Convivendo

Sobre a reciprocidade em todas as suas formas

Felipe Carlotto
Escrito por Felipe Carlotto

…Não fique por aí mendigando a atenção de ninguém. Não fique prorrogando minutos com quem está mais interessado em admirar coisas que não te incluem. Não adianta inventar assunto ou prolongar conversa só para manter alguém por perto. Dê preferência à sua solidão do que à presença de determinadas pessoas. De repente tem alguém te olhando e você não observou, porque anda obcecado por outro alguém que ainda não te olha. Não mendigue centavos de atenção de quem não te dar valor, porque no cofre da vida, a única moeda que vale a pena ter e cuidar é o amor recíproco.

E NAS REDES SOCIAIS? BEM, Você jamais será trouxa por demonstrar interesse, mandar “aquela” mensagem, puxar assunto e querer reciprocidade. Trouxa é quem visualiza e não responde, é quem não se coloca em seu lugar, que não pensa o quão difícil foi pra você deixar o orgulho de lado e apertar enter. Esse, sim, não merece nem sequer sua lamentação, pois não se deu nem ao trabalho de dizer “me desculpe, não é recíproco”, porém, aparece quando lhe é conveniente e quando quer ter seu ego exaltado, pois sabe que você está ali, por ele.

Reflita se esse alguém não sabe se colocar no lugar do outro, que pra mim é um dos atos mais lindos da humanidade. Esse alguém não merece sequer que você o tenha na sua lista de contatos. O mundo já está egoísta demais pra você querer alguém assim do seu lado. Aprenda a dar valor a quem te “visualiza, digita e responde” e que está sempre por você.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Felipe Carlotto

Felipe Carlotto

Escritor, garimpando emoções, plantando o bem, colhendo gente de verdade "Minha arte é meu Tesouro!"

E-mail: [email protected]

Instagram: @felipe.carlotto

Facebook: facebook.com/felipe.carlotto