Naturologia Saúde Integral

Naturologia

Bruna Rei Freitas
Escrito por Bruna Rei Freitas

Há tempos vivemos uma crise de paradigmas em todos os campos do conhecimento, desde as ciências básicas até as ciências humanas. Na área da saúde, que hoje é resultado da interconexão entre as ciências humanas, biológicas e exatas, Luz (2005)¹ chamou este conflito de “crise da saúde e da medicina”.

Este fenômeno inicia uma necessidade de rever questões essenciais no que diz respeito ao embasamento das práticas em saúde, o relacionamento com o paciente e a maneira com que se constrói o conceito saúde/ bem-estar ao invés de simplesmente tratar doenças.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a definição de saúde é um “estado completo de bem-estar físico, mental e social e que não consiste somente em uma ausência de doença ou enfermidade”. Diante deste conceito se faz necessário o resgate de práticas e técnicas, que não só tratem a doença, mas sim ofereçam à sociedade um complemento á saúde.

A Naturologia é uma profissão da área da saúde resultado desta crise de modelos e  procura responder a ela com uma proposta de visão integral do ser humano². Suas bases se encontram nas medicinas tradicionais, como a medicina ayurvédica (indiana), medicina chinesa e medicina antroposófica, que utilizam de recursos naturais com uma proposta de promoção da saúde³4. O objetivo do Naturólogo é promover saúde, principalmente dando abertura para um olhar voltado ao processo de saúde-doença, em que o elemento principal é o próprio indivíduo, suas necessidades, sua história, seus aprendizados, sendo este também responsável pelas suas experiências e sua saúde.
Pode-se definir então Naturologia como: um conhecimento na área da saúde embasado na pluralidade de sistemas terapêuticos complexos vitalistas, que parte de uma visão multidimensional do processo de saúde-doença e utiliza da relação de interagência e de práticas integrativas e complementares no cuidado e atenção à saúde². É uma abordagem que alia os avanços tecnológicos da ciência com o conhecimento tradicional para melhor atender a cada indivíduo de uma maneira integral e humana.

Na prática o Naturólogo atua com terapias naturais, todas objetivando principalmente o empoderamento, a autonomia e o autoconhecimento, resgatando a noção de corresponsabilidade do indivíduo, procurando formas de tratamento complementares e que caminhem em direção ao reequilíbrio do indivíduo, sendo complemento assim da prática de qualquer outro profissional de saúde.

Dentro da Naturologia existem inúmeras técnicas que vêem o homem como um ser integrado por corpo físico, emocional, mental e espiritual, nunca dispensando as interações externas com o meio em que vive, tais como:

  • Massoterapia
  • Terapia Floral
  • Fitoterapia
  • Meditação
  • Reflexologia
  • Auriculoterapia
  • Aromaterapia
  • Antroposofia,
  • Arte Integrativa
  • Iridologia
  • Cromoterapia
  • Terapia Ayurvédica e Oriental.

Todas estas práticas se complementam para atingir um objetivo único: saúde, bem-estar e qualidade de vida.

A Massoterapia, por exemplo, proporciona a diminuição da dor e promove o relaxamento muscular, conciliando o campo físico com o emocional por meio da liberação de substâncias no organismo que provocam a sensação de bem- estar.

Óleo

Já utilizando o conceito dos pontos reflexos, áreas de uma mesma região que possuem correspondência com órgãos específicos do nosso corpo, temos a prática da Auriculoterapia e da Reflexologia. A primeira utiliza sementes tradicionalmente de mostarda para estimular pontos reflexos do  pavilhão auricular e a segunda emprega pequenos movimentos em áreas reflexas localizadas nos pés, ambas para promover o equilíbrio do organismo.

A Fitoterapia ocupa seu lugar no tratamento tradicional de doenças como importante complemento aos tratamentos alopáticos, principalmente pela redução dos efeitos colaterais relacionados aos medicamentos, utilizando as plantas medicinais.

Utilizando as terapias mais sutis e vibracionais a Naturologia se utiliza da Cromoterapia (terapia através de frequências de luz e cores), Meditação e Arte integrativa. Além de outras práticas como a Iridologia (estudo da íris), Hidroterapia (terapia através da água), Geoterapia (terapia através da argila), Aromaterapia (terapia através dos óleos essenciais), e Terapia Floral (terapêutica que utiliza essências de flores).

Portanto a Naturologia se apresenta como uma nova proposta ao pensamento antigo em saúde, trazendo um novo olhar às práticas e terapias complementares nos dias atuais.

REFERÊNCIAS
¹ Luz, M. T. Novos saberes e prática em saúde coletiva: estudo sobre racionalidades       médicas e atividades corporais; New to know and practical in public health: corporal study on medical rationalities and activities. 1, (Hucitec: 2005).
² Sabbag, S. H. F. et al. A NATUROLOGIA NO BRASIL: AVANÇOS E DESAFIOS. Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares 2, 38 (2013).
³ De Barros, N. F. & Leite-Mor, A. C. M. B. Naturologia ea emergência de novas perspectivas na saúde. Cadernos Acadêmicos 3, p–2 (2011).
Silva, A.E.M. Naturologia: Um diálogo de saberes. Editora Prisma (2013).

Sobre o autor

Bruna Rei Freitas

Bruna Rei Freitas

Com uma vasta experiência na área da saúde, é formada desde 2009 pela Universidade Anhembi Morumbi em Naturologia e graduação modulada em Fitoterapia. Possui pós graduação em Medicina Ayurvédica pelo Instituto Naradeva Shala, curso de extensão universitária em Avaliação e Tratamento Interdisciplinar em Dor pela USP, além de cursos de extensão universitária em Iridologia, Terapia Floral e Antroposofia.

E-mail: [email protected]
Telefone: 11 98307-0834
Site: www.espaconaturezahumana.com.br