Autoconhecimento Yoga

Origens do yoga

Hatha Yoga
Juliana Ferraro
Escrito por Juliana Ferraro
Eu escrevo tanto sobre yoga aqui, mas nunca falei das suas origens e acho importante a gente falar e ter consciência de onde vem essa prática, para fazer sentido e para que possamos honrar uma prática milenar e preservada, apesar de tantas mudanças históricas.

Quando o yoga surgiu, a tradição era passada de professor para aluno, não eram todas as pessoas que podiam ter essa sabedoria. Deveriam ser nascidas em determinadas castas socialmente dominantes para obterem os conhecimentos. Só há pouco tempo é que esse conhecimento começou a ser passado para quem tem interesse em saber.

Hatha YogaAs primeiras e mais antigas posturas de yoga que estão documentas (em estátuas e pinturas) são meditativas, posturas sentadas. Nos RigVedas se escreve sobre meditação, técnicas de controle da respiração e cantos devocionais.

Só no século IX d.C. que se fala sobre o movimento do corpo como forma de transcendência. Isso se chama Hatha Yoga. Segundo as palavras do professor Pedro Kupfer: “O Hatha Yoga é um método de Yoga tântrico surgido no período medieval (c. s. IX-XII), que almeja o despertamento da energia kundaliní usando a força física extrema.”

Entendemos então que o foco sempre foi despertar a energia Kundaliní, que é o alinhamento de cada centro energético do corpo. Essa energia é o encontro do terreno com o sagrado e abre todos os canais energéticos para viver totalmente desperto e presente.

Então, a partir do Hatha Yoga, muitos outros tipos surgiram, inclusive o que conhecemos como Kundaliní Yoga, que tem um método específico de despertar essa energia. Porém todos os tipos de práticas de yoga que envolvam posturas físicas estão dentro do corpo do Hatha Yoga e intencionam a trabalhar essa energia sutil que se chama Kundaliní.


Você também pode gostar de outros textos da autora: Apropriação cultural e Yoga

Sobre o autor

Juliana Ferraro

Juliana Ferraro

Juliana Ferraro é psicóloga por formação e viajante por amor às coisas novas da vida. Seu contato com diferentes línguas e culturas começou quando ela ainda trabalhava no Club Méditerranée, depois disso fez um mochilão pelo mundo em busca de autoconhecimento. Em pouco mais de 1 ano conheceu diversos países asiáticos, em especial a Índia, onde fundou uma paixão profunda pelo Yoga e pela meditação. Hoje, ela é professora de Yoga e terapeuta reikiana em Paraty, RJ.

Contatos:

Facebook: /juliana.ferraro | /lotusviajante
Instagram: @ferrarojuju | @lotus_viajante
Site: www.lotusviajante.com | www.casadodharma.com
E-mail: [email protected]