Autoconhecimento Comportamento Psicologia

Crise de ansiedade

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Uma pessoa que está passando por um tratamento psicológico talvez já tenha ouvido falar sobre crise de ansiedade. Alguém que experiencia momentos de nervosismo e angústia com frequência, mas não está se consultando com um(a) psicólogo(a), pode ter deparado com essa expressão durante uma tentativa de entender o que estava acontecendo com o próprio corpo em um momento de tensão.

Embora o termo crise de ansiedade esteja disseminado na internet, é importante compreender o que causa esse evento, a diferença entre crise de ansiedade e ataque de pânico e qual é a melhor forma de combatê-la, além de entender o que fazer quando sentir que uma crise está começando a tomar conta de você.

Imagem em preto e branco de uma mulher nervosa com as duas mãos sobre o rosto. Ela está gritando.

O que é crise de ansiedade?

A ansiedade é um sentimento vivido por muitas pessoas, quando, por exemplo, elas querem muito que alguma coisa aconteça ou quando se sentem um pouco nervosas sobre um evento que está prestes a acontecer. Essa é a ansiedade comum e saudável, que faz as pessoas dizerem, com uma certa empolgação: “Estou muito ansiosa para esse show/para essa viagem/para esse dia”.

Imagem em preto e branco de uma mulher com as duas mãos sobre os olhos. Ela se encontra cabisbaixa.

Se a ansiedade é um sentimento normal, muitas pessoas podem acreditar que uma crise de ansiedade também é saudável. No entanto há uma diferença fundamental entre as duas coisas: a intensidade da emoção. Uma crise de ansiedade é caracterizada por uma ansiedade exagerada e incapacitante, que faz uma pessoa só conseguir pensar sobre a situação que a está deixando ansiosa.

Muitas vezes, a crise de ansiedade acontece quando uma pessoa está com dúvidas em relação ao futuro, por exemplo, preocupando-se até mesmo com um evento desconhecido. A crise de ansiedade ainda traz sensações físicas que estão ausentes em uma situação de ansiedade comum.

Sintomas da crise de ansiedade

Para identificar com precisão uma crise de ansiedade, basta reconhecer os sintomas desse problema e, em seguida, procurar um(a) profissional da saúde. Lembre que o autodiagnóstico nunca terá a assertividade de um diagnóstico profissional. Em se tratando de uma perturbação psicológica, o acompanhamento médico é o único capaz de fornecer os meios para um tratamento adequado.

Imagem em preto e branco com uma  mulher com as mãos sobre os ouvidos e gritando. Ao lado dela temos suas sombras. Uma das sombras está com a mão na boca e a outra sombra pensativa.

As sensações que uma crise de ansiedade causam são: preocupação excessiva com o futuro e sofrimento por antecipação. Mesmo que uma pessoa não saiba o que vai acontecer, ela imagina que será algo ruim. Por esse mesmo motivo, essas sensações são acompanhadas de um medo intenso, que pode culminar em respiração ofegante por causa de falta de ar.

Se esses sintomas são familiares para você, é provável que você precise de acompanhamento médico. Busque ajuda de profissionais que estudaram para te auxiliar e para te atender, melhorando a sua qualidade de vida e permitindo que você viva mais no presente e menos no futuro.

Causas da crise de ansiedade

A crise de ansiedade é frequente em uma pessoa que sofre de transtorno de ansiedade. Essa doença mental acomete pessoas que viveram uma situação traumática no passado ou que estão em uma situação de tensão, pressão e nervosismo no presente. Uma das formas de iniciar o tratamento, inclusive, é por meio da identificação da causa da crise de ansiedade.

Imagem em preto e branco de um homem, estressado. Ele está com as duas mãos sobre o rosto, em cima dos olhos, perto da cabeça.

Somente com auxílio profissional é possível definir o que causa a crise de ansiedade em cada pessoa. Uma situação traumática para alguém pode ser irrelevante para outrem, então é difícil elaborar uma regra que caracterize uma só causa para a crise de ansiedade. O acompanhamento psicológico é essencial e fundamental nesse processo.

Crise de ansiedade ou ataque de pânico?

É comum que muitas pessoas confundam a crise de ansiedade com o ataque de pânico. No entanto é necessário compreender que são dois eventos diferentes dentro de um quadro de ansiedade. Em primeiro lugar, a crise de ansiedade é um quadro mais estável, sem picos de estresse e de agitação. A preocupação que a pessoa sente é persistente e provoca menos sinais físicos do que o ataque de pânico.

Você também pode gostar

Um ataque de pânico acontece de forma inesperada ou quando uma pessoa é submetida a uma situação desagradável. O ataque dura de cinco a quinze minutos, mas causa aceleração dos batimentos cardíacos, tontura, falta de ar, boca seca, calafrio ou ondas de calor e tremores. Além disso, a pessoa sente medo por algo que ela acredita que pode acontecer, como morrer naquele exato momento.

Para identificar se você sofre de ataque de pânico ou de crise de ansiedade, é preciso marcar uma consulta com um(a) psicólogo. Tanto o diagnóstico quanto as causas e os tratamentos para qualquer uma dessas doenças só podem ser obtidos por um(a) profissional da saúde.

Crise de ansiedade tem cura?

A cura para a crise de ansiedade existe, mas depende de um tratamento conduzido por um(a) psicólogo(a) ou psiquiatra. Qualquer medicamento só pode ser vendido e consumido com receita médica, então é importante buscar esse tipo de auxílio se você sente que sofre com esses problemas.

Imagem em preto e branco de um homem agachado, trsite e com uma das mãos sobre a cabeça.

O que fazer durante uma crise de ansiedade?

Ainda que o tratamento para a crise de ansiedade deva acontecer com o intermédio de um(a) psicólogo(a), existem algumas formas de amenizar os sintomas em um momento de muita tensão e de muito estresse. Isso não substitui a necessidade de buscar auxílio profissional.

O que pode te ajudar durante uma crise de ansiedade é realizar uma atividade que te distraia dos seus pensamentos. Respirar fundo, ler um livro, fazer alongamento, imaginar-se em um lugar tranquilo e bonito, por exemplo, são formas de aliviar a tensão.

Para melhorar os pensamentos negativos que uma pessoa tem durante uma crise de ansiedade, é importante procurar lembranças positivas, estar ao lado de quem ama, analisar os aspectos bons e simples da vida, como ter pessoas que querem o seu bem, independentemente o que aconteça.

Imagem em preto e branco de uma mulher encostada com a cara na parede e com uma das mãos fazendo um sinal de pare.

Outra forma de relaxar em uma crise de ansiedade é beber água ou comer chocolate. A água vai ajudar a regular a respiração e a acalmar a pessoa, enquanto o chocolate vai estimular a liberação de serotonina, o hormônio que traz uma sensação de felicidade.

Quando esse momento ruim passar, lembre de procurar auxílio médico para que a crise de ansiedade não permaneça nos seus pensamentos e nas suas ações.

Onde pode encontrar ajuda psicológica?

Para um atendimento psicológico gratuito, você pode buscar o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) mais próximo do local onde você mora. O serviço é fornecido pelo governo federal e atende cidades com um mínimo de quinze mil habitantes.

No entanto você pode buscar os(as) profissionais que o seu plano de saúde cobre ou até mesmo profissionais que têm um consultório próprio e que fazem as consultas de forma independente. É importante que você dê atenção para a crise de ansiedade, considerando que ela é um problema de saúde a ser tratado.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]