Convivendo Relacionamentos

A confiança quebrada pode ser restaurada?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
 dizia o velho ditado que uma vez quebrada, a confiança jamais pode ser resgatada. Mas será que é assim mesmo? Talvez os mais antigos e/ou os mais rígidos realmente pensem dessa maneira, mas acredito que, apesar de não ser uma tarefa fácil, é possível sim resgatar a confiança em alguém — desde que os dois lados envolvidos se mostrem dispostos e trabalhem pra isso.

Quando confiamos em alguém tendemos a ter uma crença de que nunca seremos decepcionados por aquela pessoa, porém, todos somos humanos e passíveis de erros.

O erro da confiança cega, por si só, já é um bem grande.

É preciso sempre se ter um pé atrás e não depositar todas as suas fichas em alguém, porque nem mesmo a própria pessoa é capaz de responder pela totalidade de seus atos. Somos volúveis, inconstantes e podemos mudar de acordo com os estímulos que recebermos. Logo, quebrar a confiança de alguém, infelizmente, é uma coisa que pode acontecer frequentemente.

O que cabe avaliar é o que exatamente você nomearia como quebra de confiança. Afinal, dependendo da relação que se tem com o indivíduo existe um tipo de confiança diferente. Em casos em que temos envolvimento amoroso ou afetuoso de qualquer tipo com a pessoa, a quebra de confiança costuma ser bem mais dolorosa.

Uma traição, por exemplo, é uma das quebras de confiança mais difíceis de se passar por cima. Já um relacionamento apenas profissional, onde o erro seria um “passar pra trás” no trabalho ou a omissão de alguma informação, a quebra de confiança tende a ser vista como um erro corriqueiro e pode ser mais facilmente resgatada.

Muito da confiança que perdemos nas pessoas acaba sendo nossa própria culpa. Afinal, depende da expectativa que criamos em cima de algum relacionamento. Sem expectativas, sem sofrimento, mas também sem muita entrega.

Uma vez que a confiança é quebrada é preciso muita conversa e acordo entre as partes envolvidas. É preciso que a parte afetada esteja disposta a deixar o passado no passado e recomeçar do zero, mas também é necessário que a parte que traiu a confiança se mostre arrependida e se esforce para reconquistar a fé da outra pessoa em si.

É um trabalho que deve ser feito em dupla e com muito zelo para que dê certo. Não é fácil, mas é possível. Avalie o caso em que está envolvido e decida o melhor a se fazer, já que em alguns casos é realmente mais indicado apenas seguir em frente.


Texto escrito por Laís Mori Neri Silva da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]