Convivendo

O timing nos relacionamentos: o outro lado

Amanda Magliaro
Escrito por Amanda Magliaro

Você já se encantou com alguém que tinha tudo a ver com você, mas, por algum motivo que talvez você não entenda até hoje, não deu certo? Talvez tenha sido o timing errado ou talvez não tenha sido bem assim.

Timing é aquela coisa: a hora certa para a pessoa certa ou a pessoa certa na hora errada. Às vezes, você simplesmente está numa vibe diferente da outra pessoa; você quer investir nos seus objetivos, ir para outro país, sair com seus amigos… Não há nada de errado nisso. Porém, é preciso encarar uma dura verdade: da mesma forma que quando um não quer, dois não fazem; quando duas pessoas querem, elas fazem acontecer.

Woman in red checked shirt and hat holding man by hand going to Autumn forest with mountains and cloudy sky

“Então, quer dizer que ele(a) simplesmente não me queria da mesma forma? O que deu errado? O que eu fiz de errado?”

A mente humana é extremamente complexa. Todos somos seres individuais, temos as nossas próprias emoções. No entanto, existem duas coisas relevantes ao assunto que são comuns a toda humanidade: a autoestima e a idade.

Com certeza sua mãe já te falou: “filho, arruma seu quarto antes de sair para brincar com seus amigos”. Talvez você nunca tenha parado para refletir, mas ela estava te ensinando uma importante lição: nosso interior precisa estar bem arrumado para que possamos nos divertir com os outros. E, nos relacionamentos, a mesma coisa acontece. Não importa o quanto você e seu parceiro sejam parecidos, nada vai fluir disso se a sua autoestima não estiver bem e se você não estiver seguro de si.

Laughing mixed race couple taking a selfie in a forest

“Mas por quê? O que uma coisa tem a ver com a outra?”

Você sabe o porquê: ninguém gosta de relações forçadas, de alguém excessivamente carente ou simplesmente de alguém que depende de terceiros para ser feliz. Um relacionamento não se trata da junção de duas metades, mas da união de dois inteiros. Enquanto você não for a sua própria felicidade, dificilmente vai entender o que é ser transbordado.

Outra coisa que sua mãe já deve ter te falado é: “olha só o meu mocinho! como ele está crescido!”. Bom, talvez não exatamente com essas palavras. O ponto em questão é a idade. Não importa qual seja a sua altura ou quantos anos você tenha, estamos falando aqui de experiências vividas, ou, vulgarmente falando, da idade do seu comportamento. Não adianta conhecer a menina mais incrível da sua vida se você for jovem demais para entender isso ou se não tiver maturidade suficiente para recebê-la. E, sim, provavelmente depois de alguns anos você irá se lembrar dela e pensar: “por que eu fui tão burro?”.

Senior Couple Sitting On Beach Together

Em ambos os casos, você pode perfeitamente culpar o timing, mas, infelizmente, às vezes, a culpa é simplesmente sua. Entretanto, tanto a autoestima quanto a idade, coincidentemente, podem ser trabalhadas com o tempo, porque você já sabe: como diz aquela máxima, vivendo e aprendendo, né? Fora isso, é importante lembrar que nós fazemos a nossa própria hora. As pessoas que aparecem na hora errada são as pessoas erradas, porque, com a pessoa certa, não vai ter esse negócio de tempo certo. A pessoa certa vai adaptar os planos que tiver para sonhar junto com você, vai conciliar a vida a dois com a vida pessoal, vai fazer o intercâmbio sonhado levando você na mala… Ela simplesmente vai dar um jeito.

E, caso você tenha passado por uma situação em que o timing foi simplesmente errado, lembre-se de que o que é nosso sempre volta e, se for para acontecer, o tempo também vai dar o seu jeito.

Sobre o autor

Amanda Magliaro

Amanda Magliaro

Redatora e tradutora, me apaixonei pela vida desde que aprendi a enxergar tudo o que ela tem para oferecer. Existem aquelas pessoas que nunca conseguiram encontrar seu caminho, até o próprio caminho decidir ir ao seu encontro, eu fui uma delas.

Num mundo cheio de possibilidades, escolhi acolher todas quando comecei a escrever. A busca por ser alguém melhor e mais feliz, e a chance de poder auxiliar uma pessoa que seja através da magia das palavras é o que significa para mim ter meu sonho se realizando todos os dias.