Convivendo Faça você mesmo Sustentabilidade

Diminuir a temperatura da casa com caixa de leite? Leia mais sobre essa história

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quando o verão se aproxima, é comum começarem as reclamações a respeito do calor. Vale comprar ar condicionado e ligar o ventilador, entre demais alternativas. Algumas regiões do Brasil sofrem com o calor durante o ano todo, como o Nordeste.

E é justamente no Ceará que surgiu uma ideia que vai ajudar a diminuir a temperatura de sua casa. E você sabe com o quê? Com caixas de leite! O projeto foi desenvolvido pelos alunos do Instituto Federal do Ceará (IFCE) de Aracati, a 170 quilômetros de Fortaleza. Para saber mais, leia abaixo!

Ideia sustentável e reciclável

O projeto foi criado pelos irmãos gêmeos Diego e Gabriellen de Vasconcelos. A ideia deles é oferecer uma redução de até oito graus de temperatura em pleno sertão cearense. Isso mesmo! É bastante coisa para regiões que enfrentam por meses temperaturas acima de 30 graus.

Para o Portal Tribuna do Ceará, Diego, que é um dos idealizadores do projeto, disse o seguinte: “Essas caixas possuem seis camadas (duas de alumínio, duas de plásticos e duas de papel), daí a iniciativa consiste em colocar mantas de embalagens Tetra Pak abaixo das telhas e entre os caibros e as ripas (madeiras fixas no teto para segurar o telhado). Com isso, ela tem a propriedade de refletir os raios solares e, consequentemente, diminuir a temperatura do local”, ressaltou.

“As embalagens refletem os raios solares e diminuem a temperatura do local”

Já Gabrielle, irmã de Diego, falou o seguinte sobre o projeto em parceria com o irmão: “Minha mãe é professora de Química, e ela foi preparar uma aula pra utilizar esses materiais com o objetivo de fazer telhas. Percebi, então, que aquilo dava pra fazer um projeto para enviar para as feiras de ciências da região. Já tinha visto algumas pesquisas sobre o assunto e resolvi testar”.

Colocar na prática

Mesmo que no papel a ideia tenha dado certo, o projeto ainda não foi colocado em prática para mais pessoas porque falta uma série de questões que precisam ser analisadas. Até para os irmãos seria necessário uma bolsa de estudos para seguir com a pesquisa e partir para futuras ideias.

Não é mesmo uma ideia legal? Se houvesse mais apoio, os irmãos poderiam espalhar a ideia e tornar mais acessível a todos os moradores da região, que já sofrem com as altas temperaturas.

Parabéns aos irmãos pelo projeto, aos professores e apoiadores envolvidos. São ideias assim que transformam o nosso mundo e nos fazem ter a certeza de que há esperança e muitas pessoas fazendo a diferença.


Escrito por Angélica Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]