Convivendo

Uma benção chamada amigo!

“Nos bons momentos, nos maus momentos, eu estarei ao seu lado sempre… É para isso que servem os amigos…”

(That’s what friends are for, Burt Bacharach)

Meus queridos, já perdi a conta de quantas vezes procurei a minha amiga. Nossa, quantas vezes lhe contei coisas boas, outras nem tanto, em muitas ocasiões compartilhamos um silêncio incômodo e me pego sorrindo quando lembro os momentos em que falamos bobagens e prometemos loucuras para acabar com a tristeza!

Ai… Poderia eu ser mais feliz?

É reconfortante sabermos que há alguém com quem não temos laços de sangue ou familiares, mas que nos entende, nos dá força e nos quer bem. É gratificante quando podemos retribuir todo o bem que este alguém nos faz e tudo é tão genuíno, simples, verdadeiro e leve!

“Me pego sorrindo quando lembro os momentos em que falamos bobagens e prometemos loucuras para acabar com a tristeza”

Você, que está lendo este artigo agora, sente aquela vontade de abraçar o seu amigo? Talvez alguém esteja com aquela vontade de abraçá-lo agorinha, porque você também é um amigo e tanto!

Só mesmo um amigo para rir das nossas piadas sem graça, dar apoio naquele difícil momento diante do nosso medo de insetos… ou até mesmo da nossa insegurança em fazer o que tiver de ser feito, com o mínimo de coragem que nos resta… Lindos!

As amizades são sempre bem-vindas e é incrível quando penso como conquistei um amigo, ou como tornei-me amiga de alguém… Às vezes é tudo tão improvável, você nem sequer imaginava que, com aquela pessoa, pudesse ter algo em comum, até um dia em que tudo fluiu e vocês tiveram a chance, ou a grande benção, de se conhecerem melhor. Incrível como se formam as amizades!

Gosto de ouvir histórias sobre amizades duradouras. Aquelas em que se levam anos e tudo segue tão lindo, tão verdadeiro, com tanto respeito. Gosto de saber como se conheceram e percebo que um amigo é uma porta aberta, sabe? Aquela ideia de que alguém sempre vai te receber, sem julgamentos, pressões ou constrangimentos. Por mais que este amigo nos venha a dizer algo de que não gostamos de início, sabemos que é para nosso bem e que alguém nos ama nos quer ver bem, mesmo que nos diga duras palavras ou nos contradiga.

Quando ouço “amizade verdadeira”, me causa uma certa estranheza esse “verdadeira”, porque me soa redundante. 

“Amizade é verdade, sinceridade, amor e respeito. Sentimentos genuínos em si mesmos”

Eu quero dizer aos meus amigos que sempre estarei pronta para estar com eles. Sempre! E aos meus futuros amigos… Quero conhecê-los o quanto antes para trilharmos juntos um bonito caminho. Aos meus novos amigos da Equipe Eu Sem Fronteiras, o meu muito obrigada pelos bons textos, boas energias e aprendizado!

E, se você, aí do outro lado, me permite chamá-lo de amigo, espero que, com os meus textos, eu possa ajudá-lo e assim estabelecer uma bonita relação de amizade, aquela em que um quer o melhor do outro, trazendo conhecimento, esperança e bons fluídos!

Eu também agradeço por estar aqui, nesse momento, meu amigo!

“Continue sorrindo, continue brilhando, sabendo que pode sempre contar comigo, com certeza, é para isso que servem os amigos…”

(Burt Bacharach, that’s what friends are for)

Sobre o autor

Claudia Jana Sinibaldi Bento

Claudia Jana Sinibaldi Bento

Olá, sou a Claudia Jana Sinibaldi Bento, metade brasileira, sendo a outra metade encontrada na Espanha… rs... e aqui compartilho o que aprendi ao longo desta trajetória, seja estudando, traduzindo, escrevendo, lendo ou conversando… ah, melhor ainda: conhecendo pessoas que me acrescentaram o que carrego como sendo meu tesouro mais precioso: conhecimento. São anos aqui e ali, onde me chamam ou aonde eu simplesmente vou, para aprender, ajudar, sentir… e assim sigo esta estrada rumo ao autoconhecimento, evolução e simplicidade! Vem comigo aprender! Ah, também quero aprender com você!

Email: [email protected]