Educação Meditação

Meditações pré-vestibular

“Eu preciso passar no vestibular”. O sonho da faculdade, a necessidade de uma bolsa de estudos, a pressão familiar e a urgência em começar uma carreira são alguns dos motivos que levam os estudantes a pensarem no Enem e em outras provas de ingresso ao ensino superior como a chance de suas vidas.

Com isso, o nervosismo bate à porta. Na preparação para o vestibular, há o medo de estar atrasado em relação aos concorrentes e a dificuldade de se organizar nos estudos. Especialmente para os alunos em situação de vulnerabilidade, o vestibular é encarado como “tudo ou nada”.

Por isso a cabeça fica cheia e muitos estudantes desenvolvem estresse e ansiedade no período que antecede as provas. Apesar de ser comum, essa sensação acaba atrapalhando ainda mais a performance do candidato. Nessas horas, uma opção é investir em meditações pré-vestibular para garantir foco e tranquilidade.

Como? Continue lendo e descubra!

Por que fazer meditações pré-vestibular?

Uma mulher branca meditando sobre uma cama num quarto.
Andrea Piacquadio / Pexels

Toda a pressão colocada sobre os ombros dos estudantes antes do Enem e das provas de ingresso em faculdades públicas e privadas causam um sentimento profundo de irritação e ansiedade, já que eles ficam muito preocupados com o futuro e não conseguem se concentrar plenamente no presente.

“E se eu não passar?”, “E se eu não conseguir fazer a prova?”, “E se eu me atrasar no dia?” são algumas das questões que tiram o sono dos alunos.

Mas como a meditação pode ajudar no pré-vestibular? De várias maneiras! As técnicas de relaxamento tendem a amenizar e até eliminar o nervosismo, auxiliando o aluno a focar no aqui e no agora, controlar os próprios medos e desenvolver o autoconhecimento. Confira abaixo algumas das vantagens de incluir essa prática no seu dia a dia!

Benefícios da meditação para os estudos

Para ter uma ideia de tudo que a meditação pode proporcionar aos estudantes que estão se preparando para entrar na faculdade, separamos alguns dos principais benefícios da meditação:

Uma mulher asiática fazendo anotações em um caderno. Em sua mesa, outro caderno e um notebook. Ela sorri e usa fones de ouvido.
Zen Chung / Pexels
  • Aumenta a produtividade e o foco em várias tarefas simultâneas;
  • Amplia o autoconhecimento e a autoestima, auxiliando na tomada de decisões;
  • Melhora a memória e a atenção;
  • Controla o nervosismo;
  • Diminui o estresse (até quando a pessoa não está meditando);
  • Reduz o risco de desenvolver depressão, ansiedade e outros transtornos, especialmente quando realizada com frequência;
  • Melhora a qualidade de sono, fazendo com que o aluno acorde disposto e com mais energia;
  • Desenvolve resistência física e mental a situações de estresse;
  • Dá a sensação de calma e equilíbrio.

Dicas para estudantes que querem começar a meditar

Beleza, agora que você já viu o que as meditações pré-vestibular podem proporcionar, surge a pergunta: por onde eu começo? É simples! Acompanhe o passo a passo:

1 – Escolha o tipo de meditação que mais tem a ver com você

Existem muitos modelos de meditação, cada um voltado para objetivos específicos. Antes de começar, você pode realizar uma pesquisa na internet e descobrir aquela que mais combina com a sua rotina de estudos.

A técnica mindfulness, por exemplo, busca trazer a pessoa para o presente, desenvolvendo a atenção plena no momento atual — e não no futuro ou no que ainda nem aconteceu. São vários os estudos que comprovam os benefícios dessa técnica para os alunos.

Um homem realizando um movimento de tai ji quan/tai chi chuan.
franciscojcesar / Pixabay

Mas se esse modelo não te parecer muito convidativo, há também o yoga, o tai chi, o qi gong, a meditação guiada e muitos outros. Que tal se informar um pouco mais sobre cada um deles?

2 – Descubra o melhor horário para você

Uma vez escolhido o tipo de meditação, o que você vai fazer é definir um horário para praticá-la. Tenha em mente que essa técnica exige concentração, então não é legal que seja feita antes de compromissos importantes.

O mais recomendado é que a meditação aconteça em um horário livre de outras preocupações, de preferência quando o corpo estiver mais relaxado. O que acha de fazê-la logo ao acordar, depois do banho ou um pouco antes de dormir?

Faça testes e encontre o horário que melhor se encaixe na sua rotina.

3 – Escolha um ambiente agradável

Além de um local confortável, você precisa achar um cantinho livre de interferências externas, como o barulho de aparelhos domésticos, da rua ou de pessoas conversando. Um lugar menos frequentado e mais silencioso é o ideal, principalmente para quem está começando.

Uma mulher meditando num parque repleto de zonas verdes. Ao fundo, desfocado, um lago.
Binja69 / Pixabay

4 – Encontre uma posição aconchegante

Procure diferentes posições até achar aquela em que se sente mais relaxado. Uma opção é a posição lótus, em que a pessoa fica com as pernas cruzadas e as costas retas. Deitar também é válido, mas a escolha deve ser revisada se sentir sono.

As roupas também interferem no conforto, então priorize peças largas e leves.

5 – Pratique um aquecimento

No início, é difícil concentrar-se rapidamente na meditação. Isso é normal e tem a ver com a quantidade de estímulos externos aos quais estamos sujeitos, especialmente na véspera dos vestibulares. Alongamentos, músicas suaves, incensos e outras atividades simples que sejam do seu agrado podem ajudar.

Um homem de boné preto e camiseta vermelha com o rosto fazendo frente ao sol. Ele parece suspirar.
Kelvin Valerio / Pexels

6 – Controle o ritmo da respiração

Nas primeiras vezes, os pensamentos podem divagar e atrapalhar a concentração. Não se preocupe e tente focar na própria respiração, atentando-se ao movimento do nariz ou do peito. O objetivo é esvaziar a mente e aproveitar o completo relaxamento.

7 – Tenha paciência e pratique até dar certo!

A meditação é um processo diário e, assim como os estudos para o vestibular, exige prática, prática e mais prática. Não desamine logo nas primeiras tentativas e procure ajuda com quem já faz se achar necessário.

Você também pode gostar

Como vimos, as meditações pré-vestibular promovem vários benefícios aos estudantes. Estes podem aproveitar a técnica para fazerem a prova mais relaxados e conscientes do seu potencial. Mas, se mesmo assim a tão sonhada classificação não vier, lembre-se que isso não é o fim do mundo. Outras chances surgirão. Você vai conseguir!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br