Autoconhecimento

Deixe a vida surpreendê-lo todos os dias

Adult tourist in black sit on cliff's edge. Man enjoying morning and looking to orange daybreak at misty horizon
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Com a rotina cada vez mais atribulada e esgotante, dividida basicamente entre dormir, trabalhar e outras coisas que você consegue ter disposição para fazer quando não está dormindo ou trabalhando, fica difícil experimentar coisas diferentes. Se já temos tão pouco tempo para dedicarmos a nós próprios e ao que nos faz feliz, então para que desperdiçar essas preciosas horas, talvez minutos, tentando fazer novas descobertas que podem não agradar?

Você pode não concordar e até criticar essa ideologia, mas não pode negar que é extremamente sensato. Afinal por que experimentar peixe cru da sofisticada comida japonesa, por exemplo, pagar caro e correr o risco de não gostar, sendo que está bem ao seu alcance aquela deliciosa lasanha, a sua comida favorita? Para que trocar o certo pelo duvidoso? Se ficarmos estagnados nessa filosofia, muito provavelmente a sociedade teria estagnado na primeira caverna quentinha que encontrou na pré-história.

Vamos admitir que a gente não precisa voltar tanto no tempo. Como dito no primeiro parágrafo, a rotina por si só já nos propicia a criação de nossas “cavernas” em nossas vidas. Aí vai de cada um querer se acomodar na própria caverna, trabalhar para transformá-la ou explorar outras cavernas.

Não é preciso ir, literalmente, explorar uma caverna no meio da floresta para fazer alguma coisa inovadora. É verdade que se você tiver dinheiro tudo fica mais fácil: salte de paraquedas, faça uma viagem, comece um curso novo, compre um videogame e uma série de outras facilidades mais ou menos inovadoras que o poder aquisitivo pode propiciar. Mas, felizmente, novas descobertas não são restritas somente para as pessoas que têm dinheiro, portanto é possível a todos nós.

Você pode ler um novo livro, realizar um passeio no parque, visitar um velho amigo, pintar a sua casa ou uma série de outras coisas que você deixou de fazer por uma série de fatores, que podem ir desde a impossibilidade de tempo da rotina ou aquela preguiça básica que todos nós temos. Mas você também pode realizar mudanças em outro segmento e que afetam diretamente todos os outros, na atitude.

Se tiver algum medo, enfrente! Se tiver algum problema, resolva! Se tiver algum inimigo, torne-o um amigo. Por mais que você possa comprar um videogame para dar mais emoção para a sua vida, o verdadeiro controle está na sua mão.


  • Texto escrito por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br