Convivendo

Cem maneiras de ser a diferença na vida das pessoas – Capítulo 13

Capa da série Cem maneiras de ser a diferença na vida das pessoas - Capítulo 13
Benedito Milioni
Escrito por Benedito Milioni

Capítulo 13 – CHORE JUNTO!

O maior consolo é deixar chorar e não a repetida e desgastada frase “Num chora não!”, imprópria, desnecessária e inoportuna, quando mais uma pessoa precisa abrir as comportas emocionais e deixar vazar a dor interna!

Realmente, chega a ser desumano insistir que a pessoa deva parar de chorar, quando ela mais precisa do alívio do pranto! O mais sensato é deixar a pessoa diminuir as tensões internas e jogar para o mundo externo o que já lhe cabe mais no interno, ela deve ser amparada, consolada e tudo o mais, porém NUNCA IMPEDIDA DE CHORAR!

Três mulheres sentadas em um sofá, com uma delas chorando e as outras duas tentando consolá-la.

Chore junto ou se cale! Se, todavia, sentir que lá por dentro as pilastras emocionais vão caindo uma a uma, não tenha receios: chore junto!
Se estiver maquiada, vai sim borrar tudinho, mas nada que uma ida ao toalete não resolva, e, se for o caso de ser um cavalheiro, basta se lembrar que homem chora sim e até ficar aliviado de não ter o trabalho de retocar a maquiagem!

Chore junto sim, não tenha vergonha ou suponha fraquezas em si! Felizmente, todos os seres humanos carregam consigo os repertórios emocionais e as permissões para usá-los quando, onde e como quiserem, e nada proíbe chorar junto do outro, mesmo que a dor seja só dele! Este é um ato de compaixão, de imensa solidariedade, que nos faz dignos da nossa condição humana!

Chorar junto faz uma ENORME diferença nas pessoas!

Foto preta e branca de duas adolescentes se abraçando, uma delas esta chorando enquanto a outra tenta conforta-la.

Conheci uma pessoa que trabalhava como profissional e como voluntária em hospitais, nos quais acompanhava as pessoas em estado terminal e seus parentes, naquelas horas terríveis de dor e sofrimento. Seu papel principal era o de ajudar a suportar o inevitável da passagem para o mundo espiritual, de modo a atenuar o sofrimento, trazendo-o para o nível do pelo menos suportável, seja o acamado, seja para seus parentes e amigos que o assistiam.

O que me chamou a atenção e comoveu muito foi saber que, embora psicóloga clínica preparada e experiente, inclusive com sólida e extensa formação acadêmica, ela chorava junto com os assistidos! Incapaz de analisar esse momento, posso pelo menos supor que esse chorar junto era a fonte onde todos encontrariam refúgio, conforto e a sensação de dor menos pesada, aliviada.


Continue acompanhando a série

Anterior Capítulo 13 Próximo

Ir para o primeiro capítulo

Sobre o autor

Benedito Milioni

Benedito Milioni

Graduado em Sociologia e Administração, 46 anos de carreira executiva e técnica em Desenvolvimento de Pessoas, autor de 32 livros, autor de 5 e-books, co-autor de 15 livros e autor de 25 manuais técnicos.

Dirigiu treinamento para mais de 3.349 grupos (cerca de 81.000 treinandos), dos quais 36.760 da área de RH, cerca de 24.736 Gestores e Líderes, 18.610 na área Comercial e 3.318 em Competências de Negociações . Formou cerca de 2.450 Instrutores e Multiplicadores Internos e 610 Consultores Internos Participa, regularmente, como conferencista sobre Tecnologia de Gestão em T&D em eventos nacionais e internacionais.

Apresentou mais de 2.104 conferências e palestras para mais de 200.000 pessoas. Prestou serviços a mais de 440 empresas, no Brasil e no exterior (América Latina, América Central, África e Europa). Júri de prêmios de Excelência na Gestão de Pessoas.

Publisher da GESTÃO DE PESSOAS EM REVISTA.

Contatos:

Av. Paulista, 2.202 , 3o. Andar CEP 01310-300 - São Paulo – SP
Site: www.milioni.com.br
Email: [email protected]
Telefone: 11 3508-1990 | 4158-7435 | 99909-5858
Facebook: www.facebook.com/bmilioni Linkedin: linkedin.com/benedito-milioni

Canal no Youtube