Autoconhecimento

Sonhar em tempos difíceis

Uma mulher olhando um raio de sol pela janela.
Vasily Nemchinov / Unsplash / Canva / Eu Sem Fronteiras
Escrito por Madaleine

Nestes dias corridos, pensantes e turbulentos, quem de nós não imaginou procurar aconchego, alguns momentos de “eu comigo mesmo?”

Pode parecer estranho pensar assim quando vivemos num período em que a palavra “empatia” tem sido usada com tanta frequência e tão carregada de modismos.

O que tenho pensado nestes últimos tempos — e talvez você, leitor, me compreenda — é o quanto oferecemos de nós a nós mesmos.

Parece uma ideia mesquinha, talvez egoísta, porém para estar atento ao que ocorre ao nosso redor precisamos antes de um exercício de autoamor.

Nossos pensamentos amorosos e empáticos devem começar num movimento interior, ganhar forma e somente depois disso transbordar para serem compartilhados com o outro.

Escutar as necessidades do corpo, da mente, da alma e do espírito é perceber o que realmente é capaz de deixar você bem para que, estando bem, você possa compartilhar o melhor de você com o outro.

Uma mulher morena contemplando o alto.
Jonathan Borba / Unsplash / Eu Sem Fronteiras

Quando estamos vivendo dentro de nossa essência, a vida fica mais bonita, os sonhos que vivemos passam a ser possíveis e, quando abrimos os olhos, conseguimos encontrar formas de realizá-los.

A utopia do irrealizável fica para trás se você, além de sonhar, pensar, trabalhar e usar toda a sua força para fazer acontecer. Os tempos difíceis exigem calma, paciência e, acima de tudo, determinação.

Nunca pense sem a grandeza e a força propulsora do possível e do realizável. Acredite que tudo pode ser melhor e que vale a pena ser empático consigo mesmo. Vale a pena usar espelhos que refletem aquilo que você realmente gostaria de ser e fazer.

O espelho mais bonito é aquele que mostra a sua verdadeira essência, que não esconde você de si mesmo; esse deve ser sempre o espelho mais precioso.

A ideia não é egoísta! Pensar em si mesmo, amar-se, acreditar-se, continuar sonhando, trabalhando e realizando, mesmo em tempos difíceis.

Você também pode gostar

Do amanhã nada sabemos, então viva o hoje, seja assertivo consigo mesmo!

Sigamos!

Sobre o autor

Madaleine

Minha formação acadêmica é em pedagogia. Atuo na área de educação há quase trinta anos, fiz diversos cursos e especializações, além de pós-graduação em supervisão escolar e letramento. Atuei quase 15 no ensino fundamental, desde sempre na educação infantil e na maioria do tempo na escola pública municipal da Cidade de São Paulo. Sempre em busca de aperfeiçoamento profissional, passo ainda a maior parte do tempo estudando — e não por acaso me apaixonei pelo estudo da espiritualidade. Frequentei um espaço durante muitos anos, onde fui acolhida e atendida. Mais tarde passei a ser estudante, depois trabalhadora. A cada dia conheço novas descobertas, além de me encantar ainda mais pelo tema e me aprofundar na espiritualidade como um todo. Eu me interesso também por temas como literatura, filosofia e ciências, além do amor, que, na minha opinião, nunca sai de moda. Mãe de um casal de adolescentes, sigo aprendendo a lidar com os desafios dessa fase tão linda e cheia de descobertas. Eu me considero uma pessoa amada e feliz. Minha missão é aprender e progredir sempre! Fé é uma palavra que gosto sempre de usar. Acreditar e ter esperança em dias melhores é minha meta.

Email: Psm.baron@gmail.com