Autoconhecimento

Faça algo simples, mas diferente

Daniella de Paula
Escrito por Daniella de Paula
Cozinhar exige criatividade e coragem. Foi dentro de uma cozinha que encontrei Pedro, uma dessas pessoas que surgem em nossas vidas para nos mostrar caminhos diferentes. Estávamos em uma vivência e tínhamos a missão de preparar o jantar para 15 pessoas. Gostávamos da ideia, mas não tínhamos prática.

Mulher loira de costas com braços para o alto.

Elaboramos no risco um cardápio com tapioca. Queijo, tomate e manjericão para a marguerita. Banana e creme de avelã para a doce. Esses foram nossos ingredientes principais e, é claro, tivemos muito cuidado para preparar uma a uma e servir tudo quentinho. Era nosso objetivo deixar 15 pessoas felizes com a comida, mas, no meio do caminho, tinha um fogão industrial velho. Foi quando eu percebi que, para mim, estar diante do desconhecido era algo paralisante.

Você também pode gostar de:
Recusei-me a lidar com aquela “máquina”. Foi nessa hora que Pedro disse: “Faça alguma coisa diferente”. 
Não gostei do seu tom desafiador, mas ele sorriu. Senti que eu poderia errar. Errei diversas vezes, inclusive. Passei do ponto outras tantas. Liguei e desliguei tentando encontrar o equilíbrio da chama. Troquei as conchas, mas o meu melhor foi feito no velho fogão. No horário marcado, as tapiocas estavam prontas para serem servidas. Servimos. E foi muito bom ter cozinhado desse jeito.

Mulher com os braços abertos e cabeça para cima.

Ele não sabe, mas depois disso me acostumei a fazer coisas diferentes no dia a dia, por mais simples que sejam. Subo e desço escadas todos os dias e pelo menos duas vezes por semana alterno entre elas, mesmo quando deixam o percurso mais longo. No almoço, escolho sabores inusitados para provar. Foi numa dessas que me apaixonei pelo gosto picante e refrescante do rabanete.

Muitas vezes percorremos os mesmos caminhos, mas eles não precisam ser monótonos. Podemos trocar as retas pelas curvas, os espaços pequenos pelos mais amplos. Experimentar novas cores, deslizes e texturas. Até respirar diferente podemos. Há momentos em que temos que fazer mudanças simples para perceber como nos modificamos.

Faça algo simples mas diferente todos os dias. Experimente.

Sobre o autor

Daniella de Paula

Daniella de Paula

Daniella de Paula é redatora. Propõe breves reflexões sobre a vida cotidiana.

Para ler mais textos, acesse: contavida.com