Saúde Integral

Picolé de leite materno alivia a dor dos primeiros dentinhos

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras



Que o leite materno traz inúmeros benefícios para os bebês não é nenhum segredo. Mas você já ouviu falar em picolé de leite materno? De acordo com a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), o picolé é uma alternativa para aliviar as dores durante a erupção dos dentes.

Após congelado, o leite materno perde automaticamente alguns nutrientes, mas continua sendo rico quanto à qualidade nutricional.

O picolé não substitui o leite na temperatura do corpo, por isso deve ser usado em ocasiões pontuais e ofertado em pequenas quantidades, apenas em dias quentes, a partir dos oito meses de idade. Ainda assim, antes de introduzir o picolé na rotina da criança, é indicado consultar um médico pediatra.

Para que o picolé não traga nenhum risco para a saúde do bebê, é preciso estar atento em algumas etapas:

Higienização:

Antes de tudo, é preciso higienizar as mãos com água e sabão. Os seios devem ser limpos com água morna; a bomba de extração, bem como o recipiente em que o leite será inserido, deve estar devidamente higienizada.

Armazenamento

Os primeiros jatos não devem ser armazenados. Ao retirar o leite das duas mamas, coloque-o num recipiente já limpo e deixe no congelador com temperatura entre 0 °C e 4 °C.

Consumo

O picolé precisa ser feito no tamanho certo, ou seja, ideal para a boca do bebê. É importante ressaltar que a criança não pode consumi-lo sozinha, é necessária a ajuda de um adulto.

Como preparar um picolé de leite materno?
  • Os primeiros jatos não devem ser armazenados. Ao retirar o leite das duas mamas, coloque-o num recipiente e passe para forminhas de gelo comum ou de picolé. É importante que elas estejam limpas — para isso, utilize o mesmo procedimento da higienização de mamadeiras e chupetas.
  • Após colocar o leite nas forminhas, insira o palito de picolé, de preferência de plástico, e leve ao congelador na temperatura entre 0 °C e 4 °C.
  • Não acrescente açúcar nem outros ingredientes.
  • O picolé pode permanecer no congelador por até 15 dias e na geladeira por até 12 dias.
  • Prepare-se para lambança! Os bebês vão adorar essa ideia.

Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Foto em destaque de Danielle Kattah do site Vila Mulher.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]