Autoconhecimento Convivendo Educação Meditação

Estudantes recebem 10 minutos de elogios em vez de chamada convencional

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Além de aprendizado acadêmico, a escola não só pode, como deve ser um local de conscientização para os alunos, principalmente quando se trata de questões sobre as relações humanas. O fato é que na prática o foco está nas disciplinas convencionais, mas alguns professores conseguem juntar as duas coisas, criando um ambiente interativo e mais feliz, como é o caso de Chris Ulmer.

O norte-americano, Chris Ulmer, professor de educação inclusiva, na escola Mainspring Academy, na cidade de Jacksonville, Flórida, decidiu começar suas aulas de maneira diferente. Os dez primeiros minutos após a chegada dos alunos na sala, são destinados a elogios para cada um dos oito alunos da turma, com o intuito de valorizar suas habilidades e estimular as crianças com condições especiais.

“Você é muito engraçado. Você é muito esperto. Você é um ótimo jogador de futebol!”, diz ele a um dos garotos. A intenção, segundo Ulmer, é mostrar para as crianças que ali elas não são julgadas ou limitadas por suas doenças, mas livres para mostrarem o seu melhor.

Em um post do seu Facebook, ele diz: “Como um professor de alunos especiais, eu tenho estudantes com diversos tipos de condições, mas todos eles têm uma coisa em comum: eles são puros. Eles representam o amor e tudo o que há de certo nesse mundo. Mas mesmo assim, parece que 99% da sociedade não consegue enxergar isso”.

Como forma de estimular a aceitação dos outros estudantes, familiares e dos próprios alunos perante suas diferenças, com autorização dos pais, Ulmer posta diariamente na página do Facebook “Special Books by Special Kids” sua rotina de atividades.

O professor também é o autor e fundador do projeto “Special Books by Special Kids” (Livros especiais por crianças especiais), que tem como objetivo exaltar o potencial dessas crianças e quebrar preconceitos.


Texto escrito por Natalia Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]