Educação

Como ter foco para os estudos: 4 passos

Homem sentado em uma biblioteca, estudando.
123RF/Wavebreak Media Ltd
Eliuse Silva
Escrito por Eliuse Silva

Talvez você já tenha vivenciado a seguinte situação: muitos assuntos para estudar da faculdade, computador ligado, WhatsApp sinalizando mensagens novas, gente da família querendo falar contigo e você completamente atordoado sem saber por onde começar a estudar.

Estudos revelam que mais de 60% dos brasileiros vivenciam o mal da perda de foco. E isso não é diferente com os estudantes universitários. Mas o que é mesmo o foco?

Se imagine olhando por uma fechadura (daquelas de porta antiga, que têm um buraco no meio). Você só consegue ver o que está exatamente à sua frente e não tem como escolher olhar um pouco para o lado, porque não consegue ver mais nada. Só aquilo mesmo que está à sua frente.

Esse olhar para um ponto específico sem se distrair com mais nada é o foco. É para onde se dirige sua atenção e o que você tem clareza de estar vendo.

É muito comum ao longo da vida universitária se perder o foco, seja na graduação ou mesmo no mestrado ou doutorado. Como a jornada é longa, é comum esquecer por que se está ali estudando. Daí o curso passa a ser um tremendo sacrifício.

Para superar isso, aqui estão algumas estratégias:

Pessoa sentada em uma mesa com um computador e cadernos, estudando
Unsplash/Avel Chuklanov

1. Estabeleça com clareza o que você quer alcançar com seu curso. Não se trata apenas de ter uma graduação ou um título de mestre ou doutor, por exemplo, mas o que isso vai proporcionar à sua vida. É fundamental ter em mente por que você está ali fazendo aquele curso. Concentre-se na sua motivação para realizar as muitas tarefas acadêmicas.

2. Transforme seus sonhos em metas, em pequenos objetivos, em algo palpável, quantificável, com data definida para atingir.

Você também pode gostar

3. Coloque suas metas ao alcance de seus olhos e visualize todos os dias para que isso se transforme em algo que te impulsione e te ajude a se manter focado.

4. Por fim, estabeleça prioridades e domine seu pensamento para fazer o que precisa ser feito e não o que sua mente acha que quer fazer. Declare diariamente “Eu sei aonde quero chegar e o que preciso fazer”, e simplesmente faça!

Pessoa escrevendo em folhas de papel com uma lapiseira.

O foco sempre tem alguns parceiros de caminhada: clareza, atitude, consistência e disciplina. Algum deles está faltando para você?! Se sim, trace novas formas de pensar e agir… e siga em frente!

Como disse Franklin Roosevelt: “Vamos começar fazendo o necessário, depois o difícil e a certa altura nos veremos fazendo o impossível”. É isso aí…

Sobre o autor

Eliuse Silva

Eliuse Silva

Nascida e residente na Bahia, carrego a alegria de minha gente e o jeito espontâneo de se expressar. Realizo-me profissionalmente como Professora Universitária e como Coach em Comunicação Harmônica e em Oratória.

Licenciada em Letras e mestra em Linguística, sou uma apaixonada pela linguagem, pelas formas de interação e pelo contínuo desenvolvimento do ser humano, seja pessoal ou profissional. Acredito que somos seres múltiplos e inacabados, em constante transformação e potencialização.

Por isso, venho mesclando estudos relativos a autoconhecimento, autodomínio emocional e comunicação intra e interpessoal. E, dessa simbiose, nasceu o Projeto Oratória Mestra, através do qual ofereço cursos presenciais e online em Comunicação Compassiva e em Oratória Emocional, provocando a expressão autêntica e autônoma de cada participante.

Email: [email protected]
Facebook: eliusesilva.oratoria
Instagram: @eliusesilva_om
YouTube: eliusesilva