Energia em Equilíbrio Florais de Bach Floral

Mantenha o foco com floral

Vania Kipriadis Ferro

A era da Internet nos trouxe acesso fácil e rápido a todos os tipos de informação, e isso é uma maravilha! Há apenas 30 anos não poderíamos sequer imaginar que seria possível acessar o acervo do Louvre em segundos, falar com um amigo do outro lado do Mundo ao vivo e a cores (quem se lembra dos Jetsons?), ou saber o que significa “Jaran” em javanês.

É inegável a evolução e a utilidade dessa ferramenta, mas assim como tudo na vida, nem tudo são rosas…  O enxame de informações trouxe também muita ansiedade e incertezas. Frente a tantas opções, nosso cérebro pode ficar confuso, paralisar nossas atitudes e pensamentos – o que serviria para nos ajudar, nos atrapalha.

Além da meditação e de outras terapias complementares, há um Floral de Bach que nos ajuda a ter foco e uma mente mais tranquila – é o White Chestnut.

White Chestnut

Sua indicação: para quando seus pensamentos não param, seu discurso interior o atormenta a ponto de não conseguir relaxar, dormir, como se nossa mente fosse um ‘hamster’ numa roda giratória sem fim. Ou quando a mente é dominada por alguma obsessão, a pessoa só pensa naquilo, e não consegue fazer mais nada.

Para identificar a necessidade de White Chestnut, precisamos analisar o fluxo de pensamentos – não precisa ser necessariamente ansioso ou amedrontador, mas sim repetitivo como um disco riscado.

White Chestnut traz a serenidade de pensamento para vivermos o presente, cada momento, em sua plenitude. Traz clareza e abertura mental, entendimento, e ajuda a priorizar tarefas, e a pensar numa coisa por vez, como se organizasse o caos mental. 

Com a mente tranquila, abrimos espaço para as necessidades mais profundas do Eu Superior, da Alma, a fim de que insights significativos possam emergir com mais clareza, a fim de sustentar nosso desenvolvimento espiritual nesta vida. É como se a mente silenciasse para conseguirmos ouvir o que realmente importa.

A árvore de White Chestnut é conhecida como castanha-da-Índia, e também Horse Chestnut (ou a castanha do cavalo) – na Índia as folhas e flores eram usadas na ração dos cavalos, quando estes estavam ofegantes. A Dra Carmen Monari, autora do livro“Participando da Vida com os Florais de Bach”, faz uma associação com a velocidade dos nossos pensamentos indomáveis e conta o mito de Pégaso:

Pégaso é fruto da união de Poseidon (a força do mar) com Medusa (deusa da inspiração), mas esta por ter infringido as leis, foi castigada e transformada em Górgona – somente quando Teseu cortou a cabeça de Medusa Pégaso foi liberado de sua mãe – ou seja, apenas quando vencemos nossa Medusa podemos liberar nossa força de inspiração e a força de Poseidon, pai de nosso pensamento criativo.

No Bhagavad Gita, Shri Krishna ensina o guerreiro Arjuna a dominar os cavalos e dirigir sua carruagem, enfrentando as batalhas.

White Chestnut não é simplesmente um floral indicado para ‘insônia’, mas se o motivo da insônia é essa intranquilidade mental, com pensamentos obsessivos, uma fórmula de W.Chestnut com Rescue é de grande auxílio. Essa fórmula se tornou tão usada, que o Bach Centre resolveu criar o ‘Rescue Sleep’, no qual a misturinha já vem pronta.

Converse sempre com um Terapeuta Floral, ele ajuda você a identificar o melhor floral para a situação de vida.  

found

Sobre o autor

Vania Kipriadis Ferro

Vania Kipriadis Ferro

Formada em Publicidade e Propaganda, presta consultoria na área de pesquisa de mercado, atuando como moderadora e analista de discussões em grupo e entrevistas em profundidade. Atende em consultório exercendo atividade de apoio à terapias convencionais e é Practitioner de Florais de Bach, prescrevendo também para tratamentos de animais. Atuou 4 anos como voluntária no atendimento de mães residentes na comunidade de Paraisópolis, sob a chancela do Centro de Psicossíntese de São Paulo, prescrevendo Florais de Bach.

Telefone: (11) 9 9932-7166
E-mail: [email protected]