Autoconhecimento

Conhecendo a biografia humana

Bruna Rei Freitas
Escrito por Bruna Rei Freitas

A metodologia do trabalho biográfico baseia-se na Antroposofia de Rudolf Steiner. Este método se vale da atenção de Goethe aos fenômenos, onde a observação específica dos acontecimentos de nossa vida faz com que criemos uma visão global da mesma. Com essa visão panorâmica torna-se possível mudar algumas situações repetitivas em nós mesmos, como também redirecionar algumas atividades rotineiras e até mesmo mudar metas para atuarmos positivamente em nós mesmos.

A identificação e a contextualização da fase do biográfico em que o indivíduo se encontra auxilia  no processo de desenvolvimento que permeia a trajetória humana. Pode-se chamar este processo como a arte do encontro, pois possibilita o indivíduo ir ao encontro dele mesmo em um processo de auto conhecimento.

Para isso o Biográfico dentro da Antroposofia realiza este processo através de setênios, ou seja, analisa-se o percurso humano dividido a cada sete anos.

Nesse primeiro artigo, vamos tratar dos seguintes setênios:

  • de 0 a 7 anos
  • de 7 a 14 anos
  • de 14 a 21 anos
  • de 21 a 28 anos
  • de 28 a 35 anos
0-7 anos

Esta fase revela a constituição física que o indivíduo terá bem como algumas características peculiares desenvolvidas durante seu crescimento.

Neste setênio a criança precisa vivenciar que o mundo é bom, um ótimo lugar para se crescer. É neste momento que se faz necessário a imposição de limites e obstáculos, a fim de proporcionar segurança para crescer aos poucos como também incitá-la a transpor  as barreiras.

Esta fase do desenvolvimento é crucial para o desenvolvimento do ser humano, pois é na maneira como a criança desenvolve o andar que determinará a maneira como o adulto conseguirá se erguer sobre ele mesmo para seguir adiante; a maneira como ocorre o desenvolvimento da fala é que indicará a forma como  ele se relacionará com o outro e a maneira como ele irá externalizar seus sentimentos. E o início de seu pensar é que faz com que o indivíduo se insira no mundo. É muito importante a criança se sentir parte do mundo, pois será o momento onde ela se reconhecerá enquanto ser humano.

shutterstock_245118295

7 – 14 anos

Neste setênio surge o temperamento que irá se sobrepor à constituição do setênio anterior, ou seja, sua individuação fica cada vez mais forte juntamente com sua personalidade.

Nesta fase o ideal é a criança ser ensinada de que o mundo é belo independente da situação em que se vive, pois o importante está no indivíduo que atua no mundo e não o contrário.

Esse ensinamento será muito importante para seu desenvolvimento no momento de sua interação com o mundo, mostrando a possibilidade de amor ao próximo, pois o que ele precisa está dentro dele.

14 – 21 anos

Neste setênio ocorre o desenvolvimento do caráter.

É nesta fase que o adolescente percebe que pode gerar outro ser humano, que já possui capacidade de arcar sobre suas responsabilidades.

É no decorrer desta fase que há o entendimento da lógica que envolve a vida; é onde precisa buscar a correspondência de seus ideais no mundo. É a fase que o indivíduo precisa desenvolver uma grande força interior para se livrar dos aprisionamentos de sua criação que durante seu crescimento não possui sentido.

É muito importante o aprendizado de que o mundo é verdadeiro, que as ações transmitidas nele são reflexos da sociedade para auxiliar na compreensão da lógica que envolve o mundo, bem como a maneira de atuar no mesmo.

21- 28 anos

Nesta etapa ocorre o desenvolvimento da alma da sensação; os sentidos querem experimentar tudo, criar experiência.

Os valores familiares se não aceitos por medo do aprisionamento, geram a busca pelas próprias experiências, pois nas fases anteriores o conceito de bom, belo e  verdadeiro não foi compreendido e aceito.

Esta experimentação se em conformidade com as fases anteriores representa uma grande oportunidade na descoberta dos próprios potenciais, porém se o oposto permanecer pode gerar alienação, dúvidas, não comprometimento com seus ideais como também o grande risco de se perder em suas experiências sem encontrar o grande propósito de sua busca.

Este setênio é muito importante, pois é nele que se inicia a construção dos ideais, a criação de novos horizontes para se percorrer.
É neste momento que o final da adolescência e o início da fase adulta permite sustentação, a interação com o mundo e a ação de trazer algo do mundo dentro de si.

Este processo durará até os 27 anos, que dependendo da maneira como foi sentido, experenciado e compreendido auxiliará  na “Crise dos 28 anos”. É neste momento que o recém adulto olha para trás em seu desenvolvimento e avalia seus ideais, quanto destes conseguiu direcionar e até mesmo concretizar. E após esta primeira crise de consciência que determinará as futuras ações de sua vida; onde o resultado desta reflexão poderá gerar quadros produtivos ou patológicos.

28 – 35 anos

Chama-se esta fase de alma da razão e da índole.

Após a primeira crise, vivencia-se ao máximo aquilo que foi criado para ser vivido nesses 28 anos. É o momento do questionamento: “O passado me trouxe até aqui, mas será que me sustenta até o futuro?”.

Neste setênio é muito comum ocorrer mudanças significativas, como mudança de emprego, escolha de uma nova profissão. É o grande momento de tomar a vida nas próprias mão e assumir as consequências dos próprios atos. Ocorre uma resignificação do próprio indivíduo que o direcionará a seu “novo futuro”. Geralmente se faz necessário um acompanhamento profissional nesta fase, pois é bem comum a perda da própria identidade pela resignificação onde poderá gerar danos para as próximas fases do desenvolvimento.

Sobre o autor

Bruna Rei Freitas

Bruna Rei Freitas

Com uma vasta experiência na área da saúde, é formada desde 2009 pela Universidade Anhembi Morumbi em Naturologia e graduação modulada em Fitoterapia. Possui pós graduação em Medicina Ayurvédica pelo Instituto Naradeva Shala, curso de extensão universitária em Avaliação e Tratamento Interdisciplinar em Dor pela USP, além de cursos de extensão universitária em Iridologia, Terapia Floral e Antroposofia.

E-mail: [email protected]
Telefone: 11 98307-0834
Site: www.espaconaturezahumana.com.br