Convivendo

Vivendo o Agora: A Importância de Desfrutar o Presente sem Sobrecarregar o Futuro

Você diria que seus pensamentos estão mais voltados para o passado, para o presente ou para o futuro? Por mais que seja inevitável sofrer por algo que nos machucou ou nos preocupar com o que está por vir, é essencial direcionar as nossas energias para o Agora, que é o momento que realmente está acontecendo. Inspire-se no artigo de Eduardo Rosa para melhorar sua vida.

No turbilhão de responsabilidades e pressões da vida moderna, muitas vezes nos perdemos na antecipação do futuro, esquecendo-nos de apreciar o presente. Esta coluna explora a importância de viver o agora, destacando os benefícios de se concentrar no presente e reduzir as expectativas excessivas para o futuro, sejam boas ou ruins.

A Pressão do Futuro

A pressão pelo futuro enche nossa mente diariamente com milhões de pensamentos, algumas vezes polui todo o nosso pensamento com as dúvidas sobre o futuro, e as incertezas sobre o que vamos conquistar, ser e ter no futuro.

Ainda mais quando estamos próximos de concluir e virar de ano, é o momento em que mais criamos expectativas sobre o próximo ano, criamos expectativas de coisas boas para o ano que se inicia, porém, essas expectativas nos deixam angustiados e nervosos, pois surge a insegurança sobre o futuro.

Com isso, ficamos ansiosos, muito ansiosos, tão ansiosos que a nossa saúde e o nosso corpo sofre, perdemos o sono, aumentamos e/ou perdemos significativamente o apetite, não encontramos serenidade e nem calma, ficamos nervosos e estressados.
Esse estresse e ansiedade influenciam no nosso presente de forma esmagadora e avassaladora, estragam o nosso presente, nos impedindo de aproveitar e observar tudo de bom que está à nossa volta. Além disso, nos cegam para a nossa vida atual e para tudo o que já conquistamos, a ansiedade pelo futuro negligencia nossa vida atual e rouba o nosso presente.

Mas e se o nosso presente não for o que queremos?

Muitas vezes estamos passando por uma fase não muito boa; muitas vezes estamos passando por dificuldades e, com isso, nos refugiamos na esperança, na expectativa de um futuro, de um futuro melhor.

Claro que a esperança por um futuro melhor é o que nos move, mas devemos ter cuidado, pois será que a nossa atual situação é realmente ruim? Será que a nossa vida atual e as dificuldades que estamos enfrentando neste momento são realmente um momento horrível como muitas vezes pensamos ser?

Frequentemente nos apegamos demais ao passado e criamos expectativas enormes para o futuro; pensamos que o presente é uma fase totalmente horrível, assim, não o valorizamos o suficiente.

O problema é que encaramos o passado com o olhar no presente, ou seja, vemos situações que já enfrentamos. Mesmo que tenha sido um momento muito ruim, esquecemos algumas vezes das dificuldades que enfrentamos e enxergamos apenas que já passamos pela situação.

Nos desconectamos com o momento presente e valorizamos situações irreais, seja o passado (que já vivemos) ou o futuro (que ainda iremos viver).

Celebrando as Pequenas Coisas do cotidiano

Mulher sorrindo com um balão amarelo com carinha feliz na mão
Julia Avamotive de Pexels / Canva

Na filosofia, aprendemos com Sócrates (Pai da Filosofia Ocidental) que a felicidade consiste em Conhecer a Si mesmo. Ele ensinou que, para ser feliz, é necessário realizarmos uma investigação interior. Para Sócrates, todas as respostas poderiam ser encontradas no interior de si mesmo. Ele inaugurou o método socrático, no qual toda pergunta era respondida com outra pergunta, até que a pessoa percebesse que as respostas que procurava estão dentro de si mesmo o tempo todo. Depois de descobrirmos quem realmente somos, seremos capazes de saber o que realmente queremos e precisamos para nossas vidas.

Isso deve ocorrer com o nosso cotidiano. Devemos fazer uma investigação sobre o nosso cotidiano e perceber as pequenas conquistas do nosso dia a dia, celebrar cada uma, cultivar todas as vitórias do nosso cotidiano e perceber que a vida nos presenteia todos os dias com o nosso presente. Basta, apenas, reavaliar e enxergar a nossa vida e nosso cotidiano com outro olhar, não focando nos problemas e no que ainda não temos, mas sim, focando em enxergar as maravilhas do nosso cotidiano e todas as conquistas que já realizamos e tudo de bom que já temos.

Aceitação e Resiliência

Aceitar que momentos difíceis são necessários para nosso crescimento pessoal é algo muito difícil. Aceitar que devemos enfrentar inúmeras dificuldades para nos tornarmos quem precisamos ser é algo difícil de aceitar.

Porém, não temos opção, os momentos difíceis irão acontecer, as dificuldades irão nos atormentar, queiramos ou não.

Cabe a nós, apenas, tomar a opção entre deixar que a dificuldade enfrentada seja algo maior que nós mesmos, ou aceitar que ela é necessária para nos engrandecer.
Ao aceitar que a dificuldade existe, ao aceitar que devemos enfrentar inúmeras dificuldades na nossa vida, já é dado o primeiro passo. O segundo passo é ter em mente que a dificuldade é apenas uma etapa, é apenas um degrau. Observá-la e aprender com a dificuldade, aprender a superá-la, aprender a vencê-la, e o melhor, aprender a nunca mais deixar que as dificuldades se tornem grandes é ter Resiliência.
“Sempre ter em mente que o metal mais forte é forjado no fogo mais quente”.

Equilíbrio Entre Planejamento e Viver o Agora

Argumenta que não se trata de abandonar completamente o planejamento para o futuro, mas sim, de encontrar um equilíbrio saudável entre definir metas e apreciar o momento presente.

Ansiedade e expectativas não podem proporcionar nada. O que pode promover melhoras no futuro é PLANEJAMENTO, e este deve ser realizado no agora. Deve ser um planejamento de futuro em que possa encaixar o viver plenamente o momento de AGORA. Devemos planejar o nosso futuro de forma tão eficaz, que nos proporciona viver de maneira plena e feliz o presente.

Mindfulness e Viver o Agora

Introduz o conceito de mindfulness e como essa prática pode ajudar as pessoas a se reconectarem com o momento presente. Destaca estudos e exemplos que mostram os benefícios da atenção plena para a saúde mental e emocional.

Você também pode gostar:

Mindfulness é uma prática que envolve focar a atenção no momento presente de forma intencional e sem julgamento. Originária das tradições budistas, pode nos ajudar a viver de maneira correta a vida como ela é, isto é, o momento presente, aproveitando da melhor forma possível, sem perder energia e tempo se preocupando com as incertezas do futuro, sem criar expectativas e ficar ansioso, pois, na verdade, preocupar-se com o futuro não irá proporcionar nada. O que irá proporcionar um futuro melhor é planejar de forma eficaz o futuro, incluindo a boa vivência do presente.

Sobre o autor

Eduardo Rosa

Buscando obter novos conhecimentos todos os dias, compartilhando conhecimento sobre filosofia e outros assuntos relacionados, como espiritualidade e desenvolvimento pessoal.

Tudo no universo está em perfeita harmonia e em constante evolução, com isso, busco obter novos conhecimentos a cada dia e divulgar o conhecimento adquirido, para promover um mundo melhor com paz e evolução pessoal.

"Conhecimento guardado para apenas si, é como uma lâmpada acessa em baixo de uma mesa"

Contato:
E-mail:duhcosta07@gmail.com