Energia em Equilíbrio

Meditação Tonglen: o que é e como praticar?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A meditação é uma das formas mais simples e acessíveis de se atingir níveis elevados de espírito e de nos limparmos de energias ruins. É uma espécie de renovação da alma, além de um processo importante de conhecimento de si mesmo e do mundo da sua volta. Já imaginou se esse benefício pudesse ser estendido para as outras pessoas? Pois com a meditação tonglen isso é possível!

A tonglen é uma prática meditativa ensinada por Dalai Lama e muito usada no budismo tibetano. Visa purificar a pessoa que pratica e as outras a quem ela dedica. É como se os sentimentos ruins, dores físicas, traumas ou insatisfações deixassem o nosso corpo ao mesmo tempo em que muita felicidade nos invadisse.

Siga os passos abaixo para praticá-la:

1- Como em qualquer processo de meditação, busque um lugar calmo e livre de interrupções, onde você possa se conectar consigo mesmo e deixar o mundo terreno de fora.

2- Use o tempo que for necessário até acalmar sua mente e atingir um estado de calmaria e serenidade dentro de si.

3- Sinta-se integrado ao ar. Puxe pelo nariz as sensações de calor, densidade, escuridão e peso e expire o frescor, a luz e a leveza. Sinta que está puxando essas sensações posteriormente por todos seus poros. Sinta o movimento de contração e expansão de todo seu corpo.

4- Se atenha a alguma situação negativa que esteja vivendo pessoalmente. Pode ser uma dor física, uma sensação, um sentimento ruim ou uma situação que não consegue resolver. Pense em outras pessoas que conhece e até outras desconhecidas que também possam estar passando por isso. Mentalize profundamente estas questões.

5- Inspire para dentro de você toda a dor que enxerga na sua vida e no mundo como um todo e vibre e expire a felicidade mais intensa que conseguir imaginar.

Com estes cinco passos simples, você consegue fazer uma prática que beneficia a você e as demais pessoas que imaginar. É um ato que também podemos fazer mentalizando as pessoas que nos fizeram mal ou simplesmente aquelas com as quais não nos identificamos de alguma forma. Pensar que o que fizeram é por alguma dor que sentem e tentar tirar isso delas, de certa forma, beneficia a todos.

É uma prática altruísta e que pode trazer o bem-estar a uma infinidade de pessoas. Experimente!


Escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]