Convivendo

A busca pelo SEU lugar no mundo

Amanda Rodrigues
Escrito por Amanda Rodrigues

Desde sempre somos instruídos a buscar um lugar na sociedade. Escolher uma profissão, inserir no mercado de trabalho, construir família, enfim seguir padrões.  O problema é a forma como nós escolhemos e decidimos nossa trajetória: a partir de “bem-me-quer, malmequer”, eliminação, o que traz mais sucesso e/ou estabilidade, pressão de fatores externos como família, e até mesmo sorte. A grande maioria nunca de fato se perguntou ”O que EU quero SER?”.

O auto questionamento, a curiosidade de compreender o que está acontecendo ou o que não está. Voltar para si mesmo e buscar respostas. Tudo depende de nós. A inserção profissional, por exemplo, vem sendo o pesadelo dos jovens. A vida está cada vez mais corrida e rígida, pressionando e cobrando do ser humano cada vez mais, e por sua vez, tenta se encaixar nos moldes que a sociedade tem como pré-requisito. E quando não consegue a inserção, no caso, se frustra. Frustra-se porque não entende a razão, não sabe o porquê.  

A mitologia grega diz que o que caracteriza o herói (os homens) é o não saber e esse não saber, os cega. Essa condição desencadeia diversos sentimentos como angústia, medo, insegurança, baixa estima e incapacidade. O jovem não consegue entender, não enxerga o fator e, ou se culpa, ou culpa o outro, e acaba por desistir: “não era pra mim”, “não sirvo para isso”. O autoconhecimento é uma ferramenta essencial para traçar nosso planejamento de vida no geral. A partir do auto questionamento podemos conhecer e saber mais sobre nós mesmos e nossas escolhas. 

Cheerful Old Woman Sitting On The Beach

Outra ferramenta importante é a experimentação. O que seria de nós sem nossas experiências? Nada. Experimentar é vital. É a partir de nossas experiências que conseguimos nos aproximar do autoconhecimento, descobrindo novas aptidões, interesses, habilidades e competências. Fatores importantes em nossa busca. A aptidão é o que nós aprendemos com os acontecimentos. A habilidade é um conhecimento técnico, o que sabemos lidar melhor. A competência são nossos conhecimentos transformados em ações. O interesse é o meu gosto, o que eu gosto, me agrada, faz bem. As experiências da vida nos fazem chegar cada vez mais perto do grande objetivo final. É experimentando que podemos ter a certeza de que gostamos ou não de algo. Se o acontecimento é de fato válido em nossa vida.

Conhecemos nossos pontos negativos e positivos.

Até porque, nenhuma experiência é negativa. Todas servem para nossa evolução. E a partir desses descobrimentos, fica mais fácil de perceber e enxergar oportunidades de aplicações – o que eu posso fazer, em que setor eu me encaixo, o que eu busco. É um facilitador no momento de planejar e traçar a trajetória de vida. Precisamos experimentar e viver! Só assim saberemos nossas limitações, competências, o que realmente gostamos ou não, nossas aptidões e habilidades. E assim, escolher onde vamos focar nossa energia.

Nós, jovens, queremos. E queremos muito. E rápido. Quando não conseguimos é perturbador. Principalmente quando investimos tanto em algo e não conseguimos. Mas, o que fazemos para alcançar nossos objetivos? Quais são nossas ações? O que EU posso fazer depende de MIM.  O nosso sucesso depende de nós mesmos.  

O grande segredo da vida é a evolução.

Estamos em constante evolução. O auto questionamento/autoconhecimento e a experimentação são essenciais para evoluirmos. Dessa forma, identificar nossos desejos, nossas dúvidas, anseios e incertezas. Refletir sobre o cenário que estamos inseridos, definir quais são nossos motivadores e motivações, além das experiências de vida, tudo isso nada mais é do que nossa evolução, que proporciona um melhor entendimento sobre o nosso lugar no mundo.

Sobre o autor

Amanda Rodrigues

Amanda Rodrigues

Sou estudante de Publicidade e Astrologia, leonina, apaixonada pela vida e pelo autoconhecimento. Acredito que a Astrologia é uma ferramenta incrível para o autoconhecimento. Uma bússola que nos guia ao encontro de nós mesmos. Não tenho uma religião específica, gosto um pouquinho de cada. Acredito que a fé e o amor movem montanhas e nos levam a qualquer lugar!

No início do ano passado tive uma grande crise interna que gerou meu despertar. Comecei a me questionar se estava no caminho certo, não tinha mais certeza se desejava continuar na publicidade, fiquei um pouco frustrada por alimentar e impulsionar valores que não me representam, à outras pessoas. Desde então, comecei a ter experiências maravilhosas com o autoconhecimento, principalmente através da astrologia como ferramenta. E me apaixonei. Decidi desde então que iria usar a minha comunicação para o bem, para ajudar as pessoas e levar até elas a consciência do autoconhecimento junto com a astrologia. Não sou nem de longe expert em autoconhecimento ou astrologia, mas acredito muito que o que nos torna aptos a falar sobre algum assunto são nossas vivências e experimentações.

Email: [email protected]
Facebook: /amandarccosta