Autoconhecimento

Você já fez as pazes com a sua criança interior ferida?

Como está a sua criança interior? Quando crianças, esperamos que nossos pais tomem decisões por nós. Escolham nossas roupas, matriculem-nos na escola, nos deem o que comer, nos levem e busquem aonde queremos chegar.

Deixamos nossos amigos escolherem o próximo jogo, a professora é quem determina o que vamos estudar e nossos avós têm bastante influência em nossa cultura e disciplina.

Quando crescemos, não podemos permitir que decisões de terceiros influenciem tanto as nossas vidas. Podemos acatar conselhos, mas a parte da execução é de nossa responsabilidade. Temos que ter planos e metas estabelecidas para o nosso destino.

Ficar esperando que um milagre aconteça, de braços cruzados, não nos levará a lugar nenhum. É hora de arregaçarmos a manga da blusa, colocar a mão na massa e sermos os protagonistas das nossas atitudes. Analise se você está prestando atenção nas suas ações diárias. Para desenvolver sua jornada de autoconhecimento e libertação, é necessário se perdoar!

Mulher com braços abertos.
Alfonso Cerezo / Pixabay

Reflita sobre os seus porquês e empecilhos. Se toda ação tem uma consequência, quando você errar, não se contente com “não há nada para se fazer mais”… ao contrário, analise e compreenda o que te fez a cometer esse ato e qual foram os gatilhos que te fizeram falhar. Compreender que errar faz parte do processo e ressignificar seus erros é o caminho para a autocompreensão. ⠀

Após compreender seus erros, peça desculpas. Reconhecer que errou e demonstrar arrependimento desperta não apenas no outro, mas em si mesmo uma sensação de mudança. Experiência de aprender e recomeçar. ⠀

Livre-se das culpas. Após refletir, compreender e demonstrar reconhecimento, livre-se dessa culpa. Ficar remoendo não te ajudará, pelo contrário! Após analisar, busque entender o que pode ser feito de diferente para que seu erro se torne um acerto. Acredite que você pode fazer diferente e busque soluções. ⠀

Faça acordos consigo mesmo. Encontrando soluções que você possa fazer, execute-as e faça acordos consigo mesmo. Trace metas para atingir seus objetivos com base nas experiências que você já tem. ⠀

Mulher correndo com balões.
Pezibear / Pixabay

Liberte-se de julgamentos. As pessoas sempre terão a opinião delas, mas o que importa é o que seu interior diz para você. Só você, por meio de uma análise e conversa interior, vai saber exatamente como agir. Escute seu coração e não abra espaço para julgamentos alheios, por isso apenas te atrapalha.⠀

Busque ajuda profissional. Para desenvolver cada vez mais seu autoperdão, seu autoconhecimento e sua autocompreensão é necessário a ajuda de um profissional que possa te auxiliar nesse caminho. O terapeuta não está lá para ditar as regras, mas sim para estimular suas análises sobre si mesmo e sua compreensão.A terapia tem se mostrado muito eficiente para pessoas que precisam dar um fim a esse ciclo vicioso de autossabotagem. Nela, você entenderá que agora é a sua vez de escolher qual caminho traçar e por onde começar.

O terapeuta vai te guiar à melhor forma de reconhecer a responsabilidade que você tem para decidir mudar por si só!

Só você fará por você!

Você também pode gostar

Clique no link para falar comigo! Quero te auxiliar nesse processo, te auxiliar a encarar seus medos e transformá-los: https://linktr.ee/carlamarcal_

Em um ambiente seguro e acolhedor, vamos trabalhar além dos seus medos, suas vivências, suas limitações, entre outras coisas, e transformar sua vida, pouco a pouco.

Sobre o autor

Carla Marçal

De uma carreira de destaque em grandes corporações à busca incansável por um propósito mais profundo, minha jornada de vida tem sido uma busca constante por significado e realização. Como psicóloga integrativa de formação, alcancei o sucesso profissional em níveis diretivos, acumulando todas as conquistas tradicionalmente associadas à felicidade.

No entanto, sempre senti que faltava algo, uma lacuna na minha busca pela plenitude. Paralelamente à minha carreira, mergulhei nos estudos do comportamento humano, obtendo formação como psicodramatista e aprofundando meu conhecimento em coaching, PNL, antroposofia e outras técnicas. Meu objetivo era claro: auxiliar indivíduos e organizações a prosperarem em processos de mudança, humanização e desenvolvimento pessoal e profissional. Mas ainda assim, algo essencial parecia escapar.

Em 2017, um diagnóstico de câncer de tireoide transformou minha vida de maneira profunda. Optei por um período sabático que se revelou um mergulho profundo em busca do meu verdadeiro propósito. Devorei livros, concluí cursos com diversos mentores e explorei todas as ferramentas disponíveis para desvendar meu destino. Foi nessa jornada de autoconhecimento que encontrei o ThetaHealing®, e minha vida deu um giro transcendental.

De cliente, me tornei terapeuta e instrutora oficial dessa incrível técnica. Além disso, obtive a certificação como operadora de mesa quântica estelar e mesa quântica estelar-pets, além de me tornar professora de MQE. Hoje, sou movida por uma paixão ardente pelo que faço, e vivo plenamente de acordo com meu verdadeiro propósito: espalhar luz, boas vibrações, alegria e energias positivas para ajudar pessoas e o planeta a desfrutar de uma vida plena e feliz.

Minha maior realização é auxiliar pessoas e animais a alcançarem a saúde mental, emocional e física que merecem. A transformação de vidas é a essência do meu trabalho, e estou dedicada a disseminar cura, amor e crescimento, proporcionando uma jornada de descoberta e renovação para todos aqueles que cruzam o meu caminho. Acredito que todos podem alcançar um estado de harmonia, e é isso que me impulsiona a continuar, cada dia, nessa incrível jornada de cura e evolução.

Site: linktr.ee/carlamarcal_
Facebook: carlamarcalpsicoterapeuta
Instagram: @carlamarcal_
Twitter: @carlamarcal
Youtube: Carla Marçal
Youtube: Carla Marçal
E-mail: carlamarcal.psi@gmail.com