Autoconhecimento

Sinais de que você ainda não superou um grande amor

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Não é fácil superar um grande amor

Num dia, você tem alguém ao seu lado, ouvindo seus desabafos, solucionando seus problemas, comemorando suas conquistas. No outro, já não tem mais essa companhia. Não se ache fraca, é realmente difícil superar um grande amor, principalmente quando esse amor está dentro de uma relação, como descrito acima.

Para superar um grande amor é preciso entender e assumir para si própria que o amor precisa acabar, que já não há mais chances da relação dar certo novamente e, por isso, é preciso seguir em frente. O grande problema é que, na maioria das vezes, não conseguimos reconhecer que não há mais chances para esse sentimento.

É muito difícil entender que todas aquelas situações maravilhosas, mesmo as pequenas, mas especiais, hoje são apenas lembranças. Lembranças de um tempo que, realmente, não existem mais chances de acontecer novamente.

Às vezes, o término de um relacionamento é tão difícil que não conseguimos superar verdadeiramente. Mesmo quando dizemos para nós mesmos que já superamos, ainda há em nós resquícios desse amor e da saudade da relação que existia antes.

Mas, então, o que fazer para identificar esse sofrimento? Como descobrir se já foi, de fato, superado esse amor ou se ele ainda existe? Abaixo, o Eu Sem Fronteiras listou os principais sinais de uma pessoa que ainda não superou um grande amor. Veja se esse é o seu caso e, se for, lembre-se: sempre é possível encontrar um novo amor, basta estar aberta a essa possibilidade.

Sinal nº 1: Falar dele

Ainda fala dele o tempo todo? Ele continua sendo o assunto? Ele continua sendo o exemplo para diversas situações? Você fala dele mesmo que seja para xingá-lo e para contar seus podres? Então, saiba que ainda o ama.

Falar mal de um ex-namorado não significa que já o superou. Na verdade, essa pode ser uma forma de fazer com que ele continue presente na sua vida de alguma forma, mesmo que seja para falar mal. Quando você realmente esquecer que ele existe, ele não fará mais parte das suas conversas. Afinal, se ele não está na sua mente, não está na sua fala.

Sinal nº 2: Redes sociais

Em pleno 2016, um dos maiores problemas da atualidade é a exposição nas redes sociais. Elas podem acabar com uma relação ou fazer com que nunca esqueça um antigo amor.

Às vezes, o término pode ser amigável e, por isso, vocês acabam tendo algum tipo de contato mesmo depois do fim da relação. Isso engloba, portanto, ter o dito cujo nas redes sociais.

Mas, isso não significa que você deve stalkeá-lo três vezes ao dia. Stalkear é uma palavra nova (no caso, um verbo novo), que surgiu para nominar a ação de investigar, analisar, olhar as redes sociais de alguém. Ou seja, quando você stalkeia, está analisando cada item do Facebook, Twitter, Instagram e qualquer outra rede social. Se ainda stalkeia o ex, com certeza ainda não o esqueceu.

Sinal nº 3: Razões para falar com ele

“Já terminamos, mas precisamos resolver isso”, “não estamos mais juntos, mas ainda precisamos decidir sobre isso”, “vou ajudá-lo com isso porque o conheço e sei que sozinho ele tem dificuldades” e inúmeras outras frases que, se ainda fala, não o esqueceu.

Ele não nasceu grudado a você, com certeza consegue se virar sozinho, basta que ele queira e que você também queira isso. Se busca razões para falar com ele constantemente, saiba que seu ex ainda habita sua mente.

Sinal nº 4: Sair com outras pessoas

No caso desse sinal, há duas situações distintas: uma delas é quando você não consegue sair com mais ninguém – entenda-se sair como encontros românticos e não com os amigos. A outra situação é quando logo depois do término você já sai com diversas outras pessoas.

Não conseguir sair com outras pessoas, normalmente, acontece por você achar que ainda existe alguma chance do relacionamento voltar e não querer se arrepender de “trair” seu companheiro, por isso, continua fiel ao sentimento – inclusive achando que ele fará o mesmo.

Se você logo depois do término já tem encontros com outras pessoas, normalmente, faz isso para provar para seu antigo parceiro ou para quem quer que seja (às vezes, até para si mesma) que você já superou o término da relação e quer aproveitar a vida de solteira. Seja um cenário ou outro, se algum deles acontece é porque você ainda não superou o amor.

Sinal nº 5: Guardar objetos

No seu quarto ainda tem fotos de quando estavam juntos, objetos que ele te deu, ingressos do cinema? Se sim, você ainda não o esqueceu – principalmente se houverem fotos, que são uma lembrança mais intensa da pessoa.

Guardar objetos de um antigo relacionamento é continuar presa a ele. É uma forma de você sentir que ainda não acabou e que aquela relação e aquela pessoa amada ainda estão presentes no seu dia. Como, na verdade, não tem mais como viver esses sentimentos, você mantém a esperança viva por meio destes objetos.


Texto escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]