Autoconhecimento Comportamento

Questionar é preciso

Cada vez mais estamos sendo bombardeados com informações. Muitas delas são completamente irrelevantes e não fazem sentido algum. Todavia, estamos entrando em uma era em que será cada vez mais difícil assimilar o que é bom e o que é descartável. Por isso, adquirir sabedoria é preciso!

Minha sábia mãe sempre falou e até hoje ressalta que equilíbrio e inteligência são fundamentais em nossa vida. Vejo a importância dessa referência todos os dias. Ela tem total razão.

Precisamos nos atentar e filtrar tudo o que chega até nós. Não apenas no que se refere a assuntos socioeconômicos, políticos, ambientais e profissionais mas também a assuntos relacionados à espiritualidade, religião e terapias integrativas.

Homem com lâmpadas

Além das invenções criativas no mundo das fake news, também existem invenções intituladas de técnicas curativas nas mais variadas formas de práticas holísticas. Ultimamente tenho conhecido muita gente desiludida com muitas ferramentas criadas e distribuídas nesse mercado, em forma de cursos livres e sessões individuais. Além disso, também são vistos muitos termos oriundos da ciência, copiados fora de contexto para reafirmar técnicas pseudocientíficas sem qualquer conhecimento real sobre o que está sendo apresentado.

Infelizmente tem um número absurdo de pessoas caindo nesse charlatanismo todo. Com a esperança de obter uma cura fake, muita gente parcelou o que não tinha para participar do regresso da manada alternativa. A gente vê esse tipo de enganação em todo lugar, só muda o nome e o “mercado”.

Por que isso vem acontecendo?

Não é novidade para ninguém que é do ser humano tentar encontrar uma resposta e um significado para tudo em sua vida. É de nós, seres humanos, a sede de dar um sentido à vida e entender o funcionamento das coisas. E mais: buscar acolhimento nos momentos de aflição e criar uma identidade com aquilo que achamos que somos e afinidades com aquilo que queremos nos tornar.

Não há nada de errado em buscar ser uma pessoa melhor, mudar hábitos nocivos para comportamentos construtivos e praticar atividades e terapias para o crescimento integral do indivíduo. Muito pelo contrário, é louvável quem assim o faz!

Errado está na atitude daqueles que enganam! Não existe nada mais cruel do que enganar alguém que precisa de ajuda, seja porque está enfermo ou quaisquer outros motivos tão graves quanto.

Crianças na floresta

Estamos sempre passando por momentos turbulentos no mundo: guerras, epidemias, depressões econômicas, violência, catástrofes e tantas outras situações ruins. Além dessas, ainda passamos por outras questões pessoais, mentais e espirituais. Há quem diga que viver é uma grande batalha. E é mesmo! Por isso, quando a gente encontra algo que nos traz conforto a gente logo se apega naquilo. Seja uma religião, filosofia, grupos, clubes e até ponto de vista. É difícil de admitir, mas o mundo é carente. Qualquer espirro de paz e amor é acalanto para o coração.

E é aí que muita gente má entra em cena. Inventam e distorcem TANTAS coisas para que todos acreditem. E isso é tão triste! Até mesmo para quem o faz.

O que fazer para não cair nessas ciladas, Bino?

Meus queridos, viver neste mundo não é uma tarefa fácil. Em primeiro lugar, precisamos constantemente nos fortalecermos de dentro para fora. Pedir proteção e discernimento ao Altíssimo, que sabe todas as coisas!

Você também pode gostar de:

Em segundo lugar, adquirir sabedoria. Filtrar as informações que chegam até nós. Praticar o questionamento sobre aquilo que está sendo proposto. Quer experimentar uma técnica nova? Tudo bem, vai lá. Mas pesquise, estude, procure saber se aquilo tem pesquisa de fonte 100% confiável, se é idôneo. Se tiver comprovação científica, então show!

Ah, e cuidado, porque até revistas que parecem ser sérias podem ser tendenciosas.

Acredite, nenhum profissional sério fará você abandonar tratamentos e remédios alopáticos alegando que o que ele faz com as terapias dele é curativo e blablablá. Ninguém em sã consciência pode suspender nenhum tipo de tratamento médico (a não ser o próprio médico), e muito menos alegar cura baseada em terapias alternativas. Se você ouvir isso de alguém, fuja para as montanhas o mais rápido que puder!

Criança sentada no chão

Recomendações finais

Quer fazer algo em complemento com o seu tratamento convencional? Faça, mas tenha sempre o pensamento crítico em alerta.

Exemplo: uma pessoa que tenha hipertensão. Essa pessoa PRECISA tomar os remédios alopáticos diariamente, se consultar com o cardiologista e fazer exames periódicos. Se essa pessoa quiser, ela pode COMPLEMENTAR em seu tratamento alguma terapia alternativa: Fazer yoga, meditação, tomar florais, mas de forma alguma suspender a medicação, pelo amor de Deus!

Quando uma dessas afirmações estiver inserida dentro de uma “oferta de curso/sessão brilhante”, acenda a luz da sabedoria aí: curativo 100% eficaz, garantido, reprograme seu DNA, retorno rápido…

Se na era da informação questionar é preciso, então questione, questione, questione!

Sobre o autor

Giselli Duarte

Eu sempre fui uma pessoa curiosa. Já me aventurei em diversas áreas, desde uma carreira corporativa até um curso de DJ. Sempre gostei de aprender, independentemente de o curso estar relacionado ao meu mercado de trabalho ou não. Afinal, é assim que os melhores insights são gerados, não é mesmo?

Sempre tive uma veia empreendedora, graças aos meus pais. Iniciei no mercado de trabalho como jovem aprendiz aos 14 anos e nunca mais parei de aprender e trabalhar. A partir dos 18 anos, comecei a empreender de fato, legalizando meu primeiro negócio com um CNPJ, e desde sempre trabalhei em projetos empreendedores, sejam eles tradicionais ou com uma intenção em virar uma startup, em paralelo ao meu emprego ou a trabalhos em forma de projetos.

Sempre trabalhei arduamente e nunca hesitei em colocar a mão na massa, além de desenvolver estratégias. Na verdade, foi exatamente por isso que gradualmente direcionei meu foco para a saúde mental e para compartilhar esse conhecimento com as pessoas. Já enfrentei o burnout duas vezes e, a partir da primeira experiência, busquei tratamentos complementares, como o Yoga e a meditação, aliados à medicina tradicional.

Essa busca pelo autoconhecimento me levou a uma formação em Hatha Yoga. Essa experiência não apenas aprimorou minha compreensão sobre equilíbrio e bem-estar, mas também me permitiu explorar terapias naturais, culminando em uma especialização em outras terapias.

Atualmente, como professora de meditação e podcaster no Insight Timer e Aura Health, encontrei plataformas para compartilhar técnicas que promovem paz interior e equilíbrio diante das demandas diárias.

O ápice de minha jornada foi a publicação do livro "No Caminho do Autoconhecimento", onde compartilho insights e aprendizados acumulados ao longo do caminho. Além disso, contribuí como co-autora em antologias poéticas.

Minha missão é inspirar outros a trilharem o caminho do autoconhecimento e crescimento pessoal, fornecendo as ferramentas necessárias para uma vida mais plena e significativa.

Contato:

Email: giselli.du@outlook.com
Site: giselliduarte.com
Site do livro: href="https://loja.uiclap.com/titulo/ua32943/">Loja Uiclap/No Caminho do Autoconhecimento
Facebook:: @giselli.d
Instagram: @giselliduarte_
Twitter: @gisellidu
Linkedin: Giselli Duarte
Spotify: No Caminho do Autoconhecimento
YouTube:: No Caminho do Autoconhecimento