Convivendo

Ser criança

Crianças deitadas na grama com as pernas levantadas.
pat138241 / 123rf

Ser criança é trazer a maior pureza de todas, já que a verdade é seu “melhor brinquedo”. Ser criança é trazer ensinamentos da leveza da vida, uma vez que ela é a verdadeira professora dos adultos, e não o contrário, conforme muitos pensam. Ser criança é ter a energia calibrada ao máximo, devendo gastá-la da melhor forma: brincadeiras ao ar livre, contatos com a natureza, animais, as coisas mais simples possíveis, bastando um bom sono que estará recarregada. Ser criança é primordial sentir muito amor por perto, questões materiais são secundárias para elas (e para todos). Ser criança é mais sentir do que dizer.

Menino branco de cabelos loiros e cacheados com os braços levantados.
Ben White / Unsplash

Ser criança é ser livre, é sentir que o tempo é o seu melhor amigo, diferentemente dos adultos, que enxergam o contrário. Ser criança é não se contaminar pelo mundo dos adultos, provavelmente eles necessitem regredir, mas uma regressão que de fato é uma progressão interior. Ser criança é repetir os atos de seus ascendentes, por isso a importância do zelo da imagem a ser refletida, somos “espelho”! Ser criança é trazer à baila a inocência de nossa essência, que deveria ser eternizada, visto que, para elas, o mundo não possui maldades. Ser criança é não ter o ego, mas, sim, a alma, é como se nos primeiros anos ela ainda prevalecesse sobre ele.

Você também pode gostar

Ser criança é ser curioso, é querer saber o porquê das coisas, sendo a vida um eterno aprendizado. Ser criança é descomplicar qualquer coisa, tudo se torna simples. Ser criança é ser desapegada, pelo fato de que o grande amigo é o do momento, pouco importando os atores. Ser criança é viver sem pensar em prazo de validade. Ser criança é sentir que não existe o amanhã, porque o que importa é o seu maior presente: o agora. Ser criança é a transparência reluzente, tal qual um lindo cristal, lapide-o com muito amor. Ser criança é estar feliz sem necessitar da aprovação de ninguém, basta Ser. Ser criança é ter uma única responsabilidade: Ser criança.

Feliz Dia das Crianças, às de fato e às eternas!

Sobre o autor

Marcell Schaidhauer Barcellos

Marcell Schaidhauer Barcellos

Formado em direito. E pós-graduado. Porém, na parte espiritual, por enquanto, não detém formação. Sua busca está para o lado espiritual na mesma velocidade que as informações estão correndo no presente ano. Tem como missão divina despertar o maior número de pessoas na sua verdadeira realidade interior. Semear aquilo está claro para alguns, para que outros bebam da mesma fonte. O caminho é a mensagem, mas a finalidade é o amor.

Email: [email protected]
Site: marcellbarcellos.blogspot.com
Facebook: marcell.schaidhauerbarcellos
Instagram: @marcellschaidhauer