Saúde Integral

Que tal largar o cigarro de uma vez por todas?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Uma das principais causas de morte, não só no Brasil como no mundo. Os males do tabagismo incluem câncer de pulmão, traqueia, laringe e brônquio; aneurisma arterial, trombose vascular, doença pulmonar obstrutiva crônica, hipertensão, diabetes, infertilidade na mulher e até mesmo impotência sexual no homem.

Muita coisa, não é mesmo? Não é à toa que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo, sendo assim considerado um problema de saúde pública. Cerca de 200 mil pessoas morrem todo ano no Brasil devido ao fumo.

O cigarro, o derivado do tabaco mais consumido, não possui uma quantidade certa para consumo. Mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas estão presentes somente em sua fumaça. Ou seja, isso prejudica não só quem fuma, mas também quem os rodeia.

shutterstock_283763384 Sabendo disso, foi estabelecida a Lei Antifumo, que determina a proibição do ato de fumo em ambientes coletivos, públicos ou privados, como restaurantes, baladas e até mesmo entradas de condomínios.

E tudo isso não é novidade para ninguém. Mesmo assim, o consumo do cigarro tem se mantido estável. Isso porque ele causa dependência química, tornando difícil para o fumante abandonar o hábito. A nicotina, substância psicoativa presente no cigarro, é quem causa essa sensação de prazer.

Mas parar de fumar não é impossível. Você pode aproveitar que 29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo e fazer a sua parte, livrando-se do vício para ter uma vida ainda mais saudável.

O Ministério da Saúde dá algumas dicas para a parada do consumo do tabaco, e elas devem ser levadas em consideração. A primeira delas é a parada imediata, onde você marca uma data e, a partir dela, não fumará mais nenhum cigarro.

A segunda opção é a parada gradual, onde você vai reduzindo aos poucos o número de cigarros consumidos. Essa estratégia não deve durar mais de duas semanas para ser colocada em prática.

Mas não se preocupe e não desista. A maioria dos fumantes que largaram o hábito tiveram falhas em sua primeira tentativa e precisaram de, em média, 3 a 4 tentativas até conseguirem abandonar o vício. O que importa é ter determinação e força de vontade.

Vale lembrar também que fumar cigarros de baixos teores não é uma boa alternativa se você quer parar ou reduzir a prática do fumo, já que todos os derivados do tabaco fazem mal à saúde igualmente.

Junte-se à causa do Dia Nacional de Combate ao Fumo e leve uma vida mais saudável!


• Texto escrito por Caroline Bespalec da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]