Comportamento

Videogame: conheça os benefícios dessa diversão

Imagem do controle remoto de um videogame. Na tela do controle imagens de vários ícones de jogos e ao fundo a imagem do Super Mario Bros.
Anthony Ashley / Pixabay
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O videogame ganhou vida na década de 1970 e desde então não parou de evoluir e se aperfeiçoar com o objetivo de levar diversão às pessoas em todo o mundo, fazendo parte da vida de muita gente, de qualquer idade ou gênero, mas principalmente entre as crianças. No entanto, com o crescente avanço dos jogos, medos foram surgindo e teorias criadas ao redor desses problemas, tais como o vício, a distração e até distúrbios psicológicos. Não é à toa que em 2018 a OMS (Organização Mundial da Saúde) classificou o vício em videogame como uma doença psicológica.

Contudo o que pouco se sabe é que muitos estudos foram realizados em torno dos efeitos e impactos dos videogames na vida das pessoas e concluiu-se que eles proporcionam vários tipos de benefícios aos jogadores. O videogame, que antigamente era considerado um vilão para a saúde, hoje é comprovado que ele pode ser um parceiro positivo, tanto para o bem-estar físico quanto para o mental.

Por meio de pesquisas e estudos entre cientistas e psicólogos de todo o mundo, descobriu-se que o videogame contribui com o desenvolvimento do raciocínio lógico, agilidade, coordenação motora e outros fatores importantes para a saúde. Ficou interessado em saber mais? Continue lendo e veja os principais benefícios que o videogame pode oportunizar a você e toda sua família.

Imagem de vários jogos para videogame dispostos em um display específico para isso.
InspiredImages / Pixabay

Os benefícios do videogame para a vida das pessoas

1. Favorece a coordenação motora

O uso de videogames ajuda (e muito!) o desenvolvimento da coordenação motora, principalmente entre as crianças. Há jogos que exigem movimentos de todo o corpo e não apenas dos membros superiores, além de ser necessário atenção e agilidade para apertar diversos botões ao mesmo tempo para controlar o game. Um estudo realizado pela Universidade de Albuquerque, nos Estados Unidos, mostrou que o córtex cerebral de quem joga videogame é mais espesso no local relacionado a essa função, justificando tal benefício.

2. Melhora foco e atenção

Jogar videogame está relacionado à capacidade de atenção visual do jogador, por isso pessoas que jogam bastante tendem a ter grande capacidade de percepção, mesmo que nos pequenos detalhes, além de conseguirem aprender melhor e mais rápido, como consequência. Uma pesquisa feita no Centro Médico Beth Israel, em Nova York, mostrou que até médicos cirurgiões podem se aprimorar com os jogos de videogame. Os cirurgiões que faziam uso do videogame por mais de três horas por semana cometiam 37% menos erros durante a cirurgia e eram 27% mais rápidos em suas competências.

3. Desenvolve o raciocínio lógico

Todo mundo gosta de jogar para ganhar e essa é uma característica muito positiva que o videogame viabiliza, ajudando no desenvolvimento do raciocínio lógico. A vontade de vencer o jogo faz com que a pessoa busque pensar em diversas jogadas para chegar à melhor estratégia, estimulando o raciocínio de forma progressiva, já que cada fase torna o desafio mais difícil. A psicóloga Ana Luiza Mano explica: “Para ultrapassar os obstáculos do videogame, é preciso tomar as atitudes certas, o que favorece o pensar lógico”.

Imagem de um controle de videogame playstation sendo segurado por uma mão masculina.
Ira Lee Nesbitt / Pixabay

4. Proporciona mais agilidade

Nos jogos de videogame, em sua maioria, é necessário agir de maneira rápida para encontrar a melhor solução a tempo de vencer a partida. Isso faz com que haja uma expansão da mente, permitindo que a pessoa fique cada vez mais ágil em tomar atitudes e praticar ações, dentro ou fora do jogo. Pesquisadores da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, demonstraram que pessoas que jogam videogame são em média 25% mais ágeis para chegar a uma conclusão e respostas corretas.

5. Opção de exercício físico

Muita gente imagina que o uso do videogame pode levar alguém ao sedentarismo, mas na realidade é o contrário: jogar videogame pode ser uma alternativa de exercício físico. Existem muitos jogos que oferecem exercícios físicos durante suas partidas, além daqueles próprios para praticar atividades físicas, tais como dança, yoga, treino muscular, entre outros. O videogame está sempre estimulando diferentes partes do corpo. Além de ajudar na agilidade mental, ajuda também na agilidade física de seus jogadores.

6. Facilita o aprendizado

Jogar videogame contribui bastante para o aprimoramento intelectual. Além de todos os benefícios vistos até então, os jogos também colaboram com o aprendizado, por exemplo, de outros idiomas e culturas. Muitas pessoas reportam o conhecimento da língua inglesa por meio dos jogos de videogame, como no caso do professor Bruno Beltran Seixas, que até começou a dar aulas de inglês após aprender por meio dos jogos. Inclusive em algumas escolas o videogame é utilizado como uma ferramenta de auxílio aos estudos.

Imagem vintage do videogame Atari, disposto sobre uma mesa grande madeira e ao ado dele várias cestas contendo muitos jogos.
Digitalskennedy / Pixabay

7. Possibilita interações sociais

Os jogos de videogame podem ser bastante úteis para proporcionar interação social, seja dentro de casa com os familiares, ou até mesmo fora, com amigos e desconhecidos. Alguns jogos oferecem a possibilidade de jogar online com diversas pessoas ao redor do mundo, ou com mais de um jogador do mesmo ambiente ou do círculo de amizade, tornando-se uma boa opção para passar mais tempo em família ou com amigos.

8. Gera maior tolerância e menos frustração

Ao jogar uma partida de videogame, é normal perder. Isso é necessário para o aperfeiçoamento de todos os pontos expostos até aqui. Mas o ato de perder o jogo também pode causar um efeito positivo no jogador, porque, ao perder um jogo, você é motivado a tentar mais vezes até conseguir vencer, além de aprender que nem sempre é possível ganhar e está tudo bem.

Dicas para o videogame ser uma brincadeira segura e divertida

Não há dúvidas de que o videogame oferece diversos benefícios legais à saúde mental e física, mas é importante saber aproveitar a brincadeira e realizar o uso desses jogos de maneira adequada, afinal tudo em exagero pode ser prejudicial. Por isso, separamos algumas dicas para te ajudar a usufruir do videogame de forma saudável e divertida.

1. Evite jogar videogame antes de dormir para não prejudicar o sono.
2. Evite jogar jogos que não são indicados para a sua faixa etária.
3. Realize pausas e alongamentos durante cada jogada.
4. Mantenha uma distância de pelo menos 60cm da tela em que você irá jogar o videogame.
5. Por fim, é importante ressaltar que pessoas com histórico de epilepsia devem evitar ou ter muito cuidado ao jogar videogame.

O uso do videogame traz ganhos e melhorias importantes para a vida de seus usuários, sejam eles adultos ou crianças, principalmente para a saúde mental e física, ao contrário do que se pensava antigamente, porém é de extrema importância saber dosar esse uso e respeitar a classificação indicativa de cada jogo para que não haja desgaste e incômodos.

Imagem de um controle de videogame na cor vermelha sendo segurando por uma pessoa.
Nicholas Demetriades / Pixabay

Você também pode gostar

É fundamental saber que, independentemente dos benefícios, tudo em excesso pode se tornar prejudicial. Então, para manter uma brincadeira saudável e divertida, siga as dicas deste artigo e aproveite seu momento de lazer e os benefícios que o videogame pode lhe proporcionar.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]