Cinesiologia Quântica Saúde Integral

A criança e o alto-falante

Fátima Cardoso
Escrito por Fátima Cardoso
Uma criança de 8 anos de idade veio até mim trazida pela mãe, para ser atendida através da Cinesiologia Quântica.

A mãe pediu que trabalhássemos a separação dos pais, pois havia sido traumática para o filho, e também a timidez, a criança estava muito introvertida e chorava muito.

Eu amo trabalhar com crianças e essa era linda, embora se achasse feia. Sentia muita falta do pai (figura masculina) pois vivia com a mãe, as irmãs e a vó. Era tão tímido que eu tinha dificuldade em ouvir e entender suas palavras.

shutterstock_195995786 Certa vez em uma das sessões, perguntei-lhe por que ele era tímido, me disse em voz baixíssima, trêmula e insegura: “não sei”. Insisti amorosamente para que falasse qualquer motivo que lhe viesse à mente. E ele “porque minha mãe disse que eu sou tímido”.

Quantas vezes temos uma dificuldade com relação a “isso” ou “aquilo”, aí vem as outras pessoas e repetem, repetem e repetem, no caso desse menino a repetição era: “Ah ele é tímido!”.  

De tanto ouvir a mãe e tantas outras pessoas, pai, vó, professores e outros adultos, a afirmação tornou-se verdadeira e ele passou a comportar-se de forma insegura, sentindo-se menos que os outros, enfim era uma criança que nutria grande melancolia dentro de si, parte desta tristeza era devido à separação dos pais.

E nós na infância, o que ouvimos dos adultos que se tornou nossa verdade absoluta e até hoje nos comportamos de acordo com essas memórias auditivas?

E também o que nós adultos temos falado para nossas crianças, que sementinha estamos plantando dentro delas?

Assim como a mãe e o pai desse menino que estou citando, também nós, por falta de conhecimento, corremos o risco de ressaltar justamente um ponto fraco da criança, ao invés de ajudá-la a superar a dificuldade. Felizmente nesse caso houve a vitória da superação.

Numa das correções da Cinesiologia, através do toque no braço (teste muscular), o Eu Maior da criança pediu uma afirmação que dizia: “… transformar minha boca num alto-falante das coisas belas e positivas da vida…”.

Foi muito gratificante presenciar a melhora que essa criança teve. Alguns anos depois a mãe me falou que precisava “regulá-lo” outra vez, pois agora estava falando de mais. Lembrete importante aos pais, avós, padrinhos, tios ou adultos responsáveis brinquem com suas crianças!

Sobre o autor

Fátima Cardoso

Fátima Cardoso

Fátima Cardoso é facilitadora de Cinesiologia Especializada pela escola Three in One Concepts. Facilitadora em Cinesiologia Quântica pela Conexão Harmônica, Massoterapia e Reflexologia pelo Senac, e também Reiki e Metafísica da saúde. Facilitadora de Constelação Sistêmica Familiar presencial e online. Além disso, fez participações no programa Kabballah Egípcia na Rádio Mundial.

E-mail: [email protected]
E-mail: [email protected]
Cel: 11 9 8122-7920
Facebook: Terapeuta Fátima Cardoso
Site: facilitadorafatimacardoso.com.br

Locais de atendimento:
São Paulo - (11) 98122-7920
Diadema - (11) 4054-3508
Santo André - ((11) 4972-0003
Campinas - (19) 9 8138-9669