Convivendo Cristianismo Espiritualidade

Dia Mundial da Paz: fé, paz e esperança para 2021

Número 2021 com uma pessoa de braços erguidos substituindo o número 1
Gece33 / Getty Images Signature / Canva
Escrito por Luis Lemos

Na expectativa de dias melhores, de um tempo de cura para o coronavírus, de dádivas celestiais, é que iniciamos esse aguardadíssimo ano de 2021. De minha parte, espero e confio em Deus que o ano de 2021, que se inicia hoje, será de vitória para todo o povo brasileiro.

O ano de 2021 será de prosperidade e fartura inimagináveis, tão mais rico e tão mais abundante do que todos os anos que já passaram. No entanto, para sermos merecedores de tais graças e desígnios, é fundamental que tenhamos fé em Nosso Senhor Jesus Cristo.

Só Ele, em sua infinita bondade, que tudo sabe e tudo conhece, pode nos livrar de todos os males vindouros. Com efeito, o Divino Mestre afirmou taxativamente a respeito de Si: “Não julgueis que vim trazer a paz à Terra. Vim trazer não a paz, mas a espada. Eu vim trazer a divisão” (Mt 10, 34-35).

Qual o significado dessas palavras? O que Jesus quis dizer com elas? Em primeiro lugar, não sou teólogo, sou filósofo, e, como tal, a minha fala pode não corresponder à verdade do texto, que exige conhecimento teológico, mesmo assim não me furtarei de opinar.

Silhueta de uma pomba sendo solta sob o pôr do sol
Appfind / Getty Images / Canva

Em segundo lugar, a minha opinião sobre essa passagem bíblica é a seguinte: Jesus, ao pronunciar tal sentença, está querendo separar os bons dos maus. “Quem não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não colhe, espalha” (Mt 12, 30). É isso!

Em terceiro lugar, quem é do bem sabe que é plenamente possível tonar esse mundo uma imagem da ordem, da harmonia e da beleza perfeitas daqueles que acreditam em Cristo Jesus.

“Multiplicarei o fruto das vossas árvores e as safras dos vossos campos, de tal modo que nunca mais venhais a passar pelo vexame da miséria e da fome diante de todas as nações”

(Ezequiel 36 : 30)
Mãos de pessoas orando sobre a mesa
CongerDesign-509903 / Canva

A paz que Jesus veio trazer ao mundo não é a paz dos mortos, a paz do cemitério. Ele quer que todos nós lutemos por um mundo melhor, que sejamos mais acolhedores, respeitosos, amorosos, fraternos. Somente através da luta, da concórdia, do amor, da paz, da fraternidade, da justiça, do respeito mútuo, construiremos um mundo melhor para todos.

Dessa forma, acreditamos que o ano de 2021 será um ano de redefinição de esperança, união, solidariedade, amizade, fé, companheirismo. Precisamos repensar a nossa vida, como estamos vivendo, como pessoa e como sociedade. Não existe outra saída, o caminho é mesmo o amor, a solidariedade e o respeito mútuo.

Você também pode gostar

Assim, nesse primeiro dia 2021, é interessante você se indagar: como eu vivi o ano que passou? O que falou mais alto em mim: o medo, a angústia, o sofrimento, a solidariedade ou o egoísmo? Eu pensei só em mim, na minha família, ou eu também pensei no outro? O que eu espero desse ano? Quais são os meus planos para 2021? É importante essa autoavaliação porque dela depende o amanhã, o depois de amanhã, a semana seguinte, o mês seguinte, o ano inteiro.

Em suma, a filosofia ensina que os otimistas são mais felizes do que os pessimistas. Com força, fé, coragem e determinação, nós escolhemos o caminho que queremos seguir. Seja forte e construa a sua própria história! Nunca desista dos seus sonhos. Receba essas palavras e procure colocá-las em prática durante todo esse ano de 2021:

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vô-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”

(João 14.27).

Sobre o autor

Luis Lemos

Filósofo, professor universitário e escritor, autor dos livros: O primeiro olhar – A filosofia em contos amazônicos (2010); O segundo olhar – A filosofia em temas amazônicos (2012); O terceiro olhar – A filosofia em lendas amazônicas (2014); O homem religioso - A jornada do ser humano em busca de Deus (2016); Jesus e Ajuricaba na terra das Amazonas - Histórias do universo amazônico (2019).

Email: luisc.lemos@hotmail.com
Instagram: @professorluislemos
Facebook: professorluislemos
Twitter: @luisclsilva
Youtube: Luis Lemos