Saúde da Mulher Saúde Integral

Outubro Rosa

Fitas do outubro rosa
Anna Shvets / Pexels / Canva
Escrito por Fabiano de Abreu

Outubro Rosa: o mês de prevenção ao câncer de mama também serve de alerta à doença de Alzheimer, que oferece mais riscos a elas

No mês em que a saúde feminina está em evidência por causa da prevenção do câncer de mama, é importante também dar ênfase a uma outra doença que atinge mais as mulheres do que os homens. Estudos recentes comprovam que as mulheres correm mais risco de sofrerem do Alzheimer do que os homens. A razão disso? O cérebro deles é maior do que o delas. Foram medidas as circunferências das cabeças de várias pessoas, sendo que aquelas que tinham a cabeça menor e, consequentemente, o cérebro menor apresentaram mais casos de demência e Alzheimer do que as outras.

Além disso, existe um componente genético chamado APOE-£4, e ele é crucial para o desenvolvimento dessas doenças. Os estudos provaram que quem tinha a circunferência da cabeça maior teve o efeito negativo desse alelo atenuado. É preciso ficar atento quando há início precoce dos sintomas, pois isso pode representar um risco mais elevado de a pessoa sofrer com demência futuramente.

Pessoa entregando fita de outubro rosa para outra pessoa
Ave Calvar Martinez / Pexels / Canva

Vale lembrar que os primeiros sinais podem parecer simples, mas merecem a devida atenção: dificuldade para lembrar fatos recentes, mas consegue se lembrar facilmente do que aconteceu no passado. A pessoa acha difícil acompanhar conversas ou programas de TV, esquece nomes de amigos bem próximos ou de objetos que usa todos os dias, além de não conseguir lembrar as coisas que ouviu ou leu. Se percebeu algumas destas situações, é bom procurar um neurologista.

A relação da patologia de Alzheimer com o diagnóstico clínico difere de forma significativa entre homens e mulheres. Cada unidade adicional de patologia foi associada a um aumento de 3 vezes nas chances de demência por Alzheimer em homens. Nas mulheres, esse índice foi associado a um aumento de 20 vezes para demência por Alzheimer.

Você também pode gostar

Sejam por fatores genéticos ou hormonais, a prevenção ainda é um caminho a ser seguido, por isso estude, leia e mantenha a mente sempre ativa. Faça exercícios como aritmética ou palavras cruzadas, não fume, mantenha uma alimentação saudável e realize atividades físicas. São atitudes simples do cotidiano, mas podem trazer uma bela diferença e te prevenir em relação a tantos problemas como os que são causados pelas doenças neurodegenerativas.

Sobre o autor

Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu Rodrigues é um jornalista, psicanalista, neuropsicanalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e especialista em neurociência cognitiva e comportamental, neuroplasticidade, psicopedagogia e psicologia positiva.

Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional.

Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo, criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil.

Lançou os livros “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”, “Como Se Tornar Uma Celebridade”, “7 Pecados Capitais Que a Filosofia Explica” no Brasil, Angola, Paraguai e Portugal. Membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo, Fabiano foi constatado com o QI percentil 99, sendo considerado um dos maiores do mundo.

Contatos:

Email: deabreu.fabiano@gmail.com
Site: deabreu.pt
Site: pressmf.global/
Facebook: FabianodeAbreuOficial
Instagram: @fabianodeabreuoficial
Twitter: @Filosofofabiano
Youtube: Filósofo e jornalista Fabiano de Abreu
Linkedin: Fabiano de Abreu