Autoconhecimento Saúde Integral

Controle seus sonhos: dicas para sonhar com o que quiser

Mulher dormindo na cama
millann / Getty Images Pro / Canva
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já passou por aquele momento em que acordou bem no meio de um sonho maravilhoso e gostaria de ter continuado nele? Ou, por outro lado, já acordou de sobressalto de um sonho (na verdade um pesadelo) em que estava numa situação desconfortável ou assustadora e gostou muito de não ter continuado sonhando?

Em alguns momentos desejamos muito poder identificar que tudo não passa de um sonho, ainda dormindo. E mais ainda, gostaríamos de poder controlar os nossos sonhos para que eles fossem do jeito que desejamos. Isso é possível por meio de sonhos lúcidos.

Talvez, mesmo sem saber, cada um de nós já tenha tido um sonho lúcido. Um exemplo é quando sonhamos que estamos voando ou fazendo algo completamente improvável e temos consciência (chamada de autoconsciência ou metacognição) de que estamos sonhando.

A partir dos sonhos lúcidos é possível, com conhecimento e treino, controlar os sonhos. Continue a leitura, conheça esse assunto e encontre dicas para começar a se exercitar.

O que é um sonho lúcido?

É chamado de sonho lúcido o estado de consciência em que uma pessoa percebe que está sonhando, enquanto ainda está dormindo.

O nome “sonho lúcido” surgiu com o psiquiatra holandês Frederik van Eeden, em 1913. No início dos anos 1980, o psicólogo alemão Paul Tholey determinou as três condições que definem um sonho lúcido: ter a consciência de estar sonhando, poder intervir no sonho e conseguir memorizar as ocorrências.

Homem dormindo na cama
RyanKing999 / Canva

O psicólogo Stephen LaBerge, da Universidade Stanford, desenvolveu as primeiras técnicas para estimular sonhos lúcidos.

Esse tipo de sonho é mais comum para as crianças, e quanto mais a pessoa amadurece, mais raro fica, já a partir dos 16 anos de idade, chegando sem estímulos a dez deles durante toda a vida.

O estado de consciência do sonho lúcido é produzido por duas regiões cerebrais: o córtex frontopolar e o hipocampo, que se tornam mais ativos. Ocorre durante o sono REM (sigla para Rapid Eye Movement – Movimento Rápido dos Olhos). Nele, são mobilizados os pensamentos, a autopercepção, as emoções e a tomada de decisão.

As pessoas que têm sonho lúcido lembram com detalhes do que sonharam, apresentando uma memória melhor. Ele também estimula a criatividade e amplia a capacidade para solucionar problemas.

Vale lembrar que o sonho lúcido é diferente do sonho vívido, que parece real porque cores, profundidade, formas, objetos, diálogos são muito nítidos, permitindo lembrar com detalhes do que foi sonhado.

Há também uma diferença entre o sonho lúcido e o falso despertar. Esse último ocorre quando fazemos coisas do cotidiano parecendo que estamos acordados, quando na verdade ainda estamos dormindo. Um exemplo é quando você acredita que já está tomando o café da manhã, pronto para sair para o trabalho, quando na verdade está dormindo e perdendo a hora!

O que é uma pessoa Onironauta?

Mulher dormindo na cama
Ivan Oboleninov / Pexels / Canva

A pessoa que consegue ter sonhos lúcidos é chamada de onironauta. Ela é capaz de se mover dentro dos sonhos até além do que poderia na realidade sob vigília. Vive dentro do sonho com a mesma intensidade de quando está acordada, porém com mais liberdade, pois nele não há regras, tudo é permitido.

Como ter um sonho lúcido?

O ato de dormir é parte do ritmo biológico de cada indivíduo e se renova a cada 24 horas, num ciclo chamado de sono-vigília.

A quantidade de luz, por intermédio do hormônio melatonina, determina o ciclo sono-vigília. Quando o cérebro, por meio da glândula pineal, percebe que não há mais luz, inicia a liberação de melatonina, capaz de induzir o sono.

Com o início do sono, a atividade cerebral vai se lentificando. Há uma alternância no sono entre fases não REM e REM. Quanto mais as ondas cerebrais vão se lentificando, o sono vai se aprofundando, há baixa atividade cerebral, redução no metabolismo e pressão arterial e relaxamento motor. É o sono não REM.

Depois desse sono de ondas lentas, tem início a fase REM, na qual, apesar da musculatura corporal estar relaxada, a atividade cerebral é intensa.

Na fase de sono REM a atividade onírica é intensa, com sonhos de conteúdos emocionalmente fortes. Ela corresponde de 20 a 25% do tempo total de sono e ocorre em intervalos de sessenta a noventa minutos. É primordial para o bem-estar físico e psicológico do indivíduo.

Para não inibir o sono REM é importante não ingerir bebida alcoólica ou fazer uso de antidepressivos e benzodiazepínicos. Sem a fase REM não é possível ter sonhos lúcidos.

Como saber se você está em um sonho?

Mulher dormindo na mesa
Kha ruxury / Pexels / Canva

Se você assistiu ao filme “A origem” (2010) deve se lembrar de uma cena em que um objeto identificado no ambiente tinha a característica de alterar a realidade em que a pessoa estava inserida, alternando sonho e vigília.

Para experimentar ter sonhos lúcidos, é muito importante distinguir se você está num sonho ou está acordado. No sonho lúcido, pode ser que você tenha um momento em que nitidamente está na realidade de vigília, quando na verdade está na realidade onírica, principalmente porque os sonhos podem parecer muito reais.

Algumas formas de descobrir se a pessoa está sonhando ou acordada são:

Induza a mente checar o estado de realidade – um exemplo é tentar ler um pedaço de papel. Se for muito difícil, apesar de toda a sua habilidade, você está sonhando. Quando a mente passa a checar a realidade, ela passa a distinguir sonho e vigília.

Faça testes de realidade – tente verificar se as coisas estão “normais”. Por exemplo, você acordou e está saindo para o trabalho, quando na verdade está em férias. Tente trazer esse fato à memória e perceba que está sonhando.

Verifique o ambiente – observe o ambiente e tente checar se não há nele algum indício de algo inexistente anteriormente ou fora do lugar. Por exemplo, não havia uma varanda no prédio onde você mora, há uma janela onde antes era uma porta ou as paredes não estavam na cor vermelha.

Observe as pessoas a sua volta – verifique se as pessoas que estão na cena já não são falecidas, totalmente desconhecidas ou muito diferentes do que normalmente aparentam, por exemplo, mais magras, mais altas, mais jovens.

Olhe para você mesmo – identifique possíveis mudanças na sua aparência que tenham ocorrido rápido demais, por exemplo, os cabelos se tornaram longos ou esbranquiçados, você não consegue enxergar os pés ou as mãos.

Teste a si próprio – se você conseguir num pequeno pulo ter um impulso a ponto de sair voando, você está sonhando!

É possível controlar os sonhos?

Mulher dormindo na cama
Monkey Business Images / Canva

Segundo os especialistas no assunto, é possível controlar os sonhos, definindo o enredo, as pessoas que farão parte dele, os cenários, enfim, escolhendo os rumos para eles, desde que se tenha sonhos lúcidos.

Controlar os sonhos é uma ferramenta que traz alguns benefícios:

  • Permite evitar os pesadelos ou os sonhos ruins persistentes, colaborando para dormir melhor;
  • Melhora a resolução de problemas;
  • Colabora nos processos de cura e na defesa da saúde, segundo o Dr. Dennis Jaffe e Dr. David Bresler;
  • Possibilita crescimento psicológico, porque facilita a aceitação e integração de aspectos reprimidos da personalidade;
  • Reduz a ansiedade;
  • Estimula a autoconfiança;
  • Melhora a autoestima;
  • Satisfaz os desejos, entre outros.

Como controlar o que acontece nos sonhos?

Para controlar o que acontece nos sonhos é preciso dominar as técnicas para ter sonhos lúcidos. Para isso, as melhores alternativas são:

  • Fazer um diário para anotar os sonhos, o que incentiva a lembrar deles;
  • Perguntar, quando estiver acordado, “Isso é um sonho?” como vimos anteriormente, pois ajuda a criar a transposição da lucidez da realidade para o sonho;
  • Identificar o que é sonho. Se você tentar ler um livro e não conseguir, mesmo tendo condições para tal, você está num sonho. Essa identificação passa a ser inconsciente, necessária quando você desejar controlar o que acontece nele;
  • Redistribuir o sono, dormindo durante seis horas, acordando, andando pela casa e voltando a dormir mais duas horas.

Há riscos em ter sonhos lúcidos?

Não há riscos em ter sonhos lúcidos. Eles são um exercício de controle e uma forma de explorar a mente para obter autoconhecimento, se tornar alguém melhor, para resolver as próprias mágoas e para evoluir na vida desperta.

Durante o processo de sonho lúcido, o que pode ocorrer é a chamada paralisia do sono, que dá a sensação desagradável e até desesperadora de que você não consegue mexer o corpo antes de acordar, porém é passageira e absolutamente normal.

Como ter bons sonhos na hora de dormir?

Você pode sonhar com o que quiser, por meio da prática do sonho lúcido e ter sempre bons sonhos, inclusive mobilizando a mente para eles, antes mesmo de dormir. Veja algumas dicas:

Homem dormindo na cama
Lucas Andrade / Pexels / Canva
  • Ir para a cama mais cedo, pois isso eleva o padrão REM;
  • Controlar a alimentação, evitando cafeína, bebidas alcoólicas (prejudicam o controle dos sonhos) e açúcar (pode atrapalhar o sono, por ser estimulante);
  • Evitar situações de estresse, buscar formas de relaxamento ou realizar exercícios físicos (com antecedência de pelo menos uma hora antes de dormir);
  • Criar uma ambientação com música suave, leitura de um livro, consumo de um chá de camomila ou de erva-doce;
  • Evitar ver imagens violentas ou assustadoras;
  • Desligar os estímulos visuais e sonoros de aparelhos eletrônicos;
  • Consumir alimentos ricos em melatonina (hormônio capaz de potencializar o sono REM), presente nas amêndoas, sementes de girassol, no rabanete, no arroz, na banana, etc.

É possível dormir e não sonhar?

Só é possível não sonhar quando se dorme se houver algum distúrbio do sono, de forma a não se atingir a plenitude do ciclo de sono ou tê-lo interrompido várias vezes, com redução da fase REM, o que pode gerar dificuldades de concentração e problemas de atenção.

Numa noite de sono regular, todos sonham. Ocorre, porém, que nem sempre nos lembramos dos sonhos, dependendo do momento em que despertamos. Se acordarmos logo depois da fase REM teremos uma plena lembrança dos nossos sonhos. No entanto, se acordarmos numa fase posterior teremos mais dificuldade, pois as imagens dos sonhos a que temos acesso pertencem à memória de curto prazo e se perdem com facilidade.

O sonho lúcido provoca acordar imediatamente à fase REM, permitindo lembrar dos sonhos mais facilmente, importante passo para depois se sonhar com o que quiser.

Para Carl Jung, “a função geral dos sonhos é tentar restabelecer a nossa balança psicológica, produzindo um material onírico que reconstitui, de maneira sutil, o equilíbrio psíquico total”, portanto eles são fundamentais para a saúde mental.

Como vimos, o controle dos sonhos é possível e representa uma ferramenta de crescimento pessoal. Seguir as dicas para atingir um sono mais tranquilo e realizar exercícios para atingir o estado de consciência do sonho lúcido, de forma perseverante, pode apoiar a nossa saúde integral e nos trazer melhor qualidade de vida. Pense sobre essa prática e descubra que a mente é muito poderosa. Faça bom uso dela!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br