Autoconhecimento Saúde Integral

Autocuidado – prática para manutenção da saúde

Cintia Ski Pelissari

“Batendo em sua porta

Chegará a hora em que, com alegria,

Você recepcionará a si mesmo quando chegar

Na sua própria porta, no seu próprio espelho,

E ambos sorrirão ao se cumprimentar,

E você dirá: sente-se aqui. Coma.

Você amará de novo o estranho que era você.

Sirva vinho. Sirva pão. Entregue de volta seu coração.

Tire da estante as cartas de amor,

As fotografias, os bilhetes desesperados,

Descole sua imagem do espelho.

Sente-se. Deleite-se com sua própria vida.”

Derek Walcott, Love after love.

Estimados, vale abrir nossa leitura enfatizando a definição da OMS sobre o que é saúde: “Saúde não é apenas ausência de doença; é restauração do bem-estar físico, mental e social”.

Cientes desta definição, podemos nos considerar ainda mais atentos e conscientes de que é nossa responsabilidade cuidar da manutenção deste tripé em nossas vidas. É preciso que nos nomeemos gestores de nossa saúde, sabendo que o que nos adoece é o que fazemos diariamente: alimentação incorreta, noites mal-dormidas, falta ou excesso de exercícios, falta de conversas e abraços… Esses são somente alguns exemplos.

É justo assumir esta agradável responsabilidade, pois somos indivíduos únicos e com necessidades e desequilíbrios distintos. Recebemos diferentes influências da interação com o meio com o qual estamos convivendo, dos alimentos que ingerimos, dos sentimentos que sentimos ou que guardamos. A boa notícia é que todos nós temos grandes possibilidades de extrair de nós mesmos recursos para iniciar nossa cura nos três aspectos citados acima.

Quando trazemos nossa consciência para o autocuidado, percebemos quando nosso fígado se intoxica, além das toxinas que ingerimos pela boca, com as toxinas de emoções negativas. Nossos rins – casa da energia vital – trabalha sobrecarregado quando não ingerimos água o suficiente ou quando sentimos medo deliberado e não permitimos fluir pela vida. Falando em rins, vamos aproveitar e abrir um parêntese importante aqui: quantas vezes “seguramos o xixi”? Vou terminar de ler isto aqui, redigir este relatório, enviar uma mensagem… E vai segurando… Segurando. A urina é responsável pela eliminação das substâncias nocivas ao corpo para evitar infecções. E o que fazemos? Seguramos dentro de nós! Movimento contrário ao natural! Algum animal prende o xixi? Não…

Estes são apenas dois exemplos um pouco mais comuns e discutidos em nosso dia a dia, mas todos os nossos órgãos estão relacionados ao movimento de nossa energia vital: corpo, mente e emoções – um ciclo que se retroalimenta.

As células do nosso corpo estão em constante renovação e ao longo de nossa jornada muitos acontecimentos nos marcam e nos remetem a mudanças de hábitos e rotinas. Muitas serão as ferramentas que deveremos usar, testar e variar no decorrer de nossa vida para que tenhamos um pouco mais de equilíbrio para seguir caminhando.

Nesta caminhada, uma caixinha de primeiros socorros é sempre bem-vinda. Minha caixa chama-se “MED”: meditação, exercício e dieta.

Por meio da meditação, estou atenta ao cuidado mental: respirando, limpando coração e mente. Meditar silencia a mente e o silêncio é a base da cura. Por meio do exercício físico, busco o movimento do corpo e a interação com as pessoas – ponto para o cuidado social. A questão da dieta segue com o lembrete do doutor Paulo de Tarso em sua obra “Medicina Integrativa” (2009): “Não se fica doente por comer esporadicamente hambúrguer com batata frita; da mesma forma, não se tem boa saúde porque vez ou outra se come uma maçã”.

Um abraço para vocês! Abraço também é nutriente para o corpo.

Você também gostar de:

Sobre o autor

Cintia Ski Pelissari

Cintia Ski Pelissari

Reikiana e praticante de meditação há mais de dez anos, idealizadora do Projeto Pessoas Possíveis – Práticas de Bem-Estar, ministra cursos sobre autoconhecimento por meio de atividades de escrita e contação de histórias.

Facilitadora da divulgação da mensagem de gratidão de Brother Steindl-Rast por meio do site viveragradecidos.org

Grata pelas inúmeras oportunidades amorosas que a vida me oferece diariamente para compartilhar meu amor fraterno.

Contatos:

Email: [email protected]
Site: viveragradecidos.org
Instagram: @cintiaspelissari