Autoconhecimento

5 diferenças entre o sexo espiritual e o sexo regular

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O sexo espiritual vai além da procriação e do prazer imediato, o que é valorizado no momento e após a relação é a troca de energias vitais que acontecem entre os parceiros. O espiritismo avalia o sexo de maneira ampla, em apenas um toque ou um olhar os envolvidos estão transmitindo e recebendo energias. O casal pode ou não se amar, isso não é uma regra, o importante é que ambos tenham afinidade entre si e que enxerguem que além do desejo, a relação pode trazer benefícios posteriores para eles.

Mas, você conhece as principais diferenças entre o sexo regular e o sexo espiritual?

Entenda agora:

Vergonha? Essa palavra não existe

No sexo regular é comum as pessoas se envergonharem ao se despirem ou mesmo durante a relação. Mas, no espiritual não. Primeiramente é preciso fixar que para que o sexo espiritual aconteça o casal deve ter muita intimidade, o que já facilita mais de 50%. E a experiência adquirida durante a troca de energias vai muito além de uma simples diversão, não tem tempo para vergonha.

Acontece uma união divina

Sabe aquele negócio de atingir o orgasmo rapidamente? Esquece! O sexo espiritual preza a união divina entre as duas pessoas que além do prazer, possuem muitos outros motivos para estar ali.

Sexy Couple A única certeza que vocês têm é que querem estar ali

Usar o corpo um do outro para satisfação é apenas uma consequência. No sexo espiritual você sente cada parte do parceiro como se fosse sua e aí vem sua única certeza, nada seria melhor do que estar ali. Diferente do sexo regular, você nunca sabe como as coisas vão começar ou terminar, é sempre uma surpresa nova.

Os espíritos se entrelaçam

Depois que a relação espiritual aconteceu os dois corpos estarão ligados para sempre.  Quando acontece a troca de energias, cada um carrega um pouco do espírito do outro em seu interior.

Os benefícios continuam após o término

Podemos comparar o sexo espiritual com a meditação, após o término você se sente mais forte, mais leve e centrado.


Escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]