Autoconhecimento

É sempre agora

Mulher de costas com braços abertos de frente para pôr-do-sol na praia
Edu Rocha
Escrito por Edu Rocha

O momento mais importante é sempre o presente e o que você tem de mais precioso para doar a alguém é o seu tempo. O futuro é uma mera expectativa e o passado é apenas uma lembrança recente ou antiga do que já passou. É sempre o agora!

Não existe nenhuma novidade em dizer que devemos nos importar com o momento presente e que pintar o futuro com expectativas é quase que proporcionalmente colher decepções. A tarefa de ajustar expectativas à realidade não é das mais fáceis. Mas não é disso que este texto trata. O que pretendo refletir aqui tem mais a ver com mudança de enfoque e com o valor que damos a momentos que realmente importam.

Mão segurando flor dente-de-leão se desfazendo no vento com paisagem de entardecer ao fundo

Porém, é inevitável discutir temas que versam sobre o momento presente e o futuro sem lançar um olhar sobre a ideia da morte. A maioria de nós faz de tudo para não pensar sobre ela. Mas há sempre uma parte de nossa mente que sabe que isso não vai durar muito tempo.

“Você não sabe que chegará um dia em que você estará doente ou que alguém próximo a você irá morrer, e você vai olhar pra trás para o tipo de coisas que capturavam a sua atenção e vai pensar: “O que eu estava fazendo?” Você sabe disso, e mesmo assim, se você for como a maioria das pessoas, você vai passar a maior parte da sua vida tacitamente presumindo que vai viver pra sempre”.

Este trecho foi extraído de um discurso do neurocientista e filósofo Sam Harris.
 Autor de diversos livros e artigos importantes na área neurocientífica, Harris chama nossa atenção para o que ele denomina de “uma verdade realmente libertadora sobre a mente humana”: o fato de que, “em termos de experiência, a realidade da sua vida é sempre o agora”.

Pessoa com mãos segurando velhas estrelinhas no foco e rosto com paisagem no fundo desfocados

Apesar de que esse “agora ou momento presente” não pode ser bem definido em termos neurológicos – “Sabemos que inputs do cérebro surgem em diferentes momentos e a consciência é construída em camadas de inputs cujo sincronismo tem que ser diferente. Nossa consciência do momento presente é, em um sentido relevante, uma memória” – as coisas mais preciosas estão sempre no único momento em que podemos vivenciá-las, o resto provavelmente virará remorso.

Bom, e agora que tenho a informação de que eu não vivo para sempre e que devo me importar mais com as coisas que são preciosas para mim, o que faço com isso?

Pois bem, não é uma questão de ter novas informações ou de mais informações. A simples percepção disso não te leva a lugar algum. A verdadeira transformação vem por meio de uma “mudança de atitude na atenção que você presta no momento presente“ e talvez a melhor maneira de compreender e experienciar todo esse paradoxo seja procurar maneiras para viver o momento presente por inteiro.

Mulher de chapéu e óculos de sol sorrindo no foco com flor na mão e campo cheio de flores ao fundo

Preste atenção aos detalhes de tudo o que acontece em sua vida. Normalmente a beleza dos momentos está escondida por ali. E aqui vale uma reflexão sobre a mudança de perspectiva e a importância de estar presente conscientemente em todos os momentos.

Comumente vivemos com o piloto automático ligado e na maioria das vezes é ele que direciona nossos pensamentos e consequentemente nossas investidas. Trabalhar a nossa percepção e a nossa capacidade de estar presente em todos os momentos requer prática e persistência. Bem como tudo na vida.

Abraços, e até a próxima!


Você também pode gostar de outros artigos do autor: Liberdade: Você se considera uma pessoa livre?

Sobre o autor

Edu Rocha

Edu Rocha

Formado em psicologia, especializado em psicologia esportiva, poeta de horas vagas e apaixonado por música e por tudo o que move e comove o ser humano. Trabalho com atletas e grupos na área social, sob a ótica cognitivo comportamental. Proponho também a abordagem da "atenção plena" na prática com os atletas, que possibilita uma maior consciência das nossas experiências e mudança radical de atitude e perspectiva, que impacta em uma melhor qualidade de vida.

Email: [email protected]
Instagram: @eduardo_psi