Saúde Integral

A revolução do nosso tempo

Man holding the brazilian flag in Ibirapuera Park, Sao Paulo, Brazil
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quando ouvimos falar em revolução, logo vem a mente cenas de protestos, derrubada de governos e conflitos sociais. Estamos passando por um momento de mais uma revolução na história da humanidade, mas não é uma revolução como essas outras. Hoje, estamos começando a descobrir que existe uma revolução que pode mudar o seu mundo muito mais do que você imagina: a revolução da consciência.

Imagine uma pessoa que fica o dia todo em estado de sonambulismo, fazendo as coisas de forma mecânica, sem nunca questionar nada e parecendo que está mais dormindo do que acordada. Esse é o estado de consciência que a maioria das pessoas estão. Elas não vivem, elas apenas sobrevivem. E, o pior, sobrevivem sem nem saber que é possível despertar desse sonho, ou melhor dizendo, desse pesadelo.

Nada de ter uma vida robotizada, mas sim viver o presente, o agora, de forma consciente e livre.

O ponto bom disso tudo é que existem pessoas que já despertaram desse sonambulismo e estão contando aos outros que existe uma forma de viver em que você não é escravo do mundo ao seu redor e pode ter o controle da sua vida. Esse estado é onde você chega quando desperta a sua consciência. Isso é viver fazendo escolhas de acordo com o que você realmente é e o que você realmente quer para a sua vida.

O primeiro passo para despertar a consciência é começar a se livrar dos padrões que moldam a forma como você vive hoje. Sempre quando você for fazer algo, pare por um instante e pergunte para si mesmo: eu preciso mesmo disso ou estou fazendo isso de forma mecânica, ou talvez estou fazendo isso somente para agradar os outros?

Comprar um carro novo, usar roupas da moda, frequentar os lugares badalados, ter um emprego que você não gosta, tudo isso somente porque a sociedade diz que esse é o modelo do sucesso? Não que você não possa comprar coisas novas ou algo do tipo, a questão é o quanto você faz essas coisas porque você realmente quer ou porque está preso a padrões sociais. Liberte-se disso! Reflita sobre quem você realmente é e o que realmente quer e faça as escolhas de acordo com o que você quer, e não de acordo com o que os outros querem.

A revolução da consciência começa quando paramos para analisar o quanto estamos vivendo no modo automático.

Qual foi a última vez em que você realmente se sentiu vivo? Isso acontece com frequência? E quando isso não acontece, você está fazendo o quê e por que? Se questione e não deixe a sua mente cair no sonambulismo das massas. Pois, se você não faz as escolhas da sua vida de forma consciente, alguém vai fazer essas escolhas por você. E então você vai descobrir que passou a vida toda como um sonâmbulo. Chegou a hora de acordar!


Texto escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]