Yoga

Shavāsana: o simples ato de relaxar está cada vez mais difícil

Mulher deitada na grama.
Foto por Ale Fiori
Escrito por Ale Fiori

A postura final de uma aula de yoga, shavāsana (do sânscrito: “a postura do cadáver”) representa o renascimento. É o momento em que seu corpo assimila tudo o que experimentou na aula. Em geral, são pelo menos 10 minutos em que você fica deitado e completamente imóvel, apenas observando sua respiração. Muita gente espera chegar nesse momento prazeroso da aula, mas há aqueles que deixam de fazer yoga exatamente por causa dessa postura. O motivo: não conseguem relaxar.

A nossa rotina está cada vez mais frenética e dependente de tecnologias que nos fazem correr ainda mais contra o tempo, um ritmo que tem dificultado o momento de descanso. O fato de descansar chega a trazer até um sentimento de culpa. O corpo não entende por que tem que ficar imóvel. É comum alunos que não param de se mexer durante o shavāsana, pois sentem distrações como coceira, dor ou desconforto. A mente dispara com infinitos diálogos internos. Por que não conseguimos relaxar?

Pernas esticadas em grama.
Foto por Ale Fiori

Quanto ao sentimento de culpa, temos que ter consciência de que temos o direito de sentir preguiça em algum momento, embora a preguiça seja considerada um pecado capital desde o século 6. Se você acrescentar a esse repouso o objetivo de entender seus pensamentos, aquietar sua mente e observar sua respiração, você terá a motivação para se sentir relaxando sem culpa. É o momento de recuperar suas energias e gerar paz para si mesmo. Assim, percebemos como é importante o simples ato de não fazer nada, apenas deitar, entregando todo o peso do corpo ao chão e soltando a musculatura a cada exalação do ar.

Você também pode gostar

O processo para o relaxamento passa por cultivar a consciência da auto-observação. Repare de que forma você gasta as suas horas ou quantos minutos podem ser liberados da sua rotina para relaxar. Com essa aceitação, você começa a se permitir o direito ao relaxamento até conseguir perceber sua respiração e praticar shavāsana, o renascer do seu corpo em paz.

Para escolher um relaxamento guiado, visite minha página no Soundcloud: https://soundcloud.com/alefioriyoga

Sobre o autor

Ale Fiori

Sou jornalista e instrutora de Yoga Integrativo (prática que aplica diferentes técnicas do Yoga, de acordo com as necessidades do aluno). Praticante de Vinyasa Yoga Flow, vejo na fluidez do movimento com a respiração o caminho principal para o autoconhecimento do corpo e da mente. Desde 2017, mantenho o canal “Yoga com Ale Fiori” no YouTube, com sequências terapêuticas e práticas rápidas para o dia a dia dos iniciantes. Também produzi uma série de relaxamentos e meditações guiadas no SoundCloud, inicialmente para os alunos do curso de Yogaterapia para Estresse e Ansiedade, no qual indicamos caminhos e ferramentas para o controle de situações aflitivas na rotina diária. Mantenho turmas online e presenciais em Brasília (DF). Lembro sempre que o Yoga não cura, mas ajuda a nos conhecer melhor, a lidar com as adversidades, a identificar o que devemos desapegar e quais são nossas qualidades que devemos cultivar.

Contatos:
Email: alefiori@gmail.com
Facebook: yogacomalefiori
Instagram: @alefiori.yoga
Youtube: Yoga com Ale Fiori
Site: satvikayoga.blogspot.com l soundcloud.com/alefioriyoga
Telegram: t.me/alefioriyoga