do ritmo que jamais cessa.
Na louca e linda dança da vida, os ritmos podem até se alternar, mas é fato que a música nunca para. O tempo não para…

Hoje vivemos o futuro imaginado nos velhos dias já vividos, esgotados. O futuro repete o passado? Talvez muito mais do que deveria. Há circunstâncias em que nossas novidades não passam das velhas coisas que carregamos sem parar, sem desapegar, incapazes de soltar. Os dias passam, as viradas de anos se acumulam, e lá vamos nós, arrastando todo o peso do nosso museu particular cheio do vazio da falta de inovações.

Em nossas vidas, lugares, pessoas e experiências vão sendo impregnadas, gravadas para sempre na película de registro da existência. De todos e de tudo, o tempo todo. Rebobinar para relembrar ou reviver mentalmente algumas tomadas pode ser educativo, prazeroso e, às vezes, perigoso. Isso devido ao fato que tantas e tantas vezes acabamos prisioneiros de pretéritos não tão perfeitos e inconscientemente fugimos do agora, remoendo somente o que já se foi. Também há ocasiões nas quais, encharcados pela ansiedade, queremos forçosamente acelerar a velocidade da ampulheta, tentando antecipar possíveis eventos futuros.

Imagem de uma ampulheta em preto e branco.
Alexandar Todov / Unsplash

Uma vida melhor depende totalmente do desenvolvimento da habilidade de estar e permanecer no AQUI e AGORA. Perceber o momento que se vive, no exato instante em que se passa a ação. Trata-se de uma experiência, por um lado, desafiadora, mas também, transformadora. Tudo que temos está bem aqui. O que já foi, agora não é mais. O que será, talvez jamais venha a ser realmente.

A mente, mente. Usa diversos argumentos para tentar nos manter distantes do momento atual. Cria gaiolas e prisões que nos encarceram de maneiras muito bem disfarçadas, oferecendo uma sensação falsa de liberdade.

Você também pode gostar

Podemos, sim, ampliar nossa força, e desfrutar de mais qualidade de vida, buscando estratégias que nos auxiliem a permanecer saboreando esse presente extraordinário que é o tempo presente. Menos passado, menos futuro, e muito mais agora. Sem demora!

Eis aí um grande poder!!!

Sobre o autor

Fabio Pratali

Pedagogo, pós-graduado em educação socioemocional, psicologia e coaching. Atuando sempre feliz e conectado com o maravilhoso propósito de inspirar pessoas para que percebam o melhor de si mesmas e da vida.

Email: fabiopratali@yahoo.com.br
Instagram: @fabiopratali