Autoconhecimento

Por que damos explicações?

Homem se explicando para mulher com expressão de ódio.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Sempre que tomarmos uma decisão, ela virá acompanhada de duas consequências: as pessoas que irão parabenizá-lo por isso e as que irão te criticar. Afinal, cada pessoa tem uma visão de realidade, do que é bom e do que é ruim, então tendem a interferir no caminho do outro, caso suas escolhas não sejam compatíveis com a visão de mundo que a pessoa carrega.

Quando isso acontece, logo começamos a dar mil explicações, a fim de tentar fazer o outro entender ou pelo menos aceitar o caminho que tomamos, mas isso é prejudicial, principalmente para nós mesmos.

Lembre-se de que o outro pode até querer o seu melhor, mas só você sabe o que é melhor para si mesmo. Portanto suas escolhas devem partir de si, do seu coração, deixando-se guiar por aquilo que faz o seu coração vibrar com alegria.

Duas mulheres conversando sentadas em um banco. Uma delas está arrumando o óculos da outra.

Sendo assim, como podemos parar de dar explicações para tudo?

Primeiramente, é interessante identificar quais tópicos da nossa vida não cabem ao outro (são muitos, pode acreditar) mas vamos dar alguns exemplos para clarear as ideias.

Sua aparência é um dos principais assuntos, porque cada um tem um biotipo, uma forma física, uma cor de cabelo, um gosto etc. Portanto não é preciso ficar explicando para os outros o porquê de estar tão magro ou um pouco acima do peso, tampouco a cor do seu cabelo.

Deixe claro que sua aparência deve agradar primeiro a si mesmo.

Outro ponto é a maneira como se alimenta. Quando alguém decide se tornar vegetariano, cortar o açúcar ou até mesmo parar de beber refrigerante, muitos questionam e estranham, mas a decisão é sua! Muitas coisas podem ter feito você abrir mão de certos alimentos e ninguém tem nada a ver com isso.

Prato cheio de comida e vários pedaços de legumes e outros alimentos espalhados na mesa.

Ainda temos o ponto da sexualidade. Esse é um dos fatores mais complicados, porque aqueles que abrem para o mundo sua identidade de gênero logo são julgados e, sem perceber, já estão se explicando sobre o assunto.

Entretanto isso é mais um ponto que cabe a você e somente a você. Afinal, quem vai amar e respeitar até que a morte os separem é você.

Além de tudo isso, temas como carreira profissional, convicções religiosas, gostos, passatempos, entre outros diversos assuntos farão você ser questionado e julgado. No entanto tudo isso é assunto seu, portanto basta ficar em silêncio.

Menina se olhando no espelho do banheiro.

Enfim, não há um motivo específico pelo qual damos explicações aos outros.

Nós apenas sentimos a necessidade de deixar tudo muito claro, principalmente quando envolve a opinião dos familiares, mas todos temos o livre-arbítrio para tomar as melhores decisões para as nossas vidas.

Então, se você quer parar de se explicar para todo mundo, acredite nas suas escolhas, sabendo que se der errado a situação não passará de um aprendizado para a sua vida. Você já sabe o que é melhor para si mesmo!


Você também pode gostar de outros artigos como esse. Confira também: A era da cizânia ou da ignorância. Afinal, o que estamos vivendo?

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]