Autoconhecimento

Grande viagem chamada Vida

Brunette young woman jogging and listening to music outdoors.
Rosemary Quionha
Escrito por Rosemary Quionha
Sabemos que estamos neste planeta apenas por alguns anos. A expectativa de vida do brasileiro, segundo levantamento do IBGE em 2015, é de 74,9 anos. Então, no meu caso, hoje com quase 38 anos, tenho aproximadamente mais 36,9 anos de vida menos que a metade do que eu já vivi até agora. E você?

O que faria se você soubesse que tem apenas mais seis meses de vida? Chocante, né? Provavelmente, muitos parem de ler o artigo neste momento. Ainda bem que não sabemos a data da nossa morte, mas temos a informação que o tempo neste incrível planeta com as pessoas que conhecemos, família, amigos, com o nosso trabalho, estudos, com nossa experiência atual é temporário. Isso mesmo! O tempo está acabando.

O que você tem vontade de fazer ou falar que ainda não teve coragem de realizar? O que te impediu ou te impede? Até quando ficará apenas sonhando acordado, esperando que aconteça algum milagre, ou que alguém te reconheça ou te valorize?

“O tempo está passando e o que você tem a perder? O que você já perdeu por ficar parado, esperando?”

Faço um convite para que você “acorde agora”. Pare tudo o que está fazendo, faça um inventário da sua vida. Você está feliz? Está na direção correta? Está onde gostaria de estar?

Infelizmente, a maioria das pessoas terão respostas negativas para estas perguntas. Mas calma, existe luz no fim do túnel. Todos os dias, todos os minutos, todos os segundos, agora mesmo você pode mudar este cenário. Toda jornada tem seu início com um único passo. Então, comece sua nova jornada para uma vida mais feliz, mais plena agora. O que você precisa fazer?

O primeiro passo para qualquer mudança é a aceitação. Vou explicar como.

Por exemplo, imagine uma pessoa que acabou de comprar um carro zero, e depois de 10 minutos dirigindo o pneu furou. Se esta pessoa sai do carro, olha para o pneu e diz para ele: “amigão, você é novo, não aceito que tenha furado, nem pensar, comprei este carro zero, não é possível que você tenha furado”. O que irá acontecer?

Nada, né? O pneu continuará furado independentemente do que esta pessoa fale, ou pense, ou o quanto negue. Quando me refiro à aceitação é no sentido de olhar para o pneu e, sim, aceitar que ele está furado, esta é a realidade, e agora você está pronto para dar o próximo passo.

“O primeiro passo para qualquer mudança é a aceitação”

O que eu quero? Quero arrumar o pneu, certo? Então, pare e pense em suas alternativas. Uma dica: sempre pense em pelo menos três possibilidades, quanto maior flexibilidade você tiver, melhor. Posso eu mesmo trocar o pneu, ou posso ligar para o seguro, ou posso ligar para um amigo ou para o meu pai, posso chamar um táxi para continuar a viagem e depois enviar alguém para resolver e muitas outras possibilidades.

Como está a sua vida agora? Não gosta do seu trabalho? Está infeliz no relacionamento amoroso? Sua saúde precisa de cuidados? Gostaria de emagrecer? Precisa de mais lazer em seu dia a dia? O que você quer mudar?

Próximo passo: se perdoe e perdoe as pessoas envolvidas nesta situação. Vocês fizeram o melhor que podiam com o que conheciam, com os sentimentos que tinham, com os recursos disponíveis.

Agora está pronto para olhar para o seu futuro, pensar sobre o que quer realizar, como quer estar daqui a um mês, seis meses, um ano, dez anos.

Inicie sua jornada, o que precisa fazer? Trabalhar seu emocional? Se matricular em uma escola? Pedir ajuda a um amigo? Pedir desculpas? Seja lá o que for, faça. Dê o primeiro passo.

Happy colleagues handshaking while on a meeting in the office.

A vida está passando, o tempo está acabando e estamos aqui para sermos felizes, compartilharmos o nosso melhor com o planeta e recebermos o melhor dele.

Meu objetivo com este texto foi passar uma mensagem para que você “Acorde”. Este é o melhor momento para ser feliz, faça o que tem que ser feito. Deixe o Ego de lado, aprenda a dar valor para o que realmente tem valor. Lembre-se que você é único e não existe e nunca existirá ninguém igual a ti, então, pare agora de dar tanta importância para o que pensam ou dizem de você. Esteja do seu lado. Viva, siga o seu coração, faça o que tem vontade de fazer.

Sobre o autor

Rosemary Quionha

Rosemary Quionha

Coach certificada na Sociedade Euro-Americana de Coaching. Master em Programação Neuro-Linguística. Consteladora Sistêmica Familiar e Organizacional. Hipnoterapeuta Ericksoniana. Quinze anos de experiência na área Administrativa. Palestrante e Treinadora de Equipes.

Telefone: 11 97407-1224
E-mail: [email protected]
Facebook: https://www.facebook.com/rosemarypremd
WordPress: http://rquionha.wix.com/atitude
Skype: Rosemary Quionha