Autoconhecimento Convivendo Maternidade Consciente

Maternidade Holística – Mãe e autocuidado

Andreia Howell
Escrito por Andreia Howell

São nossas escolhas que mostram o que realmente somos, muito mais que nossas habilidades” Albus Dumbledore

Nutrir nosso espírito, nossa vida interior, é a maneira mais eficaz de criar a qualidade de vida e conexão na vida familiar que todos buscamos. O autocuidado permite que você viva com o melhor de você em vez de o que sobrou de você.

A maternidade tem a primeira marca em nossos filhos e portanto, uma grande marca na sociedade. No entanto, a maternidade é um dos segmentos menos valorizados e mais invisíveis da nossa cultura. O universo das mães vive em grande parte despercebido. É hora de valorizar e iluminar as mães em todos os lugares.

Mulher grávida, sentada em uma cama de casal, mexendo em roupas de bebe.

Para que essa mudança social ocorra, ela deve iniciar na fonte, com nós mães mudando a visão de nós mesmas e da maternidade, e assim, mudando o relacionamento com todos a nossa volta, incluindo nossos filhos, e esta mudança irá refletir na sociedade.

O autocuidado engloba uma série de aspectos, visíveis e não visíveis, tocáveis e intocáveis.
O primeiro passo é sair do papel de “mártir” e reencontrar a essência que foi enterrada pelos padrões sociais de uma sociedade patriarcal. A minha intenção é que você consiga olhar para os paradigmas que você absorveu de forma inconsciente e consiga dar início a uma jornada em direção a uma vida satisfatória para você e para a sua família.

A meditação(5 min/dia) também pode ser uma grande aliada nesse processo.

A Essência: Lembre-se de como você se sentiu quando viu o seu filho pela primeira vez ou quando você vê um recém-nascido. Em um livro que li sobre maternidade, a autora sabiamente indicou essa técnica para trazermos à tona esse sentimento especial que nos ajuda a estar completamente no momento presente e conectar-se com o seu ser autêntico.

Mulher branca segurando um bebê recém nascido, após dar a luz.

Lembre-se que no eu autêntico e essencial, o SER deve ser valorizado, e não somente o Fazer. Abra espaço para entrar em contato e prestar atenção com o que faz a sua alma transbordar de satisfação e que lhe traz uma sensação de plenitude. Comece a priorizar esses momentos na sua vida. Para isso, é necessário viver no momento presente (mindfulness). Para entender melhor esse processo, acesse : “Simplifique a sua vida – Menos distração, mais intenção”

Sentimentos: Permita-se sentir, você é um ser humano e não há nada de errado em sentir raiva, frustração ou cansaço, o mais importante é você trazê-los para a consciência e usar esse processo a seu favor para o autoconhecimento. Não fuja dos seus sentimentos tentando se distrair com atividades que não alimentem o seu ser e sabotam a sua qualidade de vida.

Autoperdão e Gratitude: Ambos devem ser tratados como uma jornada e não simplesmente um evento. Perdoar-se e ser grato é uma decisão diária, assim como tomar banho, escovar os dentes ou exercitar-se.

Faça o melhor que puder com o seu entendimento. Então, quando você entender melhor, faça melhor.” Maya Angelou

Você é Suficiente: Não atrele o seu valor pessoal com a sua produtividade! Eu sei que é essa a mensagem que a sociedade (em desequilíbrio) nos envia diariamente e que a maioria das pessoas absorvem e propagam de forma inconsciente. É justamente isso que precisa ser mudado para a sua vida mudar, trazer para o consciente os valores inconscientes que não nos servem mais. Seja a paz, seja o amor que os seus filhos precisam, seja compreensiva, seja presente na sua vida, seja a memória que os seus filhos vão guardar. Aceite você e as pessoas ao seu redor como elas são.

Prioridades: Uma vez que você entrar em contato com o que te faz se sentir viva e bem, estabeleça as suas prioridades e use o tempo a seu favor. Mantenha na sua vida as atividades que nutrem e não as que tiram a paz. Eu, por exemplo, não assisto TV ou folheio revistas que só nos bombardeiam com falsas ideias e nos direcionam no sentido oposto de uma vida plena. Mas assisto entrevistas, palestras, ouço Podcasts e leio materiais selecionados que enriquecem a minha experiência de vida. Escolha as suas atividades de forma consciente!

Mulher grávida praticando ioga no chão

Faça pequenas mudanças diárias que transformarão sua vida ao longo do tempo.

Para complementar a leitura com mais 12 dicas de autocuidados que você pode incorporar no seu dia a dia, leia:  “Autocuidado para Mães e Pais Homeschool”

Eu sei que é difícil, mamãe! Eu sei que pode ser difícil levantar todos os dias e ter os pequenos dependendo de você. Eu sei que é difícil sentir que às vezes o seu mundo é pequeno.

Eu quero te lembrar, você é o mundo dos seus pequeninos.

Você é o amparo, a casa, o conforto. Você é tudo para eles e espero que, mesmo em seus dias difíceis, saiba como você é especial.

Especialmente para os pequeninos.” Anônimo


Você também pode gostar de ler: Criando filhos de forma consciente – Simplifique

Sobre o autor

Andreia Howell

Andreia Howell

Meu nome é Andreia Howell, morei na Austrália e há 10 anos moro nos Estados Unidos com meu filho e marido onde prático uma vida Intencional através do Homeschooling/Unschooling, de uma alimentação simples e nutritiva (Plant-Based ) e tendo em mente o minimalismo em todos os aspectos da vida. Parentalidade Consciente é uma prioridade no meu dia a dia, o futuro não depende das crianças e sim dos pais dessas crianças. Graduada em Nutrição e Pós graduada em Segurança Alimentar. Apaixonada pelo Ballet Clássico, dei aulas no Brasil e Estados Unidos e hoje prático Ballet adulto.
Andreia é membro “The Alliance for Self-Directed Education”

E-mail: [email protected]
Facebook: andreiahowell
Whatsapp: +1 405 600 8934