Nutrição Saúde Integral

Dicas de alimentação saudável para quem não quer fazer dieta

Large superfood sampler for good health in spoons and bowl forming an abstract background. Highly nutritious in antioxidants, vitamins, minerals and dietary fiber.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Manter a forma é uma grande preocupação. Mais que estética, estar bem fisicamente é uma questão de saúde. Para conquistar esse padrão, é preciso cuidar da alimentação. E o que não faltam são dietas. A maioria promete emagrecimento rápido, porém são cheias de restrições e pouco eficientes. Muitas viram verdadeiros “best sellers” e ganham fama mundial. Conheça algumas delas e seus pontos negativos:

Dieta das proteínas

São mil calorias diárias. Carboidratos são reduzidos ao máximo, carne vermelha e gorduras (manteiga, ovos e maionese) estão liberadas. A dieta do Dr. Atinks é pobre em vitaminas e minerais, pois, as frutas e os vegetais estão proibidos. A ausência de fibras causa prisão de ventre e o excesso de gordura pode levar ao diabetes e doenças cardiovasculares. Quem não sofre com esses problemas sente cansaço, fraqueza, dor de cabeça e tem mau hálito.

Dieta do tipo sanguíneo

Criada pelo médico americano Peter James D’Adamo, a dieta do tipo sanguíneo classifica os alimentos em benéficos, neutros e nocivos. Segundo a dieta, quem é tipo O deve comer mais proteína animal, pessoas com sangue A tem dificuldade para digerir proteína animal e lactose, o tipo B pode consumir leite e derivados, mas deve evitar frango e a alimentação para o sangue AB é a mistura dos tipos A e B. A dieta do tipo sanguíneo elimina alimentos importantes, pode levar a sérios problemas nutricionais e por conta disso não tem aval científico.

Dieta ortomolecular

O fundamento dessa dieta surgida no começo do século 20 é a prevenção e o tratamento de doenças pelo equilíbrio químico, conquistado através da ingestão de vitaminas, minerais, aminoácidos e pró-hormônios. O excesso dessas substâncias pode intoxicar o organismo, por isso sua eficácia não é cientificamente comprovada.

Se alimentar bem é difícil e as dietas da moda aumentam o desafio. Mas será que dá para ser saudável sem seguir uma dieta? Pode sim! E a gente prova que isso é possível. A primeira dica é uma velha conhecida…

Man and woman drinking water from bottle after fitness sport exercise. Smiling couple with bottles of cold drink outdoors

1. Beber água

A água elimina toxinas. Beber água antes das refeições faz você ficar satisfeito bem mais rápido, segundo pesquisa da Universidade de Birmingham. Os participantes do estudo, obesos adultos, perderam 4 quilos em 3 meses de teste bebendo 500 ml de água antes de comerem. Tomar no mínimo 1,5 litros de água diariamente é o primeiro passo para ter saúde.

2. Mudar o óleo

Troque o óleo de girassol pelo óleo de coco, fonte de antioxidantes. O óleo de coco aumenta o HDL (colesterol bom), o ácido láurico protege o sistema imunológico e o e ácido caprílico age como antifúngico.

3. Congelar a comida

Faça comida em porções individuais no domingo e congele. Deixar comida congelada é a certeza de refeições prontas, bem feitas e saudáveis todos os dias. Clique no link e aprenda como congelar alimentos.

4. Congelar frutas

Compre frutas frescas, congele para durar mais e aproveite para fazer smoothies. Bata as frutas com água, iogurte ou leite de soja num mixer ou liquidificador. Coloque couve, espinafre ou coco ralado para incrementar.

5. Abacate

A fruta tem ômega 3, faz bem para a pele e os cabelos, melhora a memória e evita doenças inflamatórias. Faça uma pasta de abacate, amassando a fruta com um garfo e passe na torrada ou bolacha integral. Receita fácil ótima para o café ou lanche.

6. Ovos mexidos

Antigo vilão, o ovo é fonte de colina, nutriente importante para o cérebro. O alimento ainda tem luteína e zeaxantina, substâncias que mantêm os olhos saudáveis. Se você não tem uma boa frigideira, pode fazer ovos mexidos no micro-ondas: coloque-os numa vasilha de plástico apropriada e pronto.

7. Frango assado

Para quem mora sozinho, o melhor é desossar o frango após assar e separar em várias porções. Deixar o peito para o almoço e a coxa para uma salada à noite são boas ideias.

8. Manteiga de amendoim

Fonte de proteína, gorduras boas, rica em vitaminas E, B e também em arginina, aminoácido bom para os músculos. Prefira manteiga de amendoim caseira ou orgânica. Coloque em fatias de maçã para um lanche gostoso e saudável.

9. Picolé de banana congelada

A banana é fonte de vitaminas A, B, C, magnésio e ferro. A fruta protege o sistema imunológico e dá energia. Para ficar ainda mais gostosa, corte algumas bananas no meio, espete em palitos de sorvete, deixe no freezer por 15 minutos, enquanto espera, derreta chocolate meio amargo e depois coloque a banana no chocolate.

10. Picolé de iogurte

Opção saudável, barata e gostosa para o calor. Coloque frutas em pedaços no iogurte natural, espete em palitos de sorvete e deixe no freezer ou congelador até atingir consistência de sorvete.

As dietas costumam ser radicais, podendo causar danos à saúde. Aproveite nossas dicas e tenha uma alimentação prazerosa e saudável. Conte o que achou das sugestões, nós vamos adorar saber!


Texto escrito por Sumaia de Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]