Autoconhecimento Comportamento Convivendo

9 atitudes simples para se tornar alguém generoso

Como você definiria uma pessoa generosa? Talvez você dissesse que é alguém que se dedica a ajudar os outros, que não exige favores em troca do que faz, que tem um grande coração e distribui sorrisos. Essas mesmas definições poderiam ser aplicadas a você?

Com as preocupações e tarefas cotidianas, nem sempre temos disposição para ajudar os outros. Às vezes, ficamos tão presos nas nossas realidades que sequer pensamos que há indivíduos que estão vivendo de uma maneira diferente, que lidam com outras dificuldades e que poderiam ser auxiliados com gestos simples.

É difícil de admitir, mas muitas vezes deixamos a generosidade de lado. No entanto nunca é tarde para reconhecer essa falha e consertá-la. A seguir, aprenda 9 atitudes simples que caracterizam uma pessoa generosa. A partir disso, perceba os benefícios desses novos comportamentos na sua vida e nas vidas de quem você vai ajudar!

9 atitudes simples para se tornar alguém generoso

1) Preste atenção às necessidades dos outros

Para que a generosidade seja colocada em prática, é importante observar as pessoas que vivem ao seu redor. Se elas normalmente sentem dificuldade com alguma tarefa que desenvolvem, por que não ajudá-las, em certas ocasiões?

Caso você identifique que alguém está com uma sobrecarga de tarefas, que não está se sentindo muito bem ou que precisa de um tempo para si, não hesite em conversar com essa pessoa, oferecendo seu auxílio.

Ao fazer isso, você vai garantir que a outra pessoa se sinta amada, acolhida e compreendida, aumentando o bem-estar dela. Você também pode desenvolver novas habilidades ao ajudá-la. Com isso, você estará ampliando seu repertório de conhecimentos e ainda poderá viver ótimas histórias.

2) Posicione-se contra injustiças

Duas mulheres com a escrita NO em preto no rosto
Cottonbro / Pexels / Canva

Uma pessoa generosa não tem medo de ajudar os outros, mesmo quando cria uma situação desconfortável para alguém. Ao identificar um caso de injustiça com outro indivíduo, por exemplo, o que você faz?

Uma ideia para esse tipo de situação é conversar com quem está sendo injustiçado. Entenda como essa pessoa está se sentindo e como você pode ajudá-la a se sentir melhor. Caso ela queira, converse com quem praticou a injustiça, mostrando o erro nesse cenário.

Dessa maneira, você vai contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e respeitosa, com pessoas dispostas a dialogar e a refletir. Fazendo isso, você ainda vai mostrar que reconhece que todos podem errar, inclusive você, e que é importante entender as situações que causam desconforto em alguém.

3) Faça doações o ano inteiro

Existe um símbolo de generosidade maior do que fazer doações? Muitas pessoas escolhem uma data específica do ano para isso, mas o ideal é que a atitude seja reproduzida o ano inteiro. E isso é mais fácil do que você imagina!

Se você não consegue doar dinheiro para alguma instituição, é possível doar roupas, livros, alimentos e/ou brinquedos em boas condições. Tudo aquilo que está se acumulando na sua casa pode fazer a alegria de outra pessoa. Além disso, você pode trocar alguns gastos superficiais pela compra de algo útil para alguém que precisa de ajuda.

Com esse gesto, você sentirá satisfação apenas por saber que está auxiliando outra pessoa a viver melhor, mesmo que você não ganhe algo com isso. E aquele que receber a sua atitude terá motivos para crer que existem pessoas boas no mundo, além de ter alguma necessidade atendida.

4) Escute o que os outros têm a dizer

Três pessoas sentadas em uma mesa, ouvindo um ao outro. Um homem de camisa azul está em evidência na imagem
Kupicoo / Getty Images Signature / Canva

A generosidade é mais sobre o outro e menos sobre si. Ou seja, você deve se dedicar a outra pessoa, entender o que ela precisa. Logo, você deve ouvir o que os outros indivíduos têm a dizer sobre como vivem, sobre os problemas que enfrentam e sobre o que precisam.

Em alguns casos, não existe uma atitude que uma pessoa possa tomar para ajudar alguém. Apesar disso, ela pode oferecer uma escuta paciente e atenciosa, trazendo uma sensação de acolhimento. Mesmo que você não resolva o problema, o outro indivíduo não vai se sentir tão sozinho, porque pode contar com você.

A formação de uma rede de apoio trará benefícios não só para as outras pessoas, mas também para você. Como elas vão se sentir ouvidas, terão mais intimidade para tratar de diversos assuntos com você, inclusive sobre aqueles que te dizem respeito. Portanto, caso precise conversar com alguém, é provável que os indivíduos que você ouviu estejam disponíveis.

5) Ofereça ajuda sempre que possível

É fácil identificar uma pessoa generosa, porque ela oferece ajuda sempre que possível. Isto é, quando ela vê um idoso atravessando a rua, quando alguém está carregando muitas compras de uma só vez, quando um indivíduo se perde no transporte público…

Pense sobre todas as situações do seu cotidiano nas quais você visualizou alguém que parecia precisar de um apoio. Da próxima vez que elas acontecerem, tome uma atitude sem medo. É claro que o bom senso deve prevalecer, então se a pessoa disser que não quer a sua ajuda, respeite-a.

Talvez você perca um pouco do seu tempo ajudando os outros sempre que surgir uma oportunidade. No entanto você estará investindo no bem-estar de alguém e no seu bem-estar, por saber que deixou alguém feliz. Quem sabe você conhece pessoas interessantes dessa forma, que queiram construir uma relação depois do auxílio?

6) Pratique a gratidão

Pessoa entregando uma margarida para outra pessoa
Hakase_ / Getty Images Pro / Canva

Um dos opostos da generosidade é a ganância. Esse sentimento se manifesta quando queremos tudo para nós, quase como se não enxergássemos tudo aquilo que já temos. Felizmente, é possível resolver isso priorizando a gratidão.

Uma pessoa generosa é uma pessoa que pratica a gratidão. Ela reconhece que o que ela tem já é suficiente para viver bem e pode se libertar dos excessos, levando mais qualidade de vida para outros indivíduos. Logo, antes de reclamar do que você não tem, agradeça por aquilo que você tem e doe o que você não precisa mais.

Cultivar o sentimento de gratidão não vai te tornar apenas uma pessoa mais generosa. Essa virtude vai te ajudar a ver a vida com mais otimismo e com mais leveza. Ao mesmo tempo, quem estiver ao seu redor vai se sentir bem com a sua presença, podendo até te ajudar mais vezes, já que você enxerga e valoriza o que a vida oferece de bom.

7) Viva de forma equilibrada

Quando há um exagero de pensamentos e de desejos na mente de uma pessoa, ela terá mais dificuldade para pensar nos outros. Por outro lado, caso esse indivíduo viva com equilíbrio e controle bem os próprios sentimentos, ele vai desejar que todos se sintam dessa maneira também.

Então a generosidade está atrelada ao equilíbrio. Quanto melhor você se sentir com as suas ideias, maior será o seu incentivo para levar esse bem-estar aos outros. Por isso coloque suas tristezas e suas alegrias em uma balança, entendendo que sempre há algo de bom que você pode fazer por alguém.

Como consequência dessa atitude, você vai perceber que os pensamentos negativos se tornam menos intensos. Dedicando algum tempo aos outros e cultivando bons sentimentos com eles, você terá a capacidade de olhar para a beleza dos seus dias, controlando a negatividade de forma equilibrada. Quem estiver ao seu lado vai até se inspirar em você.

8) Trate todas as pessoas com igualdade

Estátua segurando uma balança, simbolizando a igualdade
Ekaterina Bolovtsova / Pexels / Canva

Uma pessoa não pode ser generosa apenas com certos indivíduos. Isso porque a generosidade não vê classe social, etnia, orientação sexual e quaisquer outras características. Para quem é generoso(a), a única coisa que importa é o desejo de tornar a vida de alguém mais leve.

Isso significa que, se você quer praticar a generosidade, precisa tratar todas as pessoas com igualdade. Preste atenção ao que todas dizem, ajude sem ver a quem e não julgue quem tem menos do que você. O respeito sempre deve prevalecer, em cada uma das situações.

Sem discriminar a sociedade ao seu redor, você fará parte de uma transformação de mentalidades. Se nós fazemos parte de um coletivo, precisamos nos ajudar. Então as suas atitudes vão transformar o meio no qual você vive, servindo de exemplo para outras pessoas, e vão te trazer um novo olhar sobre a humanidade, mais gentil.

9) Reconheça os próprios privilégios

O principal caminho para a generosidade é o reconhecimento dos próprios privilégios. Ao fazer isso, você vai entender que existem realidades diferentes da sua e que outras pessoas enfrentam problemas que você nem imagina.

Você também pode gostar:

Embora não seja possível superar todas as desigualdades da sociedade, você pode estudar o que fazer para reduzi-las. Isso inclui atitudes que vão desde votar em pessoas que se preocupam com diferentes mazelas sociais até apoiar alguma instituição que ajude um grupo da comunidade de forma direcionada.

Como resultado da sua consciência social, você vai se abrir para a diversidade entre as pessoas, vai conhecer novas formas de ver o mundo e terá uma participação ativa na transformação da sociedade. Portanto enxergue o que há além da sua vida, para que mais pessoas sejam beneficiadas com suas atitudes.

A partir do conteúdo que preparamos, você já tem tudo de que precisa para se tornar uma pessoa mais generosa. Uma vez que você começar a praticar atitudes que fazem bem para o próximo e para si, nunca mais vai conseguir parar. Então motive quem você ama a fazer a mesma coisa, compartilhando tudo que você aprendeu!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br