Autoconhecimento Psicologia

Como mudar velhos hábitos?

Psicologia Viva
Escrito por Psicologia Viva
Mudar antigos hábitos não é uma tarefa fácil, a teoria é mais simples do que a prática. Criamos planejamentos e tabelas para nos auxiliarem a otimizar melhor o nosso tempo e dinheiro, estabelecemos prazos e metas para alcançar os nossos objetivos, escrevemos detalhadamente o caminho a percorrer. Porém, a prática nem sempre acontece de acordo com o planejado.

Promessas não cumpridas

Todas as pessoas já passaram pela situação de prometerem algo para si mesmas e não serem capazes de cumprir. Geralmente no início de um novo ciclo: um novo ano, um novo mês ou até uma nova semana, traçamos metas para a melhoria da qualidade de vida, da saúde física e mental, do desempenho profissional e da satisfação pessoal.

Todas as pessoas já passaram pela situação de prometerem algo para si mesmas e não serem capazes de cumprir.

Começar a praticar exercícios físicos, mudar os hábitos alimentares, acordar mais cedo pela manhã, iniciar a leitura de um livro importante para seu trabalho, tirar algumas horas para praticar um hobby e mudar de atitude perante o parceiro, parceira ou familiares, são algumas das promessas mais comuns que fazemos a nós mesmos. Porém, muitas dessas promessas são cumpridas por alguns dias ou semanas e não são mantidas. Essa situação gera sentimentos de frustração, incompetência e baixa autoestima.

Por que não alcançamos o resultado esperado?

Por que muitas vezes não conseguimos nos organizar para cumprir com o planejado? Será que faltou disciplina? Será que a vontade não era suficiente? Faltou ânimo e disposição? Quantas vezes você já se fez essa pergunta?

A resposta é mais simples do que muitas vezes imaginamos: devemos mudar a nossa forma de agir. Porém, não é o que costuma acontecer.

Comportamentos repetidos

Você cria, por exemplo, um quadro de horários para organizar melhor o seu tempo e ele funciona por uma semana apenas, depois cai no esquecimento, o que a maioria das pessoas costuma fazer é: dentro de um mês, ou outro período de tempo, voltam a criar um quadro de horários semelhante e tentam aplicar da mesma forma que o primeiro. O resultado é que essa nova tentativa também fracassa.

Nesse caso, não houve uma mudança de atitude. O comportamento se repetiu nas duas situações, portanto era esperado que o resultado seria o mesmo. O que acontece é que muitas vezes não paramos para refletir sobre isso, nos esforçamos e gastamos muita energia sem nenhum resultado.

Mudando de comportamento

Promover uma mudança de comportamento não é algo simples. Exige uma reflexão acerca das suas crenças e valores.

É importante verificar quais deles são positivos para você e quais já não te servem mais, é importante estudar sobre outros padrões de comportamento e pensamento que podem ser benéficos para você e fazer um esforço para implementá-los.

Algumas crenças e comportamentos nos acompanham por muitos anos e não é simples deixar de pensar ou agir de determinada forma em apenas alguns meses.

A ajuda de um profissional da saúde mental pode ser muito útil nesse processo. O psicólogo pode conduzir reflexões e te auxiliar a descobrir as suas respostas. Além de ser uma pessoa que te acompanhará ao longo do seu processo e te ajudará a manter a motivação e disciplina para que seus planos não caiam no esquecimento.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Psicologia Viva

Psicologia Viva

O Psicologia Viva é o maior portal de atendimentos online do país que possui certificado internacional que garante a certificação da informação em saúde, além de garantir a qualidade dos psicólogos vinculados ao site e oferecer suporte técnico aos clientes.

Suporte Técnico e Orientação Profissional

Site: www.psicologiaviva.com.br

Facebook: Psicologia Viva Brasil

Telefone: (31) 3019-7977/ (31) 97598-8706

Email: [email protected]