Autoconhecimento Mindfulness

Não julgamento: uma atitude mindfulness

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Você provavelmente odeia quando as pessoas apontam o dedo para você e dizem o que você deveria ser, como deveria agir ou em alguns casos o que deveria vestir, com quem deveria se relacionar e diversas outras coisas desse tipo, certo? Mas você já parou para pensar, olhar para suas próprias atitudes e reparar o quanto você também não faz isso com as outras pessoas? Pois é, não gostamos de ser julgados, mas infelizmente julgamos os outros muito mais do que somos capazes de perceber.

Pare um tempo seus afazeres e reflita sobre seus últimos dias. Reviva com calma cada relacionamento que teve com outra pessoa e o quanto achou que ela estava errada em fazer tal coisa, em vestir determinada roupa e em andar com aquela pessoa. Provavelmente você descobrirá que julga os outros muito mais do que se dava conta. E é natural que fique incomodado e até mesmo deprimido com isso. Afinal, você descobre em si mesmo uma característica que tanto abomina nos outros.

Não perca tempo apontando o dedo para os outros.

Isso acontece porque somos humanos e é natural de nossa índole fazer esse tipo de coisa. Infelizmente praticamos muito mais o julgamento do que a empatia, o que deveria ser exatamente o oposto. Mas é fácil mudar, apenas exige dedicação e um treinamento de sua mente. O não julgamento é uma das atitudes mindfulness, e com ela você ganha qualidade de vida, já que expulsa todo o lixo da sua mente e libera espaço para pensamentos realmente importantes e focados nas coisas que lhe interessam.

Não perca tempo apontando o dedo para os outros, gaste este tempo olhando para si mesmo e aprendendo o que é preciso fazer para melhorar como pessoa, aperfeiçoar suas atitudes e treinar sua mente para resultados mais rápidos e satisfatórios. Quando pensar em julgar alguém, tente se colocar no lugar desta pessoa e avalie suas atitudes a partir do ponto de vista dela. Tenha sempre em mente que cada pessoa é um indivíduo único, dotado de pensamentos, sentimentos e visão de mundo muito diversos dos seus. Tente compreender antes de julgar, e jamais espere que as pessoas reajam e ajam como você.


Escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]