Comportamento Consumo Consciente Convivendo

Como montar uma lista de compras econômica?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A atual crise que domina o país – e não é “privilégio” só de quem ganha menos – acabou por remodelar a forma como fazemos compras, desde a quantidade, periodicidade e também a escolha de marcas. Hoje em dia, as compras do mês estão sendo feitas na ponta do lápis.

Você também pode gostar de:

Apertem os cintos, o orçamento diminuiu!

Quem organiza o orçamento em família já se tornou expert em montar uma lista de compras econômica, afinal, com tantas pessoas e a necessidade de ir ao supermercado sempre, pechinchar já é um hábito instintivo.

Mas, nunca é demais contar com uma ajudinha extra. É o que esta matéria vai fazer: dicas de como economizar nas compras. Vale também para quem acabou de sair de casa e foi viver a aventura de morar sozinho.

Atenção: uma lista inteligente e útil começa antes mesmo de ser escrita. Portanto, prepare-se.

Lista de Compras

Arrume tudo

A primeira dica é sempre manter a despensa, armários, geladeira… tudo organizado. Você precisa saber o que tem e o que está em falta. Organize por categoria, mantenha guardadas somente as embalagens fechadas. O que você for usar no momento, prefira guardar em potes.

Saiba tudo de que vai precisar

Novamente, aqui vale categorizar tudo. Como é a sua rotina? Café da manhã, almoço, lanche, jantar. Separe tudo de que precisa por essas etapas do dia. Para itens de higiene e limpeza, faça um apanhado de tudo que usa para limpar a casa e para sua higiene pessoal.

Compare antes

Lance mão da tecnologia para pesquisar preços. Existem aplicativos e sites que fazem esse serviço pra você. Um deles é o ShopFully, um site que compila encartes de supermercados por região (a versão on-line dos impressos).

Para quem gosta muito de andar pelo bairro, uma boa dica é pegar os encartes dos supermercados da vizinhança. Assim dá para fazer um comparativo visual e ainda é possível montar uma lista com base nas ofertas.

Lista de compras

Caso você seja uma pessoa mais “virtual”, pode visitar os sites e acessar os encartes eletrônicos (nem todos oferecem esse recurso). Existem também aplicativos de comparação. Um bom exemplo é o Pinngo, que compara preços de centenas de produtos, tanto em supermercados quanto em farmácias. Você pode buscar por nome ou código de barras.

Há a opção de criar listas de compras personalizadas. O Pinngo é um app colaborativo, ou seja, é feito pelos usuários. Então, você também pode fornecer informações sobre sua compra, enviando apenas o QR Code da sua nota fiscal.

Há outros apps, como Aondeconvem. Alguns supermercados também disponibilizam seus aplicativos, facilitando na hora de elaborar uma lista de compras econômica e dinâmica. A partir dessas preliminares, você já pode partir efetivamente para a montagem da sua lista.

Usando aplicativos

A dica dos comparativos já foi mencionada acima. Como alguns desses aplicativos também oferecem listas de compras, você pode aproveitar e poupar tempo. Caso deseje apenas um app de listas, existe uma infinidade de opções.

Compras

Um dos mais bem cotados é o Bring, resenhado por usuários como um excelente app para lista de compras de supermercado e premiado pela Escolha do Editor do Google Play, além de recomendações de várias entidades.

Intuitivo e com uma interface bem bonita, é um aplicativo leve (18 MB) e todo setorizado por categoria, e cada item das categorias é ilustrado, garantindo uma experiência agradável ao uso.

Pra economizar ainda mais

E por falar em lista de compras econômica, ainda existem sites e aplicativos de cupons de descontos e recompensas.

Para descontos, uma dica é o Cuponeria, que oferece cupons em supermercados, farmácias e outros estabelecimentos. Tem uma boa avaliação e é a Escolha do Editor no Google Play.

Para recompensas, o mais famoso é o Méliuz, que tem mais de 1.600 estabelecimentos parceiros. Também oferece cupons e notifica sobre promoções exclusivas e ainda tem o sistema “indique e ganhe”. É um aplicativo avaliado como Escolha do Editor.

Revise a lista

Depois que você fez a sua lista, é hora de fazer uma revisão e, se preciso, enxugar. Repense cada item. Você vai mesmo precisar dele? Já comprou alguma vez e teve um bom uso dele? Por exemplo, se foi um alimento, ele foi consumido até o fim, ou ficou largado num canto da geladeira até estragar? Pense sempre no desperdício, na economia e também no lixo que você poderá gerar (com uma embalagem, por exemplo).

Compra

Importante: siga a lista à risca. Não caia em tentações, nem naqueles produtos que ficam “seduzindo” você no caminho para o caixa. É uma estratégia de marketing, e a ideia é fazer você deixar o máximo que puder do seu dinheiro no supermercado. Não caia nessa!

Não saia de casa com fome

Já é sabido que quem sai de casa com fome tende a comprar mais do que precisa. E nem sempre isso se limita a alimentos. Fome pode deixar você ansioso. Então, faça uma refeição leve e satisfatória, e só depois saia de casa. Dessa forma, você não compra por impulso.

Comprando com as crianças

Se não tiver como deixar seus filhos em casa, encontre uma forma de “combinar” as compras antes de sair de casa. Isso pode ajudar a evitar os pedidos insistentes.

Além disso, se forem mais crescidinhos, procure incluí-los no processo da compra já antes de fazer. Assim, a criança pode se sentir útil e vai achar divertido ajudar. Vale a mesma dica anterior: não saia de casa sem alimentar suas ferinhas.

Compra

Mantenha um histórico de compras e estipule um orçamento

Fazer compras é um ciclo que nunca termina com o fechamento da lista, a ida ao supermercado ou a conclusão da compra. Depois que você comprar seus produtos, guarde a notinha (ou anote no aplicativo, como uma lista salva) para sempre poder comparar os preços a cada ida ao supermercado.

Assim, você fica sempre sabendo se houve um aumento ou redução no preço. Mantenha um histórico salvo. Isso também ajuda a equilibrar a quantidade de itens necessários, para evitar retornos ao supermercado entre as compras, o que acaba por forçá-lo a comprar coisas além do esperado.

Com esse histórico salvo, você terá uma média de quanto gasta com as suas compras. Portanto, fica mais fácil estipular um orçamento para as compras do período. Procure sempre seguir esse orçamento com a máxima fidelidade, tendo sempre uma margem para a variação de preços.

Acima de tudo: organize-se, cumpra as metas estabelecidas. Faça disso um hábito. Assim você conseguirá poupar e ainda vai ficar craque na elaboração de uma lista de compras econômica e eficiente. Boas compras!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]