Autoconhecimento Psicologia

Depressão: quando a alma chora!

Iara Ponce Casal
Escrito por Iara Ponce Casal

Quando pensamos em depressão, já imaginamos aquela pessoa triste, jogada em um sofá, por dias sem tomar banho ou pentear os cabelos. Fiquem atentos, a depressão nem sempre se apresenta de maneira tão clássica e explícita. Essa doença pode “habitar a alma” de uma pessoa, por anos, sem que nem ela mesma, possa entender o que está acontecendo. São muitas armadilhas, muitas formas desconhecidas de invadir a pessoa e, roubar sua alegria, seu brilho e sua vontade de viver!

Depressão é doença e, não bastasse toda a dificuldade de perceber a existência dela, ainda tem a segunda parte, talvez a pior, a não aceitação da doença pela própria pessoa deprimida e das pessoas que a cercam.

Em uma sociedade, onde se valoriza assustadoramente, aquele indivíduo que cumpre uma agenda cada dia mais preenchida, será que temos alguma chance de perceber quando algo não vai bem em nossa vida, ou na de um conhecido?

Existe um limite entre tristeza e depressão. A tristeza faz parte da vida, a depressão não! Mas, como identificar a presença deste mal?

Muitos são os sintomas, mas vamos ficar atentos há pelo menos três. A presença deles é a certeza de que algo vai mal e vai na direção desta doença.

– Instabilidade de Humor

A pessoa não fica necessariamente triste, ela também pode apresentar irritabilidade ou desinteresse por quase tudo;

– Diminuição de Energia

Cansaço permanente, ou apenas pela manhã, preguiça e, até mesmo desinteresse total pela vida;

– Indisposição Social

A pessoa passa a não sentir prazer em seus contatos sociais, se isola, passa a evitar situações onde pensa que poderá ser questionada sobre o que está acontecendo. Isto passa a ser uma bola de neve, pois, quanto mais a pessoa se isola, mais as pessoas irão perceber seu isolamento e, mais curiosas a respeito vão ficar. Sabendo disso a pessoa evita cada vez mais esse contato, seja com familiares ou amigos. Desta forma, o prazer pela vida, vai se esvaziando e a tristeza tomando conta e, é neste momento que a “alma chora”.

shutterstock_289596209

A pessoa é tomada por sentimentos, na maioria das vezes, inexplicáveis! Costumo dizer aos meus clientes, com depressão, que só sabe o tamanho desta dor, quem já passou ou está passando por isso e nós, que estudamos e dedicamos nossa vida toda a entender esta doença.

Outros sintomas também estão presentes como, falta ou excesso de apetite com consequente perda ou ganho de peso. Perda ou excesso de sono, entre outros.

Ao reconhecer um destes sintomas em você, ou em alguém que você conhece, não fique parado, busque ajuda, fale com a pessoa, não tenha medo! Isto será a diferença entre viver e morrer. Isso mesmo, a depressão apresenta muitos riscos e, um deles é o suicídio, assim como várias outras doenças como as circulatórias e as do coração!

O tratamento é feito através de remédios e psicoterapia, ambos sempre juntos!

Busque um médico psiquiatra e um psicólogo e, lembre-se: Tem solução!

Sobre o autor

Iara Ponce Casal

Iara Ponce Casal

Psicóloga, com 21 anos de experiência clínica. Especialista em Terapia Familiar e Abordagem Sistêmica pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), com ênfase em Psico-Oncologia e Ansiedade. Atua em consultório particular em São Caetano do Sul (SP) desde 1994. Além do atendimento clínico, ministra palestras, cursos, workshops e também programas para valorização da Autoestima feminina, imagens mentais e grupos específicos, visando o tema ansiedade e estresse.

Telefone: 11 4229-4132
WhatsApp: 11 9.9153-4128
Consultório: R. Marechal Deodoro, 727, B. Sta. paula - SCSul
Blog: www.iaraponcecasal.blogspot.com
Facebook: ESATI Espaço Sistêmico Aberto de Terapias Integradas