Autoconhecimento Comportamento

Como se sentir mais vivo: qual foi a última coisa que você fez por você?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Trabalho, estudos, contas para pagar, impérios para construir… E nessa lista interminável de responsabilidades, por onde andam as vontades, os desejos, os sonhos que há tanto tempo sonhamos?

Não é fácil. A vida é realmente repleta de coisas que não queremos, mas precisamos fazer. Mas isso nem de longe é desculpa para deixarmos de realizar aquilo que realmente queremos e sonhamos.

Afinal, são esses desejos, esses sonhos que há tanto tempo estão escritos na nossa lista de “realizar nos próximos anos” e que não riscamos até hoje, que nos fazem sentir a vida pulsar. Aliás, quando foi a última vez em que você de fato se sentiu vivo, cheio de entusiasmo e felicidade?

Lori Deschene é fundadora do site Tiny Buddha e do curso on-line “Recreate Your Life Story” (Reescreva a história da sua vida, em tradução livre), que ajuda pessoas a deixar o passado de lado e a viver a vida hoje, agora. Em seu site, Lori escreveu um artigo enquanto estava a caminho de sua aula de teatro, algo que sempre quis fazer, mas adiou. Neste texto, Lori explica como se sentir mais vivo e dá nada mais ou nada menos que 40 dicas para você colocar em prática agora.

O artigo original foi escrito em inglês e pode ser lido no site Tiny Buddha, mas o Eu Sem Fronteiras o traduziu e o traz abaixo, na íntegra, para você!

40 Formas para se sentir mais vivo
Por Lori Deschene

“Eu não acredito que as pessoas estão procurando pelo significado da vida tanto quanto estão procurando a experiência de estarem vivas.” Joseph Campbell.

Enquanto eu escrevo este artigo, estou a duas horas de distância da minha primeira aula de teatro semanal em Los Angeles. Eu tenho estado aqui por quase dois anos e, por mais que eu ame teatro desde criança, nunca amei tanto quanto nas últimas semanas.

Desde sempre eu digo que quero muito atuar, assim como ter aulas de pintura, que vou começar na próxima semana, mas eu sempre inventava desculpas para não começar nenhum dos dois.

Eu estava muito ocupada. Eu não tinha dinheiro suficiente. Eu não tinha tempo suficiente. Eu não seria boa o bastante. Eu me sentia inconfortável. Eu poderia, talvez, não gostar. Eu não gosto de assumir compromissos. Essas coisas não me levariam a lugar algum…

A lista continua, mas eu percebi que os últimos dois tópicos eram os maiores para mim. Eu, cronicamente e automaticamente, evito compromissos porque comprometimento significa menos liberdade. Por exemplo: e se eu decidir de último minuto que eu quero ir para outro lugar, ou fazer alguma outra coisa?

Além disso, eu sempre hesitei em dar muito tempo do meu tempo para hobbies e passatempos, afinal eu nunca tive intenção de transformá-los em profissão.

No mês passado, eu percebi, no entanto, que eu quero priorizar as coisas que me despertem paixões e felicidade; e quero fazer isso regularmente, não apenas de vez em quando.

Eu não sei se essas aulas vão me levar a algum lugar. Eu apenas sei que eu me sinto apaixonada e cheia de possibilidades. Eu estou criando possibilidades para aproveitar o hoje, não para crescer amanhã.

É isso que significa estar realmente vivo: estar tão imerso na paixão por alguma coisa – e isso te deixa tão feliz -, que você não pensa sobre ontem ou sobre amanhã. Você simplesmente aproveita o que está fazendo agora e aproveita cada segundo disso tudo.

Se você está tentando se sentir assim, se está procurando uma forma de encontrar esse sentimento e essa sensação, mas não sabe por onde começar, talvez essas ideias te ajudem:  

Diga alguma coisa que você vem planejando dizer:

1. Diga a alguém como você realmente se sente sobre essa pessoa, em vez de guardar para si por medo.

2. Diga a alguém o que você realmente quer e precisa, em vez de cultivar ressentimento.

3. Compartilhe seus medos publicamente. Pode ser num post de rede social, por exemplo, e peça à comunidade (amigos, parentes, colegas) para ajudá-lo a superar todos os medos.

4. Diga a um amigo seu maior sonho e peça que ele te ajude a manter-se no caminho desse sonho.

5. Admita a um amigo como você realmente se sente sobre a forma que usa seu tempo. Em seguida, pense em alternativas para melhorar.

6. Apresente-se para alguém que você tem muita vontade de conhecer, mesmo que você sinta vergonha.

7. Conhece alguém que já fez algo que você quer fazer? Então peça conselhos e encorajamento motivacional a essa pessoa.

8. Diga ao seu chefe tudo o que você pode fazer, em vez de perguntar se você nunca irá avançar profissionalmente.

9. Ou diga ao seu chefe que seus serviços não fazem mais diferença na empresa e, finalmente, vá buscar o caminho da sua paixão.

10. Diga a você mesmo a verdade, ao invés de continuar adiando ou mentindo sobre as mudanças que você quer fazer em sua vida.

Tente alguma coisa que você sempre quis tentar:

11. Inscreva-se num curso que você sempre pensou que seria divertido.

12. Se você não pode bancar novas aulas, busque eventos gratuitos do seu interesse.

13. Peça a um amigo para ensiná-lo a fazer alguma coisa que você não sabe fazer – e se ofereça para ensinar algo do interesse dele, em troca.

14. Comece aquela nova aula na academia antes mesmo de começar a se preocupar se você vai continuar ou não.

15. Compre um novo (ou usado) instrumento e aprenda a usá-lo ou a tocá-lo assistindo videoaulas no YouTube.

16. Pense em alguma coisa que você gostaria de construir – uma peça de roupa, uma música, ou um móvel, por exemplo – e, logo depois de decidir, pesquise sobre como dar o primeiro passo para conseguir criar. Hoje mesmo.

17. Escreva um post (no Facebook, no seu blog, ou em qualquer outra rede) ou tire algumas fotos e compartilhe com os seus sites favoritos.

18. Convide alguns amigos para praticar um esporte que você sempre quis tentar praticar, mesmo que você tema ser descoordenado para a atividade.

19. Ouça sua música favorita e tente dançar um estilo que você sempre gostou. Nada faz você se sentir mais vivo do que bombear sangue em suas veias!

20. Faça uma lista de coisas que você gostaria de fazer e prenda a lista em um lugar chamativo. Escolha algum tópico para tentar nesse final de semana.

Vá a algum lugar que você sempre quis ir:

21. Planeje suas férias para aquele destino que você sempre sonhou em visitar.

22. Se você não pode pagar por esse destino, pesquise formas mais baratas de viajar – hospedar-se em hostels e abrigos voluntários ou alguma forma de carona coletiva, por exemplo.

23. Emita a você mesmo um “ingresso da vida”. De acordo com Jamie Hoang, uma colaboradora do Tiny Buddha. Você sempre arruma dinheiro para viagens que não quer muito fazer. Que tal economizar para aquela que você sempre quis fazer?

24. Pegue a estrada no final de semana rumo a algum lugar próximo que você sempre quis visitar.

25. Escreva seus três hobbies favoritos e, para cada um deles, um lugar que você sempre quis conhecer para realizá-los (por exemplo: uma hora de surfe sem parar, em uma praia linda). Planeje para o próximo fim de semana.

26. Convide alguns amigos pra um happy hour num restaurante, bar ou outro estabelecimento que você sempre quis conhecer, mas tente não convidar pessoas meio distantes, já que a chance de desmarcarem é menor.  

27. Se você evita ir a estabelecimentos desconhecidos por medo de que sejam caros, comece a promover “noites divertidas” em casa e guarde dinheiro para aqueles lugares que você quer conhecer.

28. Faça uma lista de coisas divertidas para fazer durante férias em casa. Pense também em passeios legais próximos ao local onde mora. Faça pelo menos dois itens dessa lista até o próximo mês.

29. Se há algum tipo de conferência ou projeto que você sempre quis conhecer e participar, compre sua passagem para o local para o próximo ano ou veja se é possível ser voluntário, assim você trabalha para conseguir descontos, ou, quem sabe, consegue tudo de graça.

30. Planeje viagens de carro – uma vez por semana ou por mês – tire fotos, desenhe ou escreva em um post-it um lugar que você sempre quis visitar.  

Faça aquilo que você pensou que não poderia fazer:

31. Defina três qualidades que você gostaria de possuir, depois três opções ou atividades que coincidam com elas (por exemplo: aventureiro – praticar escalada). Faça planos reais para tornar isso realidade.

32. Eleja um amigo para ajudar você a encarar algum medo, como sair do seu emprego ou pular de paraquedas.

33. Crie uma afirmação positiva para substituir um pensamento limitado (por exemplo: diga a você “eu me sinto confiante em meio às pessoas” em vez de “eu não consigo conhecer novas pessoas porque fico muito nervoso”). E então use essa nova forma de pensar para impulsionar você para fora de sua zona de conforto.

34. Pense em alguém que você admira e escreva três coisas que essa pessoa faz e que você não acha que consegue. Agora, transforme isso em uma missão pessoal e prove a si mesmo que você estava errado.

35. Pense em algo enorme que você sempre quis fazer, mas tem medo de não conseguir. Agora, para começar, transforme esse objetivo em algo menor (por exemplo: escalar uma montanha natural – começar em fazer parte de uma academia de escalada). Faça algo menor hoje. É o começo!

36. Peça a um amigo para descrever seu potencial. Separe as partes que fazem seu coração acelerar e ficar mais feliz; em seguida, dê um pequeno passo hoje para trabalhar em cima das possibilidades que ele te deu.

37. Estabeleça um desafio de 30 dias (por exemplo: escrever cinco páginas todos os dias, sem se preocupar se está bom; depois de 30 dias, você terá seu primeiro rascunho do seu primeiro livro, caso esse seja o desafio).

38. Pergunte a você mesmo: “o que eu faria se soubesse que não iria falhar?”. Dê um pequeno passo rumo a esse objetivo hoje. Hoje!

39. Peça a um amigo (ou a quem quiser) para estabelecer uma “noite de oposições” para vocês. Ou seja, uma noite em que vocês dois fazem coisas completamente opostas ao que normalmente fazem.

40.Compartilhe alguma coisa que você quer fazer, mas pensa que não pode,  na sessão de comentários aqui do site. Apenas por colocar para fora pode ser um ótimo começo!

É óbvio que essa lista é grande e são muitas coisas para fazer de uma só vez. Mas, talvez, você possa escolher apenas uma coisa hoje ou uma coisa por semana ou por mês. O objetivo é fazer coisas para se sentir apaixonado, feliz, extraordinário. Vivo.

Todos nós temos diferentes interesses que formam o que nós queremos fazer; e todos nós temos diferentes possibilidades que limitam como e o que podemos fazer da nossa lista de desejos. Mas todos nós temos a habilidade de fazer ao menos uma pequena coisa, uma pequena mudança, e conseguir riscar ao menos um objetivo da lista.

Hoje, eu vou “gastar” algumas horas do dia fazendo uma coisa que eu não venho fazendo nos últimos dez anos com pessoas que eu nunca vi. Eu estou terrivelmente amedrontada, mas também animada e viva.

Por que você não se dá essa oportunidade?


Escrito por Giovanna Frugis da equipe Eu Sem Fronteiras

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]