Música

Os grandes compositores do mundo

Colagem de fotos dos compositores Beethoven, Alceu Valença, Schubert, Luiz Gonzaga e Chopin.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Uma pessoa que atua como compositora de músicas tem a difícil função de traduzir sentimentos e sons em palavras. Muitas vezes, as canções são uma forma de se manifestar sobre uma realidade, de narrar um acontecimento histórico ou de, literalmente, ficar para a história.

É por isso que devemos valorizar e conhecer o trabalho das pessoas que dedicaram parte das suas vidas à produzir letras e melodias para canções que marcaram épocas. A seguir, confira uma lista com os maiores compositores nacionais e internacionais!

1) Milton Nascimento

Fotografia de Milton Nascimento sobre fundo azul.

Nascido em 1942, no Rio de Janeiro, Milton Nascimento gostava de música desde pequeno. Com o falecimento da mãe, quando ele tinha dois anos de idade, mudou-se para Minas Gerais, onde viveu com a avó. A partir dos quinze anos, começou a formar bandas com outras pessoas que tocavam instrumentos musicais, ainda que ele só tenha ganhado o primeiro violão aos treze anos.

A primeira música de Milton Nascimento gravada em São Paulo foi Canção do Sal, na voz de Elis Regina. No entanto, a música pela qual ele se tornou conhecido e renomado foi Travessia, escrita enquanto ele lia Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa. Por essa composição, ele recebeu o segundo lugar no Festival Internacional de Canção da TV Globo.

Veja um trecho de Travessia:

“Vou seguindo pela vida
Me esquecendo de você
Eu não quero mais a morte
Tenho muito que viver
Vou querer amar de novo
E se não der não vou sofrer
Já não sonho, hoje faço
Com meu braço o meu viver”

2) Johann Sebastian Bach

Pintura do músico e compositor Johann Sebastian Bach.

Conhecido por Bach, Johann nasceu em 1685, na Alemanha. Ainda que a família do compositor já fosse repleta de músicos, ele estudou muito para que pudesse criar composições inovadoras e diferenciadas. Bach atuou em igrejas, desenvolvendo habilidades para manusear órgão e cravo.

O que diferencia Bach de outros compositores é que ele explorou todos os gêneros musicais (com exceção da ópera) do tempo em que viveu, além de acrescentar influências francesas e inglesas em suas composições. Assim, ele criou um estilo de música instrumental baseada na repetição de uma mesma melodia com arranjos diferentes, produzindo sons completamente novos para a época. Ária na corda sol vai te encantar!

3) Tim Maia

Fotografia de Tim Maia se apresentando, em preto e branco, com fundo escuro.

Sebastião Rodrigues Maia, como Tim Maia era chamado, nasceu em 1942, no Rio de Janeiro. Ele era o mais novo de doze irmãos, e sempre ajudou a família vendendo marmitas para complementar a renda. O primeiro contato com a música foi na igreja, para posteriormente criar uma banda, chamada The Sputniks, da qual Roberto Carlos fazia parte.

Aos dezessete anos, Tim mudou-se para os Estados Unidos da América. Lá, ele conheceu ritmos como soul e jazz, da cultura negra. Quando retornou ao Brasil, pôde incorporar essa nova musicalidade cultural e ancestral para as músicas que compunha. A primeira que se tornou conhecida foi Azul da Cor do Mar. Confira um trecho:

“Mas quem sofre sempre tem que procurar
Pelo menos vir achar
Razão para viver
Ver na vida algum motivo pra sonhar
Ter um sonho todo azul
Azul da cor do mar”

4) Wolfgang Amadeus Mozart

Pintura de Wolfgang Mozart com traje vermelho sobre fundo escuro.

Nascido em 1756, na Áustria, Mozart começou a compor quando tinha cinco anos de idade. Era como um menino prodígio para aquele tempo, fazendo apresentações inclusive para a realeza. Apesar do talento reconhecido por todos que o ouviam, Mozart viveu uma vida com pouca estabilidade financeira.

Sem a possibilidade de sair da cidade em que vivia, Mozart limitava-se ao próprio conhecimento para elaborar suas composições. Foram mais de 600 obras que ele escreveu ao longo da vida, tendo sido elogiado por críticos que reconheciam o valor do trabalho, embora fosse complexo demais para outros. O maior sucesso é Requiem!

Você também pode gostar

5) Gilberto Gil

Fotografia de Gilberto Gil com as mãos segurando a cabeça.

Gilberto Gil nasceu em 1942, em Salvador. Começou a estudar música quando tinha 9 anos de idade, mas na faculdade, optou por administração de empresas. Ainda assim, o sonho de se tornar um compositor acompanhava o artista baiano. É por isso que, em 1963, quando Gilberto conheceu grandes nomes da Música Popular Brasileira, como Caetano Veloso, Tom Zé e Maria Bethânia, seu destino mudou.

Gilberto passou a se envolver cada vez mais com a música, tendo sido um dos criadores do movimento social chamado Tropicália. Com esse movimento, a ideia era produzir canções com inspirações de outros países, ainda preservando a brasilidade. Tropicália foi um movimento de suma importância para a arte brasileira, sendo que a música de Gil mais conhecida do período foi Aquele Abraço:

“O Rio de Janeiro continua lindo
O Rio de Janeiro continua sendo
O Rio de Janeiro, fevereiro e março
Alô, alô, Realengo
Aquele abraço!
Alô torcida do Flamengo
Aquele abraço”

6) Ludwig van Beethoven

Pintura de Ludwig van Beethoven.

Nascido na Alemanha, em 1770, Beethoven vinha de uma família de artistas, pintores e compositores. Por causa disso, o pai dele gostaria que Beethoven fosse considerado um menino prodígio. Com cinco anos de idade, ele precisava fazer aulas diárias e exaustivas de piano.

O que poderia se tornar um pesadelo acabou sendo o sucesso de Beethoven. As composições do músico formaram a base das composições de todas as músicas ocidentais, mesmo tendo ensurdecido aos vinte e um anos de idade. O trabalho do compositor é reconhecido em todo mundo pela tradução do que seria a liberdade do artista, em suas composições. Você já ouviu a Sinfonia n.º 9?

7) Alceu Valença

Fotografia de Alceu Valença com vestimentas tradicionais se apresentando, sobre fundo escuro.

Alceu Valença nasceu em Pernambuco, em 1946. Desde os cinco anos de idade ele já participava de concursos de música, mostrando que poderia se enveredar para esse ramo no futuro. E foi isso que aconteceu. Alceu foi expulso de várias escolas, mas nunca da música, a qual ele sempre pertenceu.

Conheceu nomes como Geraldo Azevedo e Elba Ramalho, tendo se tornado conhecido pela inclusão da guitarra elétrica em músicas nordestinas. Essa mudança na forma de compor inovou esse gênero musical e permitiu a criação de muitas outras composições. Uma das mais conhecidas é Tropicana. Veja um trecho dela:

“Linda morena fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana
Vem me desfrutar
Morena Tropicana eu quero teu sabor
Ai, ai, ai, ai
Morena Tropicana eu quero teu sabor
Ai, ai, ai, ai”

8) Frédéric Chopin

Fotografia em preto e branco de Frédéric Chopin.

Nascido em 1810, na França, Chopin é um dos nomes mais conhecidos da música clássica. Como outros grandes compositores, ele também era entendido como uma criança prodígio, ainda que sua família não fosse formada por artistas ou por pessoas abastadas. O pai era professor de francês e eles viviam em uma aldeia.

Ainda assim, aos 20 anos, dedicou-se à música criando composições no piano que surpreendiam pela harmonia entre as notas e melodias. Ele é um dos maiores representantes da era romântica da música, ainda que tenha morrido jovem, aos 39 anos de idade, de tuberculose. Fantaisie-Impromptu é uma composição que vai te encantar!

9) Luiz Gonzaga

Fotografia de Luiz Gonzaga sobre fundo azul.

Luiz Gonzaga, ou Rei do Baião, como ficou conhecido, nasceu em 1912, em Pernambuco. Apreciava, quando criança, o pai tocando sanfona, ainda que tivesse que trabalhar no sertão. Ao completar treze anos, usou as economias para comprar uma sanfona e finalmente aprender sobre essa arte que tanto admirava.

Aos dezessete anos, Luiz fugiu de casa e tentou melhores oportunidades de vida em Fortaleza, tendo entrado para o exército. Foi só depois de nove anos que ele pôde voltar a se dedicar à música por completo, tocando em bares as composições que criava. O acervo que ele deixou para a música nordestina é notável, e um dos maiores sucessos é Asa Branca:

“Quando oiei a terra ardendo
Qual fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação”

10) Franz Schubert

Pintura de Franz Schubert, com óculos e roupas pretas.

Nascido na Áustria, em 1797, Schubert escreveu mais de 600 obras, incluindo óperas e sinfonias, ainda que não tenha recebido reconhecimento em vida. Isso porque, embora ele tivesse começado a educação musical aos seis anos de idade, não vinha de uma família que trabalhava nesse ramo, nem era abastado.

O sucesso de Schubert começou décadas após sua morte, quando descobriram que as composições do artista representaram um marco na passagem dos períodos clássico para romântico, marcando a transição de uma era. Uma música para conhecer o trabalho do artista é Ellens dritter Gesang!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]